Para entender a Transformação Digital no setor imobiliário, basta perguntar a um jovem empreendedor de uma startup o que ele acha do sistema de fiança locatícia. Se fizer esse teste, é grande a probabilidade de perceber uma total incompreensão do uso desse tipo de garantia.

Para quem nasceu em um mundo conectado, os chamados nativos digitais, os processos precisam ser simples; os serviços, personalizados, e a privacidade, respeitada.

É difícil para quem cresceu com respostas disponíveis em alguns cliques pensar em cartórios, burocracias e entraves que parecem naturais para quem sempre conviveu com eles.

É essa cultura de criar facilidades e agilizar a rotina que move a Transformação Digital, que ainda sofre alguma resistência no setor imobiliário. Mas o tempo de se adaptar está acabando, e o novo consumidor também precisa de imóveis.

Confira como a sociedade está se transformando e encontre oportunidades para sua imobiliária.

A Transformação Digital no setor imobiliário

O que é a Transformação Digital?

A Transformação Digital não deve ser confundida com a simples digitalização das empresas. A disponibilização de serviços digitais por meio de sites e aplicativos, por exemplo, faz parte da transformação, mas a mudança não se resume a isso, pois ela é um fenômeno social.

A sociedade está se transformando, e as pessoas estão se integrando em relações e interações mais dinâmicas, rápidas e eficientes. Na atualidade, nada impede que uma imobiliária brasileira disponibilize serviços virtuais para europeus interessados em investir em imóveis aqui, por exemplo.

Com a mobilidade proporcionada pelos smartphones e a grande disponibilidade de informações, o consumidor ganhou autonomia e faz suas próprias consultas e levantamentos sobre oportunidades de investimento.

Além disso, os clientes trocam informações e experiências o tempo todo. Eles fazem avaliações de empresas, manifestam depoimentos, registram reclamações e interagem pelos mais diversos canais, seja para elogiar ou criticar.

As particularidades do setor imobiliário

Nesse contexto de mudança, as imobiliárias são afetadas em aspectos pontuais e que alteram completamente o modo como vendemos e alugamos imóveis.

Em parte, todas as imobiliárias já sentiram um pouco desse efeito com o lançamento dos portais imobiliários, que tornaram os antigos classificados de jornal muito menos influentes do que já foram.

No entanto, essa migração foi apenas o início de um processo muito mais abrangente. Além disso, ela não causou grandes dificuldades de adaptação. O que pode ocorrer no caso de outras inovações para as empresas que não se prepararem.

Mudança nos processos

A centralização do controle de processos, a melhora da agilidade de procedimentos e a automação de várias tarefas de rotina é um dos aspectos mais influentes no setor. A gestão da imobiliária e o acompanhamento de indicadores de desempenho formam uma base estrutural importante para suportar novas tecnologias.

Alto volume de informações

A quantidade de informações disponíveis sobre clientes, imóveis, cotações e imobiliárias é enorme. Quando bem utilizadas, eles fornecem pistas e evidências sobre o comportamento de compra de imóveis, oportunidades de negócio e problemas enfrentados pelos clientes quando buscam por imóveis.

Boa parte dessa ciência por trás da Transformação Digital está em coletar, tratar e usar esses dados para gerar informações que permitam criar soluções para as dificuldades do consumidor.

Automação do atendimento

Esse consumidor conectado prefere ser independente e por isso valoriza o autoatendimento. Para questões práticas e pontuais, ele não quer ter que explicar detalhes e ouvir longos argumentos de corretores convincentes, pois prefere a agilidade.

Ao mesmo tempo, os recursos de automação do atendimento permitem ao corretor focar os clientes com maior chance de fechar negócios e ações estratégicas, no lugar de várias atividades operacionais que consomem tempo e não geram comissão.

O impacto da tecnologia

Para viabilizar a Transformação Digital no setor imobiliário, é preciso liderar as pessoas na busca dos objetivos estratégicos da área. A tecnologia precisa ser implantada com o foco na geração de um valor superior para o cliente, como modo de aumentar a competitividade com base na solução dos problemas do consumidor, como adiantamos.

Desse ponto de vista, a tecnologia é uma ferramenta que dá suporte à mudança, e as tendências mais influentes no setor imobiliário já estão identificadas. Listamos algumas delas nos tópicos abaixo.

Assinaturas digitais

Além do certificado digital, já existem aplicações que permitem validar assinaturas virtuais. Elas não vão permitir a transferência de uma escritura pública, mas servem para firmar compromissos e acordos variados. As imobiliárias digitais já usam esse recurso para facilitar o processo em locações, por exemplo.

Smart contracts

Os smart contracts são softwares capazes de executar as regras de contratos automaticamente. Eles podem, por exemplo, ser programados para verificar se o pagamento de uma caução foi efetuado, enviar a liberação do imóvel para o cliente e avisar à administração do condomínio do prédio sobre os dados do novo morador.

Blockchain

Embora seja comumente ligada às moedas digitais, a blockchain tem várias aplicações. Basicamente, ela serve para registrar transações de forma segura e compartilhada. No futuro próximo, é previsto que várias atividades feitas nos cartórios possam ser armazenadas na blockchain.

Realidade virtual

Poucas pessoas têm os óculos virtuais em casa ou no trabalho. Mas conforme eles se popularizarem, será possível visitar qualquer ambiente sem sair de casa, o que inclui imóveis. Imagine um potencial comprador navegando no site de sua imobiliária, selecionando um apartamento e acessando uma versão virtual do ambiente.

Ele poderia visitar todos os cômodos com a sensação visual de estar no local. Além disso, um corretor poderia ingressar da imobiliária no mesmo ambiente e acompanhá-lo. Essa tecnologia já está disponível, é só questão de tempo até que se popularize.

Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) é inegavelmente a tecnologia mais impactante da Transformação Digital no setor imobiliário. Além de analisar dados diversos em poucos segundos, ela permite automatizar atendimentos, executar tarefas variadas, identificar fraudes e mudar a forma como vendemos.

Entre as várias aplicações possíveis no setor imobiliário, a IA tem um papel fundamental na análise de risco, de crédito e aprovação de cadastro. As startups de crédito, por exemplo, usam algoritmos avançados capazes de aprovar crédito com agilidade, segurança e com o uso de critérios inacessíveis pelos meios tradicionais.

Startups no setor

Algumas startups do setor já começam a chamar atenção. Inclusive, boa parte delas já atua em cidades brasileiras com a oferta de locação de imóveis. Da captação do imóvel até a locação e contratação, tudo é feito via plataforma digital.

Smart cities

As smart cities são cidades inteligentes e sustentáveis. Elas formam um novo mercado a ser explorado e envolvem um público mais engajado com a transformação.

Imagine, por exemplo, o uso combinado dos smart contracts nesses casos. Até mesmo o acesso aos imóveis poderia ser liberado ou barrado eletrônica e automaticamente.

Para concluir, é importante mencionar que a Transformação Digital no setor imobiliário é um caminho sem volta. Por isso, muito melhor do que resistir é se dedicar a entender o processo para aproveitar as oportunidades. Afinal, é certo que muitas delas vão surgir.

E você? Como percebe as imobiliárias nesse contexto? Deixe seu comentário, sua dúvida ou sugestão!

Eduardo Barbosa

Profissional com mais de 25 anos de experiência em finanças, desenvolvimento de negócios, reestruturação e mudança organizacional. Como CEO da Brognoli Negócios Imobiliários desenvolve trabalhos com forte impacto no segmento imobiliário, atuando com foco em processos de transformação digital e crescimento acelerado. Nos últimos anos, Eduardo também tem ajudado novos empreendedores com mentoring, palestras, artigos, conselhos e conexões, buscando viabilizar a escalabilidade destas. Tem uma intensa e longa experiência como professor na área de mercado de capitais e Economia Comportamental.

imobiliariasImobiliárias
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Vendas Qual a relação entre a linha de montagem de Ford e seu time de vendas?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Imobiliárias Imobiliárias digitais: o que são e como funcionam?
ABOUT THE SPONSORS
Bloco

O Bloco é uma iniciativa da Brognoli para a inovação do Mercado Imobiliário. O Bloco nasceu com o objetivo de auxiliar empresas do setor imobiliário a desenharem novas propostas de valor e experiências positivas para os consumidores por meio de conexões entre o ecossistema de inovação.

[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]