Transformação Digital na Indústria: os cenários da 4ª revolução industrial

ENtenda a Transformação Digital na indústria

Você, certamente, já deve ter ouvido falar em transformação digital na indústria. Essa é mais uma das transições sociais pelas quais passamos e que possuem o poder de transformar nossas vidas e a própria economia.

No entanto, quem deseja compreender esse processo, precisa não apenas observar as mudanças da própria sociedade — no seu modo de agir, pensar e se relacionar —, mas também a evolução dos dispositivos que fazem parte dessas modificações.

De modo geral, o avanço da humanidade sempre esteve ligado às transformações tecnológicas, e elas têm sido fundamentais nas mais diversas áreas de nossas vidas. Assim, a indústria não poderia ficar de fora e vem recebendo muita influência da tecnologia.

Ao longo do percurso histórico, inúmeras revoluções ocorreram nesse segmento. Em cada fase da revolução industrial, marcas foram deixadas e benefícios e problemas foram surgindo. Hoje, estamos na 4ª revolução, conhecida pela concentração de tecnologias, físicas, biológicas e digitais.

Como o caminho até aqui foi longo e muito importante, resolvemos trazer para o TD um conteúdo completo sobre o tema. Conheceremos melhor as evoluções históricas na indústria que nos possibilitaram chegar ao patamar que estamos hoje.

Confira um pouco das fases da transformação digital na indústria

Cada uma das fases das revoluções industriais deixou impactos na forma como vivemos, melhorando nossas relações pessoais, o acesso à informação, segurança e nos proporcionando melhor qualidade de vida.

Mas, vale destacar que tais movimentos trouxeram também revolução às empresas e seus mercados. Com isso, os modelos de negócios precisaram se adaptar para garantirem a manutenção de seus rendimentos, buscando mais eficiência para sobreviverem em um mercado altamente competitivo.

Portanto, o cenário que vivemos hoje é fruto de um longo percurso histórico. Os fatos ocorridos e registrados na história da revolução industrial trazem a comprovação e nos permitem encontrar respostas sobre o futuro — que já é o presente.

A 1ª revolução industrial: final do século XVIII

Trata-se de um período muito interessante, pois foi iniciada uma transformação capaz de afetar a todos os indivíduos e setores da sociedade. Foi marcado com a passagem de um fato histórico relevante que, apesar de ainda não se tratar da era digital, já era o começo: a substituição das pessoas e animais pela força mecânica.

Neste momento, a maior representatividade comercial girava em torno do mercado têxtil, em que a produção manufaturada foi substituída por máquinas, dando maior agilidade ao processo.

Esses fatos e mudanças foram os grandes responsáveis pelo fortalecimento e desenvolvimento das tecnologias destinadas à fabricação de materiais de consumo, incentivando a produtividade e diminuindo o tempo e os gastos com a produção.

A 2ª revolução industrial: início do século XX

O fato marcante do período foi o aprimoramento das tecnologias já existentes oriundas da primeira revolução. Desse modo, elas foram renovadas, aperfeiçoadas e passaram a ser abastecidas com energia petrolífera e elétrica.

A partir daí, iniciou-se a expansão e também a exploração de mercados, agilizando o ritmo industrial com a criação um formato novo na linha de produção: a força motriz para o aumento da produção com novas tecnologias.

Com a implantação do novo modelo de produção, o desenvolvimento começava a despontar. À medida que novas tecnologias e recursos eram desenvolvidos, a produção foi se tornando mais rápida e eficiente.

Esse cenário, sem dúvidas, foi o principal influenciador da ascensão do mercado com maior produção e do declínio de preço do produto final.

Além disso, nesse período, fomos apresentados a grandes ferramentas, fundamentais até os dias atuais na indústria: o telefone e o telégrafo. Eles podem ser apontados como grandes contribuições dessa fase, pois viabilizaram o desenvolvimento da comunicação de massa, propiciando a troca e a transmissão de informações de forma rápida e segura, o que foi imprescindível para o progresso da indústria.

A 3ª revolução industrial: década de setenta

Esse, sem dúvidas, foi outro momento importante na história da revolução industrial. Posterior à Segunda Guerra Mundial, foi quando o mundo se deparou com um tempo de grandes evoluções na área da tecnologia.

As inovações tecnológicas começavam a alavancar e propiciar ferramentas que viabilizavam o crescimento, lançando mão do conhecimento científico para desenvolver a produção industrial.

A terceira revolução industrial denominou-se como a era da revolução tecnológica, em decorrência da passagem, ou melhor, da substituição da tecnologia mecânica pela tecnologia digital e de sua inserção no processo industrial.

Assim, inicia-se a era da informação, marcada pela explosão da computação e o surgimento da internet. Esse fato pode ser entendido como o momento da comunicação, pois a facilidade do acesso às informações e a relação desta com as pessoas se propagou de forma fácil e rápida.

Todos esses fatos também afetaram o mundo dos negócios. A automatização dos processos contribuiu para um ganho expressivo de produtividade. Além disso, o comércio usufruiu da facilidade de comunicação e da troca de informações, aproximando o mundo e redefinindo o conceito de distância.

A 4ª revolução industrial dos dias atuais

Chegamos à 4ª revolução. Conforme visto, para que chegássemos a essa fase, foram necessários pequenos acontecimentos ao longo do tempo. Foram muitas etapas, mas todas elas foram marcadas pela busca da eficiência, do melhor desempenho produtivo, da comunicação eficaz e de todos os pontos que pudessem contribuir com o crescimento.

Compreender o passado é uma maneira muito mais simples de entender e aproveitar o presente. Cada tecnologia e ferramenta tiveram uma razão para ser desenvolvida e, apesar de estarmos acostumados a elas, foram e são consideradas como grandes avanços.

A evolução digital, como todos os outros setores que envolvem evolução, aconteceu gradativamente, respeitando as especificidades de cada fase. Ela não se consolidou da noite para o dia e trouxe mudanças sociais, culturais e tecnológicas.

A 4ª revolução industrial ficará marcada pela capacidade de unir as tecnologias físicas, biológicas e digitais. A força da tecnologia digital é perceptível de várias formas, em diferentes aparelhos e recursos, a qualquer hora e em qualquer lugar do planeta.

A tecnologia digital vem conquistando cada vez mais o mercado industrial em diversos setores. Atualmente, é possível acompanhar o desenvolvimento de uma nova modalidade denominada Internet das Coisas— a IoT.

Com a implantação da IoT, surge uma integração de setores e de pessoas, que passam a ser interligadas por meio de dispositivos físicos conectados a internet com apoio de sensores inteligentes, que permite controlar, analisar e interpretar dados em tempo real, o que favorece consideravelmente a evolução e o crescimento das empresas, empresários e gestores.

Por isso, não é exagero dizer que a 4ª revolução é reconhecida como a revolução da comunicação e do conhecimento. É possível perceber que a facilidade da comunicação e da informação acelera a velocidade, diminui custos e reduz os desperdícios.

Leia também: Como a Transformação Digital ajuda na redução de custos

Está conseguindo acompanhar todas as informações? Continue com a leitura, pois preparamos mais para você!

Entenda a transformação digital na indústria após a 4ª revolução

A combinação de mentes e máquinas repercute na indústria global até hoje. Nesta etapa, é possível perceber a força que é projetada nas indústrias, com a união de dispositivos inteligentes com trabalhadores qualificados no trabalho das empresas, passa a ser cada vez mais eficiente.

Equipamentos inteligentes captam problemas que o ser humano deixaria passar. Dessa maneira, com o suporte tecnológico, equipes realizam trabalhos preventivos e evitam que o problema possa, de fato, acontecer.

Essa parceria está introduzindo a quarta onda da Revolução Industrial, com o potencial de revolucionar e transformar a indústria global mais uma vez. Com a chegada do momento atual, é relevante destacar alguns fatores fundamentais:

  • crescimento da velocidade da internet;
  • acessibilidade de conexão com a rede social;
  • a redução de preços de dispositivos digitais;
  • avanço de ferramentas de Big Data.

Esses são alguns exemplos de recursos que contribuem para prever e evitar interrupções na linha de montagem, assegurando que os equipamentos possam trabalhar de forma adequada, gerando eficiência e o desenvolvimento da empresa.

Leia também: A importância do Big Data para a Indústria 4.0

Hoje, a interconectividade entre pessoas e empresas estreita relações e agiliza a transição de dados em tempo real, o que é imprescindível para o crescimento e fortalecimento do setor industrial, mercadológico e econômico do país.

A transformação digital é fator de primeira grandeza nas empresas e garante estabilidade de mercado. Além disso, pode ser apontada como um extremamente importante para a sobrevivência e desenvolvimento empresarial.

Por outro lado, é preciso enfatizar que os empreendimentos precisam reconhecer as suas limitações e se prepararem para aderir às mudanças e adaptações necessárias para usufruir de todos os seus benefícios.

Não há dúvidas de que, os negócios que se prepararem em tempo hábil, com certeza, sairão na frente e terão uma grande vantagem competitiva. Aliás, essa é uma exigência do mercado atual. Portanto, seja consciente e procure se informar melhor.

consumidor contemporâneo é mais exigente e o seu negócio precisa aprender a aproveitar os inúmeros recursos que a revolução industrial trouxe ao universo corporativo.

Conheça algumas tendências de transformação digital na fabricação

Traçando um paralelo entre a Revolução Industrial, que transformou a forma de produção, e a transformação digital, que se responsabiliza pela mudança de setor, justifica-se a necessidade dos fabricantes industriais se adequarem à nova era, ou seja, a transformação digital na indústria.

Na busca de evoluir e sair da produção de massa, implementando a produção personalizada em ritmo acelerado, a indústria pode contar com o suporte de algumas ferramentas. Veja mais a seguir:

AI e Aprendizagem de Máquinas

As fábricas inteligentes não abrem mão de utilizar todos os recursos disponíveis no mercado que podem representar crescimento, bem como eficiência e inovação na área de produção.

Hoje, os algoritmos avançados estão mudando a forma de trabalhar das indústrias de fabricação. O AI, por exemplo, está sendo muito utilizado, devido a sua enorme capacidade de aprender e assimilar os comportamentos humanos.

É sempre vantajoso estar bem informado e usufruir da transformação digital na indústria, pois isso significa reduzir custos de produção e aumentar de forma rápida a satisfação dos clientes.

Leia também: Como a Transformação Digital ajuda na redução de custos

IoT na indústria

A IoT teve um investimento expressivo nos últimos anos — mais 178 bilhões — e a transformação digital na indústria é indispensável para proporcionar às empresas vantagens competitivas.

A indústria de produção é a pioneira na utilização da IoT, devido às formas revolucionárias em que essa tecnologia conectada a diferentes dispositivos simplificou os processos de produção.

No dia a dia da indústria, é possível observar inúmeros exemplos dessa contribuição, como a oferta de feedbacks em tempo real, alertando empresas de possíveis defeitos que poderão ser evitados, impedindo choques na produção — ações que podem parecer simples, mas que evitam desperdícios financeiros e perda de tempo.

A internet das coisas também é responsável pela aquisição de maquinário inteligente e introdução da nova abordagem híbrida de conteúdo virtual. Os serviços da IoT e da indústria  4.0 também estão transformando a maneira como o serviço pós-venda é ofertado, com suporte online imediato e eficaz.

Leia também: Desmitificando: as principais aplicações da IoT

Robôs

Acabou a era em que o robô era estigmatizado por fazer apenas os serviços mais repetitivos e tarefas que geravam aborrecimento e tédio no processo de montagem. Hoje, eles são considerados peças fundamentais para o desenvolvimento industrial e são capazes de realizar movimentos bem semelhantes aos do homem, com destreza e memória, o que os torna cada vez mais requisitados em indústrias.

Altamente treinados e parceiros, os robôs também estão sendo utilizados para oferecer ambientes de trabalho mais seguros aos trabalhadores. Em situações de risco, eles enfrentam o desafio, se colocando no lugar do ser humano e protegendo-o de qualquer perigo. Além disso, os robôs montados com sensores inteligentes fornecem feedbacks e informações valiosas em momentos cruciais.

Merece atenção, também, sua contribuição para ganhos de eficiência. Para garantir maior velocidade nas indústrias, o suporte de robôs e outras tecnologias inteligentes e automatizadas fazem toda a diferença e possibilitam às empresas a otimização de fluxo de serviços e produção.

Ao implantar sistemas inteligentes, a comunicação flui de forma mais rápida, tornando-a mais precisa e eficiente, contribuindo para o processo de monitoramento e melhorias e evitando problemas que possam comprometer a produtividade e eficiência da empresa.

Para tanto, intensificar a velocidade e a eficiência em sua empresa significa assegurar o melhor controle de qualidade, menores custos, bem como garantir bons resultados e atrair novos clientes.

Dados e análises  

Estima-se que até 2020 o conteúdo digital existente seja 5 vezes maior do que o que existe hoje. As empresas que buscam sustentabilidade no mercado investem em tecnologias inteligentes, visando uma maior proteção de seus dados.

Com a praticidade da era digital, essas informações são simplificadas e compatíveis com a colaboração, gerando maior acessibilidade para as partes interessadas.

O empresário que deseja prosperar e permanecer em competitividade opta por adquirir e investir em recursos que estejam alinhados com os avanços tecnológicos da transformação digital na indústria.

Conheça alguns conceitos associados à transformação digital na indústria

A transformação digital na indústria tornou-se tão importante como a própria revolução industrial, mas para que toda essa transformação imediata e inovadora aconteça, muitos recursos e abordagens são necessários, como a automação.

Por isso, para finalizar este material, separamos alguns conceitos que são importantes e que você precisa dominar. Acompanhe!

A contribuição da automação nas indústrias

A automação é um termo muito usado nos dias atuais e se refere aos processos tecnológicos. No processo industrial ou em qualquer outro espaço que demande produção de bens, as vantagens de se ter a automação industrial são consideradas infinitas. Isso porque automatizar significa aumentar o seu desempenho global.

Esse aspecto, por si só, já é um ponto crucial para demonstrar o porquê de a automação industrial ser cada vez mais requisitada e mais popular no contexto industrial. Por meio da automação, o mundo alcançou excelentes resultados nas linhas de produção industrial e identificou o meio mais adequado de resolver problemas gerados nesta área.

Machine Learning nas indústrias e o poder da tecnologia

O período da 4ª revolução industrial é também o momento de colocar em prática ferramentas tecnológicas. Esse é o caso da Machine Learning, que já não é uma novidade, devido à sua vasta utilização.

O aprendizado de máquina revela ser uma das grandes revoluções na área da tecnologia, junto com outras modalidades, como a internet das coisas, que estão a disposição das indústrias para se manterem atualizadas.

Machine Learning e os benefícios na indústria

O uso de máquinas inteligentes na indústria está revolucionando a produção e o mundo mercadológico. O Machine Learning, por exemplo, auxilia a indústria na eficiência das cadeias de suprimentos, na personalização da produção e no momento de oferecer dados muito precisos para cada fase do processo produtivo.

Ademais, pode ajudar a empresa a adaptar-se às necessidades do mercado com antecedência, que passa a ser capaz de se adaptar de forma automática e independente na captura de resultados.

O Machine Learning na indústria é um suporte poderoso que auxilia na tomada de decisão. Por meio dele, é possível definir estratégias de forma mais rápida, baseando-se em dados reais. Aliás, esse tipo de previsão tem mais probabilidade de garantir ações vantajosas para a organização da empresa.

Leia também: Estratégia de Transformação Digital: o guia completo

RPA: mais uma ferramenta disponível no mercado

O RPA é caracterizado como uma abordagem que pode motivar a empresa com redução de custos, aumentar a produtividade e ainda liberar profissionais para funções mais estratégicas. Ele é baseado em software e, por essa razão, pode ser usado para executar tarefas baseadas repetitivas.

De modo geral, ele permite a automação de processos complexos de uma empresa e ajuda a transformar o negócio digitalmente, proporcionando serviços de melhor qualidade ao cliente.

Leia também: Como e onde implantar RPA? [Entrevista com Rosane Prado]

Até agora nesse post apresentamos as vantagens da transformação digital. Mas será que não há desvantagens, tudo que foi falado só tem o lado bom? Vamos entender essa questão no em seguida.

Veja como a tecnologia está afetando o mercado de trabalho

A velocidade com que a internet cresce é gigantesca! Todos os dias surgem novas descobertas científicas, novas funcionalidades e equipamentos nas mais diversas áreas do conhecimento e da produção, como engenharia, medicina, informática e biomedicina.

Isso tudo deixa a sociedade mais aguçada, sempre trocando e modificando, o que também pode causar preocupações. Com o imediatismo em que as transformações ocorrem, é natural que exista uma desvalorização de objetos e superficialidade nas relações pessoais e profissionais.

A privacidade e a intimidade das pessoas sofreram uma exposição. Diante de todas as formas de comunicação, torna-se cada vez mais difícil manter o mesmo grau de privacidade.

Além disso, infelizmente, pessoas que não buscam se especializar e acompanhar todas as inovações de mercado, acabam sofrendo para encontrar um local no mercado de trabalho.

Por outro lado, a qualidade de vida das pessoas melhorou bastante. O acesso ao conhecimento é muito mais fácil – está na ponta dos dedos, sobre as teclas de um computador, tablet ou smartphone, entre tantas outras possibilidades.

Por outro lado, é sabido que a invenção de maquinarias inteligentes, novos automatismos nas empresas e fábricas, exigem cada vez mais profissionais qualificados e com especializações, o que não é ruim.

Além disso, com tantas tecnologias e equipamentos novos, o grau de poluição ambiental produzido tem aumentado consideravelmente nos últimos anos em nosso planeta. Entende-se, por isso, que a Transformação Digital na indústria tem duas faces: uma boa e outra má.

De modo geral, é preciso estar preparado e fazer boas escolhas, pois o futuro já começou. Há pouco tempo, se via a tecnologia como algo bem distante da realidade ou algo de outro mundo. O ciclo de implantação de novas tecnologias anda acelerado, com mudanças significativas num curto espaço de tempo.

O mercado de trabalho também está sofrendo os impactos de todas essas mudanças e, naturalmente, há pontos a serem exaltados e repensados. Os profissionais contemporâneos precisam buscar novos conhecimentos e devem aprender a lidar com todos os novos recursos de que a indústria necessita.

Chegamos ao fim do post e, conforme visto, a transformação digital contribuiu significativamente para o alcance de uma indústria mais moderna e competitiva. Ao longo de todas as etapas pelas quais passamos, a indústria foi adquirindo novos recursos e estratégias e, hoje, está totalmente integrada com a tecnologia.