Entenda o que é Inteligência Artificial e como ela pode mudar tudo o que conhecemos

O que é inteligência artificial

Enquanto corporações como a Apple, o Facebook e a Tesla lançam inovações e mudanças revolucionárias sobre a forma como interagimos com a tecnologia de aprendizagem em máquina, muitos ainda não sabem o que é inteligência artificial e como está sendo usada hoje pelas empresas, grandes ou pequenas.

Para resolver isso, desvende agora o que é inteligência artificial e suas diversas aplicações!

Saiba o que é inteligência artificial

A inteligência artificial é um ramo da informática que visa criar máquinas inteligentes. Tornou-se uma parte essencial do setor de tecnologia. A pesquisa associada à inteligência artificial é altamente técnica e especializada.

Inclui a programação de computadores para determinados traços, tais como conhecimento, raciocínio, solução de problemas, percepção, aprendizagem, planejamento, capacidade de manipular e mover objetos.

Resumindo, uma máquina programada para utilizar a inteligência artificial tem a capacidade de decidir entre opções pré-estabelecidas, qual é a melhor. Isso é feito com base em bancos de dados que são constantemente abastecidos por novas informações pelo próprio sistema.

Assim, é possível dizer que a máquina “aprende” na medida em que o banco de dados cresce, o que torna as decisões cada vez mais complexas.

Agora, vamos descobrir as atuais aplicações da inteligência artificial?

Aplicações da inteligência artificial no mercado

As máquinas não assumiram o controle. Ainda não, pelo menos. No entanto, estão se infiltrando em nossas vidas, afetando a forma como vivemos, trabalhamos e nos divertimos.

Desde assistentes pessoais movidos a voz como Siri e Alexa, até tecnologias mais subjacentes e fundamentais, como algoritmos comportamentais, buscas sugestivas e veículos autônomos utilizam poderosos recursos de inteligência artificial.

Hoje, gigantes como o Google, a Microsoft e a IBM são altamente envolvidas no estudo do desenvolvimento da tecnologia que já começou a trazer uma mudança revolucionária.

Embora dê forma ao nosso futuro, ainda precisamos saber como está afetando nossa vida atual. Então, para dar um vislumbre do mesmo, desvende agora uma lista de principais aplicações industriais da inteligência artificial:

Linhas de produção

As indústrias foram as primeiras empresas a utilizar a inteligência artificial. As peças robóticas são usadas nas fábricas para montar peças diferentes e, em seguida, embalá-las sem precisar de ajuda manual. Desde as matérias-primas aos produtos finais expedidos, os robôs desempenham um papel iminente na maioria das fábricas.

No entanto, a inteligência artificial fará ainda mais modificações, de forma que produtos mais complicados, como automóveis e eletrônicos, não sejam apenas fabricados e montados com a ajuda de robôs, mas também criados e conferidos.

Leia também: Indústria 4.0: A Quarta Revolução Industrial (Recomendado)

Lojas de varejo online

Com a introdução de lojas de varejo na internet, as pessoas começaram a fazer da compra online um hábito, que está no seu auge agora.

Esses sites também usam inteligência artificial de determinadas maneiras, como recomendar aos clientes o que comprar dependendo de suas compras passadas ou itens colocados na caixa de pesquisa.

Entenda através do vídeo abaixo o futuro do varejo e exemplos de algumas empresas:

Outra maneira é fornecer robôs de bate-papo para procurar orientação ou para resolver consultas.

Jornalismo

No mundo digital de hoje, a leitura de blogs e artigos se tornou uma prática comum para a maioria de nós, mas dificilmente percebemos que alguns deles são realmente escritos por máquinas.

Embora não possa ser usado para escrever artigos detalhados, os relatórios simples, que não exigem muita análise, podem ser facilmente preparados pela inteligência artificial.

Empresas como Yahoo! estão usando inteligência artificial para preparar relatórios simples relacionados a esportes e eleições que levariam muito tempo se fosse feito manualmente.

Leia também: Inteligência Artificial tenta criar frases de motivação e tem resultado hilário

Bancos

Devido ao aumento da quantidade de dados e informações sobre economia e finanças, muitos serviços financeiros recorreram à inteligência artificial. Os robôs são muito mais rápidos ao analisar os dados do mercado para prever mudanças nas tendências das ações e gerenciar as finanças em comparação com os humanos.

Os bancos estão usando a inteligência artificial também para manter um registro da base de clientes, abordando suas necessidades e sugerindo-lhes transações adequadas. Além disso, quando há uma transação suspeita na conta dos usuários, eles imediatamente são avisados para confirmar a autenticidade da mesma.

Veja como o Banco Original usa a A.I:

Automóveis

É um fato bem estabelecido que os carros do Google e os recursos do piloto automático da Tesla já abriram caminho para a introdução da inteligência artificial em automóveis.

Pode ser estacionado sozinho, detectar colisão, monitorar pontos cegos, reconhecer voz ou navegação, é como se o carro atuasse como assistente do proprietário, auxiliando e ensinando diferentes formas de condução segura.

Confira o carro que “anda sozinho” do Google e como funciona:

Entretenimento

O uso da Inteligência Artificial é bastante popular na indústria do entretenimento. Trata-se de jogos de vídeo ou aplicativos de música, onde todos estão bem conscientes do conceito.

Falando sobre jogos, a ideia não é nova e está sendo utilizada desde o início, mas hoje ela cresceu exponencialmente.

Jogos como Middle Earth, Far Cry são conhecidos por transmitir personalidades aos personagens e permitir que encontrem objetos, atirem, se cobrem e façam o possível para a vitória.

Cuidados com a saúde

A Inteligência Artificial também está realizando um trabalho importante no setor de saúde, sendo utilizada por médicos para auxiliar no diagnóstico e nos procedimentos de tratamento.

Isso reduz a necessidade de várias máquinas e equipamentos que, por sua vez, diminui o custo.

Como exemplo, a IBM introduziu o Watson, que é uma aplicação projetada para sugerir diferentes tratamentos com base na história médica dos pacientes, que provou ser muito eficaz.

Confira também o vídeo do Robô Pillo, que utiliza inteligência artificial para cuidar da saúde das pessoas:

Serviço de Atendimento ao Cliente

Vários sites oferecem aos clientes para conversar com seu representante no caso de uma consulta ou queixa. No entanto, na maioria das vezes estes não são seres humanos.

Em vez disso, são robôs de bate-papo treinados para responder e extrair o conhecimento exigido do site e apresentá-lo ao cliente. Esses robôs utilizam processamento de linguagem natural para interpretar a consulta do cliente se concentrando nas palavras-chave e depois nas respostas.

Leia também: A inteligência artificial na rota do futuro do atendimento

Como a IA pode representar um perigo para a humanidade?

Os milionários do vale do silício Elon Musk e Mark Zuckerberg têm opiniões totalmente opostas, como mostram seus debates nas redes sociais. Questionado por um internauta, Zuckerberg considerou que os comentários de Musk são “irresponsáveis”.

“Sou otimista” sobre esta questão, acrescentou. “Nos próximos cinco ou dez anos a inteligência artificial permitirá melhorar nossas vidas”, explicou. Este debate ocorre em um momento em que os gigantes do vale do silício estão investindo maciçamente em inteligência artificial, incluindo as empresas de Musk e Zuckerberg.

O Facebook usa normalmente este tipo de ferramenta para avaliar os conteúdos problemáticos da rede social e trabalha com engenheiros especializados para desenvolver projetos futuristas, como a comunicação pelo pensamento.

Também participou da criação de um centro de pesquisa para desenvolver uma inteligência artificial “humana”. No final de março, anunciou a fundação de uma nova empresa chamada Neuralink, dedicada à interface cérebro-computador.

Na ficção científica, a inteligência artificial, ou IA, tem alguns papéis recorrentes. Costuma brilhar como a antagonista que pretende exterminar a humanidade. Poucos atentaram, porém, à ideia central do pensador que desencadeou a discussão. Pesquisa riscos existenciais à vida humana, como a colisão de asteroides com a terra.

O surgimento da IA e seus perigos ocupam seu livro mais recente, “Superinteligencia: Caminos, peligros, estrategias”. Bostrom alerta para o advento de sistemas não só inteligentes, mas capazes de se autoaprimorar.

Um computador assim poderia se reprogramar para elevar sua própria capacidade. Mais da metade dos entrevistados previu que a superinteligência emergiria até 30 anos depois e que haverá 33% de chance de ela ser algo “ruim” ou “extremamente ruim”.

Diante dessa possibilidade, homens inteligentes reagiram com superlativos. Musk comparou o ato de criar IA com invocar o demônio. O astrofísico tocou no ponto certo. Nenhum dos estudiosos imagina interromper o avanço científico.

Aplicações da inteligência artificial em nosso cotidiano

Todos os dispositivos inteligentes e gadgets usados ​​em nosso dia a dia que possuem tecnologia da Internet das coisas também usam a inteligência artificial.

A técnica utilizada está baseada em aprender o comportamento e o padrão de uso mostrado pelo usuário e, consequentemente, o aparelho começar a se comportar de forma semelhante por conta própria, sem precisar de instruções.

Se falarmos de aparelhos eletrônicos específicos, o termostato e os recursos de luz inteligente utilizam inteligência artificial de forma interessante. Pode-se definir a temperatura da sua casa do jeito que quiser, em diferentes horas do dia.

Leia também: 4 aplicações da Inteligência Artificial em nosso dia a dia

Da mesma forma, os efeitos de luz podem ser modificados com a quantidade de sombreamento e brilho, como preferidos pelo usuário em diferentes períodos de tempo.

Outra aplicação muito comum de inteligência artificial pode ser vista em nossos celulares, na forma de Assistentes Pessoais Virtuais. Esses aplicativos coletam informações para interpretar o que está sendo solicitado pelo usuário e, em seguida, os dados necessários são obtidos para atender às suas preferências.

Há um enorme aprendizado envolvido por parte desses assistentes e uma grande quantidade de informações é rastreada para garantir a eficiência.

Com base nas aplicações mostradas aqui, é possível perceber que a inteligência artificial está mudando tudo o que conhecemos atualmente, em uma velocidade cada vez maior. Para acompanhar esse fenômeno, fique atento às novidades e busque se informar sempre.

Quer saber mais sobre o cenário da Inteligência Artificial? Entenda entenda aqui o que é Transformação Digital!

Preparado para o futuro?

Receba semanalmente conteúdos como este. Assine nossa newsletter:

Fundador do Transformação Digital

Tiago Magnus atuou nos últimos 10 anos em projetos digitais, trabalhando com marcas como Lenovo, Carmen Steffens, Mormaii, VTEX, Carrefour, Centauro, entre outras, e como sócio de uma das principais agências digitais do Brasil. Hoje, é Diretor de Transformação Digital na ADVB e Fundador do TransformacaoDigital.com.