Em um mundo cada vez mais impactado pelos avanços tecnológicos, pensar a respeito do futuro se tornou essencial para garantir a sobrevivência das empresas no mercado. Mas você já havia imaginado que surgiria uma área da gestão empresarial voltada justamente para a previsão do futuro, a partir de uma metodologia científica e com ferramentas bem estabelecidas?

É o que nos promete o Futures Thinking, que não é apenas um imaginar o futuro, mas delinear cenários prováveis para uma melhor tomada de decisão no presente!

O que é o Futures Thinking?

O Futures Thinking é uma metodologia para prever as principais mudanças que ocorrerão nas próximas décadas e séculos na sociedade humana, em todos os aspectos possíveis.

Diferentemente do que muitos pensam, ao contrário das ficções científicas ou da futurologia, o Futures Thinking não é simplesmente o uso da imaginação, e sim um método baseado em dados reais e científicos para determinar quais são as tecnologias e tendências do futuro.

Portanto, o Futures Thinking usa uma abordagem multidisciplinar para ir além de opiniões pessoais e, assim, identificar as verdadeiras dinâmicas que estão formando o futuro. Como ele não pode ser previsto inteiramente, com exatidão, somente é possível prever uma ampla quantidade de futuros possíveis e perguntar quais são os cenários mais prováveis ou mais desejáveis para o desenvolvimento da humanidade.

Para isso, uma gama considerável de métodos — qualitativos, quantitativos, normativos e exploratórios — estão à disposição para buscar as previsões mais próximas possíveis da realidade das próximas décadas.

Quais são as características dessa habilidade?

Mapeamento de possibilidades

Quando falamos do futuro, não podemos ter certeza de praticamente nada. Quantas previsões não foram frustradas? Por exemplo, na década de 80, a maioria dos filmes mostravam um cenário com robôs humanoides e carros voadores por volta de 2020.

Por isso, perceba quais são as necessidades atuais de sua empresa e como a tecnologia pode resolver esses problemas. Depois, levante quais são os cenários possíveis e se questione quais são os mais prováveis.

Por exemplo, se o problema é o custo da mão de obra, há várias soluções possíveis no futuro: os robôs humanoides, os robôs virtuais de processos empresariais, as linhas de montagem totalmente automatizadas, o home office integral etc.

Após isso, faça uma análise do cenário atual: o home office está avançando, porém ainda é difícil imaginá-lo sendo integralmente implementado. As linhas de montagem também se automatizaram bastante e a necessidade de pessoas as comandando está diminuindo. Os RPA estão substituindo o homem na condução de sistemas empresariais, porém não estamos nem perto de robôs humanoides!

Pensando além

A cada novidade lançada, pergunte-se como o cenário para o futuro está se desenvolvendo de acordo com as suas expectativas:

  • O futuro está se tornando aquilo que você esperava?
  • Está se tornando melhor?
  • Está ficando pior do que você imaginava?
  • Ou, até mesmo, está ficando mais estranho?

​Então, calibre novamente suas expectativas. Se a tecnologia está avançando em um ritmo mais acelerado, seja mais ambicioso no seu planejamento. Por outro lado, se está pior do que você imaginava, observe o que há de mais realista nos seus planos. Se está mais estranho, exercite a imaginação para cenários inimagináveis.

Qual a importância de desenvolver essa habilidade na era da Transformação Digital?

A Transformação Digital é caracterizada também por sua velocidade sempre acelerada, em que novidades chegam de forma tão rápida que pode ser difícil para um negócio as acompanhar.

Com o Futures Thinking, sua empresa ganha um pouco mais de previsibilidade para sempre estar na liderança do processo de digitalização dos negócios. Afinal, a TD é um processo para que a tecnologia otimize o desempenho e traga mais resultados práticos para a sua empresa.

Unindo a TD ao pensamento futurístico, será possível criar planos de transformação digital em que você planeja a implementação de novas tecnologias a todo o instante, deixando sua empresa realmente inovadora.

Mesmo que determinada ferramenta ainda não exista, você pode acompanhar como andam os avanços rumo a ela e planejar a sua inserção daqui a alguns anos.

Qual a sua importância para os negócios?

Mas, afinal, por que devemos nos preocupar com o Futures Thinking agora? A resposta é simples: quanto mais cedo você souber o que o futuro reserva para a sua empresa, mais você poderá planejar as estratégias para sair na frente desde já.

Isso porque, nessa metodologia, além de tentar desvendar as tecnologias do futuro, outros aspectos sociais também são imaginados, como o comportamento das pessoas. Desse modo, você sai na frente de seus concorrentes antes mesmo de eles se darem conta.

Por exemplo, graças ao Futures Thinking, muitas empresas têm apostado em inteligência artificial para otimizar a produtividade. Muitas delas ainda não precisam necessariamente dessa tecnologia, porém, no futuro, ela provavelmente dominará o mercado. Quem não estiver a implementando desde agora poderá colher resultados negativos daqui a alguns anos.

Assim sendo, é melhor já ir pavimentando uma implementação gradual do que fazer uma mudança brusca no futuro.

Em resumo, o Futures Thinking vai além das limitações imediatas. Ele ajuda as pessoas a lembrarem as atitudes e estruturas existentes, que muitas vezes parecem imutáveis e insuperáveis a curto prazo, mas que estão prontas para mudanças a longo prazo.

O Futures Thinking cria um ambiente para tomadas de decisão profundamente informadas, com um equilíbrio sustentável entre as metas de curto e longo prazo, suavizando a transição para um futuro positivo.

Como o Strategic Foresight pode ser um aliado?

Quando pensamos na inovação, a partir dos cenários atuais, acabamos enxergando somente aquilo que nossas “lentes” antiquadas do presente refletem.

Por outro lado, a Strategic Foresight é uma ferramenta para imaginar o futuro de uma perspectiva imersiva e provocativa — indo além das barreiras construídas por nossas percepções atuais.

A essência do Strategic Foresight está centrada na descoberta de ideais, experiências e ambientes emergentes que tornarão obsoletas nossas estratégias e modelos atuais. Quando tentamos identificar a disrupção em nosso contexto atual, pode ser difícil se libertar do pensamento linear.

Assim, a prospecção trazida pelo Strategic Foresight nos ajuda a ver como o nosso conhecimento e experiência se tornam nosso maior obstáculo, impedindo-nos de explorar territórios e conceitos desconhecidos que vão transformar as nossas formas tradicionais de fazer negócios.

Esse é o balanço dessa nova forma de pensar no futuro. Em um cenário de transformação digital, o Futures Thinking se tornou uma necessidade, pois permite que as empresas se preparem para as mudanças e comecem a pensar na tecnologia de uma forma mais estratégica. Ele é um ativo interessante para que seu negócio ganhe um diferencial competitivo.

Pronto para o futuro?

Tiago Magnus

Fundador do Transformação Digital Tiago Magnus atuou nos últimos 10 anos em projetos digitais, trabalhando com marcas como Lenovo, Carmen Steffens, Mormaii, VTEX, Carrefour, Centauro, entre outras, e como sócio de uma das principais agências digitais do Brasil. Hoje, é Diretor de Transformação Digital na ADVB e Fundador do TransformacaoDigital.com.

mercadoMercado
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia da Informação Diferentes Clouds: o que é multicloud?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Mercado SaaS: o modelo de negócios da Transformação Digital
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]