Empregos de tecnologia estão entre os que mais crescem devido, principalmente, à transformação digital e à adoção de novas ferramentas como Inteligência Artificial e Big Data pelas organizações ao redor do mundo.

A demanda por profissionais especializados em diversas soluções é um problema, pois muitos empregos estão surgindo enquanto a mão de obra não consegue se qualificar a tempo para acompanhar as inovações. Estamos vivendo uma transformação completa na força de trabalho.

Neste artigo, vou falar um pouco mais sobre os principais empregos de tecnologia para 2019, seus papéis e responsabilidades dentro de uma organização, além de pretensões salariais de cada um deles. Você me acompanha?

01. Engenheiro de aprendizado de máquina (machine learning)

O crescimento das soluções de IA e aprendizado de máquina estão em todo o lugar, desde o desenvolvimento de produtos complexos, como os veículos autônomos, a exemplos mais comuns, como os chatbots.

Com isso, a demanda por profissionais especializados em entender e desenvolver essas tecnologias explodiu nos últimos anos no mercado internacional. Entre as principais responsabilidades desse profissional dentro de uma equipe está a automatização, teste e implementação de soluções de IA e codificação de sistemas inteligentes.

Segundo o portal de empregos Glassdoor, utilizado para verificar a média salarial de todos as outras posições deste post, o engenheiro de aprendizado de máquina pode ganhar entre U$100 mil a U$120 mil dólares por ano no início de carreira.

02. Engenheiro de segurança da informação

Conforme ficamos mais dependentes da tecnologia, acabamos sofrendo problemas de vulnerabilidade, sendo que o número de ataques cibernéticos aumenta a passos largos. Dessa forma, um cargo que vem crescendo em demanda é o de engenheiro de segurança da informação.

Em um ambiente no qual a Internet das Coisas (IoT) pode se tornar comum a qualquer momento, proteger conexões e portas de entrada é algo fundamental para as empresas. Entre as responsabilidades desse profissional está a implementação de programas de segurança, criação e manutenção de documentação de controle. A média salarial é de U$95 mil a U$124 mil dólares anuais.

03. Desenvolvedor Full Stack

Esse é um dos profissionais mais desejados na indústria de software, pois ele possui conhecimentos sobre toda a pilha de tecnologia, podendo realizar todo o trabalho e minimizando a necessidade de contratação de vários desenvolvedores com especialidades diferentes.

Em portais como o Glassdoor, utilizado como referência neste post, são milhares de posições em aberto para desenvolvedores Full Stack, sendo que suas principais responsabilidades são a codificação e teste de software.

A média salarial é bem elástica, pois um profissional desse tipo pode ser especialista em vários tipos de linguagem de programação, sendo que algumas são mais desejadas que outras. Na média, um desenvolvedor Full Stack pode ganhar de U$60 mil a U$120 mil dólares por ano na entrada.

04. Cientista de dados

Não é segredo para ninguém que nosso mundo, cada vez mais digital, é movido por dados, e todos os grandes players do mercado estão em busca de formas de coletar e analisar informações da maneira mais eficiente possível.

O profissional responsável por essa coleta e posterior análise, bem como pela busca por insights em um pool, é o cientista de dados. Com formação diferenciada e profundos conhecimentos em linguagem Python e R, além de estatística, ele chega a ganhar de U$130 mil a U$180 mil dólares anuais.

05. Arquiteto de nuvem

Conforme a tecnologia avança, várias empresas optam por construir sua infraestrutura em nuvem, minimizando seus custos de aquisição e manutenção. Mas, após um tempo, as soluções pré-prontas já não suprem a demanda.

Nesse ponto, entra em ação o arquiteto de nuvem, profissional responsável por criar uma infraestrutura cloud, totalmente personalizada e também realizar a sua devida manutenção, verificando questões como segurança e acessibilidade. Profissionais que atuam na área podem ganhar em média de U$125 a U$195 mil dólares por ano.

06. Scrum Master

A popularização das metodologias ágeis se deu pela eficiência que elas trazem para os mais diversos processos, sendo que o Scrum é uma das prediletas dentro da maioria das organizações. O Scrum Master é um profissional especializado nessa metodologia.

Sua responsabilidade é repassar o seu conhecimento e implementar o Scrum dentro das atividades de uma organização, sendo que, na maioria das vezes, ele também desempenha outro papel, e o fato de ser um Scrum Master é um bônus. Sua média salarial é de U$90 mil a U$150 mil dólares.

07. Desenvolvedor de Banco de Dados

Já faz algum tempo que as empresas estão tratando o banco de dados de uma forma diferente do restante dos sistemas pois, com o aumento do fluxo de informações, é preciso manter alguém especializado no assunto.

O desenvolvedor de banco de dados é responsável por criar rotinas de otimização, criar e realizar manutenção em tabelas de dados e garantir a segurança com uso de backup e outros tipos de proteção, visando evitar a perda de informação. Em média, um profissional de entrada chega a ganhar de U$95 mil a U$135 mil dólares anuais.

08. Engenheiro DevOps

DevOps é uma cultura / metodologia que implementa geração de código de forma mais eficiente, com menos incidência de falhas e com resultados rápidos, sendo que muitas empresas estão buscando desenvolvedores com essa experiência.

Os engenheiros de DevOps gerenciam a infraestrutura de TI, recursos de software, testes e demais rotinas envolvidas com o desenvolvimento de aplicações, permitindo uma maior agilidade. Seu salário pode chegar de U$100 mil a U$130 mil dólares por ano.

09. Profissionais de suporte

Conforme as empresas disponibilizam cada vez mais aplicações e sistemas aos seus clientes, também é preciso montar uma infraestrutura de suporte especializada para realizar atendimentos e auxiliar seus consumidores.

A visão de qualquer um pode trabalhar no suporte ao cliente está ultrapassada. Agora, as organizações buscam por profissionais especializados no assunto, sendo que os que apresentam larga experiência são bem disputados. O salário médio de alguém na área pode chegar de U$50 mil a U$70 mil dólares anuais.

10. Especialista em IoT

A internet das coisas veio para ficar e podemos esperar grandes avanços nos próximos anos, com a chegada de vários dispositivos com conectividade em nossas casas e empresas. Para isso, as organizações estão em busca de especialistas em IoT.

Eles são os principais responsáveis por desenvolver esses produtos e arquitetar toda a sua infraestrutura de comunicação com outros dispositivos e também com a internet. Profissionais como esse podem ganhar de U$135 a U$200 mil dólares por ano.

Esses são apenas alguns dos principais empregos de tecnologia que estão entre os mais procurados pelas organizações em 2019 — existem diversas outras funções com demanda de mão de obra especializada.

Pronto para inovar sua carreira agora?

Esdras Moreira

CEO na Introduce Formado em Redes de Computadores, com especializações em Gestão de Pessoas, Coaching e MBA em Marketing. É co-founder da introduceti.com.br, que conduz o crescimento dos negócios através de estratégias e tecnologias. Além disso é investidor no projeto Globin.it, Middas e Grupo 3Minds.

tecnologiaTecnologia
Marketing Martech x Adtech: quais as diferenças e qual devo usar?
Jurídico Leis para o trabalho remoto: como se aplicam para empresas e profissionais
ABOUT THE SPONSORS
Introduce

Arquitetamos estruturas e soluções de redes de computadores que garantem a maior disponibilidade dos serviços de TI e aumentam a proteção da empresa, a confidencialidade de negócios e a produtividade das equipes.