Os impactos da Transformação Digital na força de trabalho

Entenda os impactos da transformação Digital na força de trabalho e qual o panorama para o futuro

São vários os impactos da Transformação Digital na força de trabalho, uma vez que a tecnologia começa a ser utilizada para diversas tarefas que antes eram realizadas por pessoas.

Contudo, mesmo que alguns alarmistas mostrem essas mudanças como prejudiciais e que alguns colaboradores olhem com desconfiança para a inovação e chegada de novas tecnologias, o impacto é positivo e agrega valor ao trabalho.

Entenda agora o que está ocorrendo no mercado de trabalho com o advento da Transformação Digital e a adoção, cada vez mais comum, de tecnologias por parte das empresas:

O impacto da Transformação Digital na força de trabalho

A cada 6 meses, é realizada a pesquisa do Índice de Confiabilidade Robert Half — um levantamento que tem como objetivo medir as perspectivas de contratação e expectativas do mercado.

A 5ª edição da pesquisa contou com algumas perguntas extras a pedido da CIO, site sobre estratégias de TI. Os questionamentos inseridos são relativos aos impactos da Transformação Digital na força de trabalho e como os recrutadores estão sentindo as mudanças.

Ao todo, 1161 profissionais foram ouvidos na pesquisa, sendo 387 empregados, 387 recrutadores e 387 desempregados. Desse montante, 46% já estavam experimentando o turnover por conta da digitalização.

Do total de empresas verificadas, cerca de 5% apresentaram um número alarmante (mais de 50%) de índice de rotatividade dos colaboradores. Em 33% das organizações, o número chega a 25% — o que também é muito alto.

O que podemos verificar com esses dados é que é necessário que as pessoas se atualizem o mais rápido possível, deixando de perder suas posições e evitando um alto número de desemprego.

Isso está acontecendo pois diversos cargos estão deixando de existir enquanto outros são criados — no entanto, com a falta de profissionais para assumi-los. Em mais de 39% das empresas ouvidas, por exemplo, novas posições relacionadas à Transformação Digital estão sendo desenvolvidas.

Contratação e retenção de talentos

Com base nos dados apresentados, cerca de 11% dos recrutadores entrevistados acreditam que a dificuldade para contratar profissionais qualificados para os novos cargos que estão surgindo aumentará.

Na opinião dos entrevistados, isso acontecerá, pois, com o surgimento de mais vagas em cargos ligados à Transformação Digital — como Análise de Dados, Big Data, Cloud e Mobilidade —, a competição por esses profissionais vai aumentar e novas oportunidades surgirão.

Sendo assim, o RH das empresas não deverá apenas se preocupar com a atração de novos talentos para o negócio, mas, também, com formas de evitar que eles acabem sendo seduzidos pelas oportunidades da concorrência.

Para isso, é preciso investir na retenção de talentos e criar programas que vão além de uma boa remuneração, ou seja, que possam também ofertar qualidade de vida e oportunidade de crescimento dentro das organizações.

Já para a contratação de novos profissionais, a pesquisa demostrou alguns números interessantes, apresentando o valor que os recrutadores dão a determinados pontos durante uma entrevista ou levantamento. Os itens mais valorizadores são:

  • resultados antigos: citada por cerca de 29% dos recrutadores entrevistados, a apresentação de resultados anteriores pode garantir uma vaga rapidamente;
  • habilidades técnicas: outro ponto de muito interesse a 23% dos recrutadores é o conjunto de habilidades apresentado no currículo do candidato;
  • interesse: muitos profissionais não têm interesse genuíno pela vaga, apenas estão procurando algo novo devido a insatisfação. Para 19% dos recrutadores, um interesse verdadeiro é fundamental.

Já entre as habilidades mais buscadas em um candidato, também temos um conjunto de 3. São elas:

  • proatividade: 27% dos recrutadores entrevistados acreditam que a produtividade seja um item indispensável na personalidade do candidato ideal;
  • senso de dono: ter um cuidado especial com o negócio é importante para 25% dos recrutadores;
  • perfil multitarefa: já para outros 25%, a característica ideal a ser buscada em um candidato é a capacidade de realizar várias tarefas ao mesmo tempo.

Cultura organizacional

O problema que podemos observar é que o turnover vem se agravando, fazendo com que as empresas percam sua força de trabalho — que não está adaptada à Transformação Digital — em uma rapidez que não é possível substituir.

Felizmente, esse problema pode ser sanado. É preciso realizar uma mudança na cultura organizacional da companhia, criando formas de treinar e adaptar a força produtiva às Transformações Digitais.

Sendo assim, mesmo que o turnover não seja reduzido a uma taxa totalmente nula, é possível diminuir (e muito) o seu impacto e evitar que os colaboradores acabem tendo de deixar a empresa.

Ao criar capacitação para os colaboradores, permitindo que eles utilizem aplicativos que auxiliem o seu trabalho, uma empresa pode se tornar uma líder digital, facilitando a migração para uma cultura mais conectada e trazendo seus funcionários junto.

Além disso, é preciso ser totalmente transparente com os colaboradores, demonstrando o que é a Transformação Digital e o porquê da empresa estar buscando essa mudança, além dos benefícios esperados.

Carreira

Ao mesmo tempo que a Transformação Digital exige das empresas uma mudança de cultura, as carreiras dos colaboradores também devem ser repensadas para que eles possam continuar exercendo uma posição dentro da organização.

Com o desaparecimento de determinados cargos, os profissionais devem buscar se adequar às novas demandas e encontrar novos pontos de atuação por meio de treinamentos e estudos.

É preciso que os colaboradores de hoje não se tornem especialistas em apenas um ponto específico, pois, a qualquer momento, ele pode deixar de ser essencial e desaparecer. O profissional do futuro, de olho na Transformação Digital, estuda várias tecnologias ao mesmo tempo.

Dessa forma, além de se manter constantemente atualizado, ele é capaz de se adaptar a qualquer nova demanda do mercado de forma simples e rápida, sempre mantendo o seu lugar dentro das organizações.

O problema do turnover dentro das empresas, principalmente com os impactos da Transformação Digital na força de trabalho, não será resolvido de forma simples. É preciso um engajamento tanto das organizações quanto dos colaboradores, evitando um possível desemprego em massa no futuro e buscando por alternativas viáveis de atualização de conhecimento.

Para se aprofundar no assunto, entenda como aplicar a Transformação Digital na cultura organizacional de sua empresa!

Gerente de Operações no Portal Transformação Digital

Eduardo Wolkan é bacharel em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com ênfase em marketing e comportamento do consumidor. Entusiasta do meio digital e fascinado pela internet, fez do hobby sua profissão e hoje atua com projetos de transformação digital nas áreas de marketing e vendas.