computação em nuvem vem causando muitas transformações no mundo corporativo. Modelos de computação em nuvem escaláveis, como o IaaS, são, cada vez mais, utilizados pelas empresas — eles movimentaram 16,2 bilhões de dólares ao redor do mundo em 2015 e devem chegar a um volume de negócios em torno de 72,4 bilhões em 2020, segundo a consultoria Statista.

No entanto, você sabe o que é IaaS? Como esse modelo funciona? Qual é a sua importância na era da cloud computing? Leia, a seguir, um guia completo sobre IaaS e saiba como utilizá-lo para otimizar a infraestrutura de TI de sua empresa!

Saiba o que é a IaaS

A IaaS (Infrastructure as a Service) é um modelo de nuvem no qual a empresa contrata uma capacidade de hardware que envolve memória, armazenamento, processamento, entre outros recursos.

Em vez de adquirir hardwares, as empresas usam seus próprios aplicativos e plataformas dentro da infraestrutura de um provedor de serviços. Dependendo do fornecedor, o usuário do serviço pode ser cobrado pela quantidade de dados armazenados ou pelo número de servidores utilizados.

Entenda como a IaaS funciona

As empresas provedoras de IaaS se encarregam de manter os equipamentos de hardware e os sistemas operacionais para fornecer, aos usuários, alguns recursos, como espaço de servidor virtual, conexões de rede, largura de banda, endereços IP e balanceadores de carga, mantidos por um provedor da nuvem.

Com a IaaS, o usuário recebe acesso a componentes virtualizados para poder criar suas próprias plataformas de TI, em vez de usar a sua própria infraestrutura, e só paga o que utilizar.

Alguns planos oferecem recursos ilimitados por uma taxa fixa, e outros cobram de acordo com o número de servidores virtuais, a quantidade de dados trafegados e armazenados, entre outros itens.

A importância da IaaS na era da cloud computing

Com a IaaS, a computação deixou de ser um produto para ser um serviço. Uma empresa já não precisa manter uma licença, um servidor ou uma plataforma de desenvolvimento para ter acesso às funcionalidades e à infraestrutura desses softwares e hardwares e aos diversos recursos de TI.

A IaaS pode ser utilizada para criar soluções de TI econômicas e facilmente escaláveis, pois as estruturas complexas e as despesas de gerenciamento do hardware são terceirizadas para o provedor da nuvem.

Além disso, ela pode trazer maior ganho de tempo, maior produtividade, maior flexibilidade e melhor utilização dos recursos, a custos menores.

Conheça a diferença entre PaaS, SaaS e IaaS

A IaaS é um dos três modelos de serviços fundamentais da computação em nuvem, juntamente à Platform as a Service (PaaS) e ao Software as a Service (SaaS). No entanto, esses modelos se distinguem por apresentarem diferentes níveis de controle, flexibilidade e gerenciamento.

No caso da IaaS, a diferença é que o recurso de computação fornecido é especificamente voltado para o hardware virtualizado, ou seja, a infraestrutura de computação.

Por sua vez, a Plataforma como Serviço (PaaS) é um ambiente completo de desenvolvimento que permite criar, hospedar e gerir recursos e aplicativos personalizados para as empresas.

Todo o processo de desenvolvimento ocorre utilizando a infraestrutura da nuvem, o que faz com que não sejam necessários altos investimentos. A equipe de desenvolvedores só precisa se preocupar com a programação do software.

Já o Software como Serviço (SaaS) possibilita acesso a determinados sistemas sem demandar a aquisição de licença, utilizando-os a partir da nuvem. Os dados podem ser acessados de qualquer dispositivo, o que proporciona maior mobilidade.

Use a IaaS para montar a sua própria infraestrutura

Uma empresa também pode usar a IaaS para montar a sua própria infraestrutura empresarial, utilizando redes internas, como nuvens privadas, que empregam recursos de rede e servidores compartilhados. Desse modo, ela pode armazenar seus dados e executar os aplicativos necessários para operar no dia a dia.

Nesse caso, uma empresa em expansão pode escalar suas infraestruturas de acordo com suas demandas de crescimento. As nuvens privadas podem ser acessadas apenas pelo próprio negócio, de modo a proteger os seus dados confidenciais.

Quais empresas devem utilizar a IaaS?

Qualquer empresa, independentemente do tamanho, pode usar a IaaS. O modelo pode auxiliar pequenas e médias organizações, que apresentam um crescimento muito rápido e não conseguem acompanhar a própria demanda pelo aumento de infraestrutura de TI.

Por exemplo, um site hospedado na nuvem pode usar os dados redundantes fornecidos por uma vasta rede de servidores físicos para atender às suas demandas de crescimento.

Além disso, as ferramentas de gestão podem colaborar para melhorar a administração das diversas áreas da empresa e oferecer mobilidade aos funcionários para realizar suas funções.

Esse modelo também pode ser muito útil para as lojas online, que têm uma demanda maior em épocas específicas de maior atividade, como o Natal e outras datas comemorativas.

Os benefícios para clientes finais

A IaaS não exige investimento em hardware físico, pois esse é configurado e mantido pelo provedor da nuvem. Além disso, a cobrança pelo serviço é feita de acordo com aquilo que é utilizado pelo cliente.

Outra vantagem é a independência de localização, ou seja, o serviço pode ser acessado de qualquer lugar, via Internet, desde que haja uma conexão disponível.

Além disso, A IaaS não apresenta nenhum ponto de falha — se um servidor de rede falhar, o serviço não é prejudicado, devido à quantidade restante de recursos de hardware e à existência de configurações redundantes.

As projeções para o setor de IaaS no Brasil

O mercado brasileiro de IaaS respondeu por 50,7% do total de negócios no segmento na América Latina em 2017, alcançando uma receita de US$ 1,8 bilhão, segundo a consultoria Frost & Sullivan. Para 2022, a projeção é que o setor deverá crescer mais de 300%, com uma receita estimada em US$ 7,4 bi.

O crescimento se deve a um conjunto de fatores, entre eles, o aumento da demanda por nuvens múltiplas, a chamada multicloud, que proporciona integração, padronização e gerenciamento eficiente desses ambientes. No Brasil, essa demanda está prestes a ultrapassar a busca por nuvens únicas.

O potencial de crescimento da IaaS no país

Embora as pequenas e médias empresas movimentem mais de 40% da receita dos provedores públicos de nuvem, essa participação ainda está muito abaixo do potencial.

Outro fator que contribui para o uso mais amplo da IaaS no país é a ascensão da Internet of Things (IoT), que exige um alto poder de computação e capacidade de armazenamento de dados apenas possíveis em ambientes de nuvem.

Além disso, o setor financeiro vem investindo mais em soluções tecnológicas, em busca de maior segurança para as transações financeiras. Portanto, os bancos devem passar a usar provedores em nuvem em maior escala.

Cases de sucesso

Nos últimos anos, a Amazon Web Services (AWS) vem liderando o mercado de infraestrutura em nuvem no modelo IaaS. No ranking do Gartner, a empresa domina quase metade do segmento, com US$ 9,8 bilhões de receita em 2016. Em segundo lugar, a Microsoft, com US$ 1,6 bilhão, detém apenas 7% do mercado.

No entanto, a empresa que apresentou maior crescimento entre 2015 e 2017 foi a chinesa Alibaba, que aumentou suas receitas em 127%, alcançando US$ 675 milhões. O rápido crescimento lhe permitiu desbancar o Google (US$ 500 milhões em 2016) e assumir a terceira posição no mercado.

Esteja atento às oportunidades trazidas pela IaaS

Essa competição pelo mercado se mostra benéfica, pois resulta em melhores serviços, queda de preços e ofertas com mais valor agregado. As empresas de infraestrutura de IaaS oferecem aos clientes mais opções de onde hospedar seus dados, acesso mais fácil à infraestrutura virtual e novas formas de gerenciar e analisar dados que já estão na nuvem.

Como vimos, a IaaS traz muitos benefícios para as empresas. A tendência é que os serviços de infraestrutura da nuvem substituam as infraestruturas próprias das organizações. E você também pode se beneficiar com a IaaS, principalmente, se contar com a colaboração de uma empresa de tecnologia confiável.

Quer saber mais sobre as diferentes modalidades de computação em nuvem e como as novas tecnologias podem ajudar a sua empresa a se destacar no mercado? Leia aqui!

Esdras Moreira

CEO na Introduce Formado em Redes de Computadores, com especializações em Gestão de Pessoas, Coaching e MBA em Marketing. É co-founder da introduceti.com.br, que conduz o crescimento dos negócios através de estratégias e tecnologias. Além disso é investidor no projeto Globin.it, Middas e Grupo 3Minds.

tecnologia-da-informacaoTecnologia da Informação
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Educação O próximo nível da educação: entenda o que é b-Learning
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Bem-vinda à Transformação Digital, Movile
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]