O setor imobiliário vem sentindo os impactos e a necessidade de mudança pelo uso da tecnologia e vê as construtechs e imobiliárias digitais ganhando força.

O “tech” tem se fundido a outros prefixos para representar empresas de determinado segmento que estão inovando a forma como seu mercado trabalha.

Healthtech, Lawtech, Fintech, Martech: você já deve ter ouvido falar de alguns desses termos, certo? Para que você possa entender um pouco mais sobre o tema, preparamos este post! 

O que são as construtechs?

As construtechs são startups que buscam resolver dores da cadeia produtiva da construção civil. Elas entregam soluções tecnológicas inovadoras para extração, indústria de materiais, distribuição e comércio, construção, imobiliário, manutenção e serviços. Até quem compra, aluga ou administra imóveis pode ter sua rotina facilitada pelas construtechs.

A indústria de construção é responsável por 10% do PIB mundial, mas ainda conta com uma alta taxa de improdutividade.

Bruno Loreto, diretor de operações da Construtech Ventures, afirma que: “O segmento é o segundo pior em termos de adoção de tecnologia. Temos de promover uma revolução digital para mudar esse cenário”.

Segundo estudo da consultoria McKinsey, a adoção de novas tecnologias na construção, como as trazidas pelas construtechs, o PIB mundial deste setor pode aumentar em 1,6 trilhões de dólares anuais.

Nos Estados Unidos os investimentos em construtechs já somavam, em 2017, mais de US$ 1 bilhão. E obviamente esse movimento chegou ao Brasil que já conta com pelo menos 562 construtechs.

O que são as imobiliárias digitais?

Seguindo o caminho da transformação digital no setor da construção civil, vale a pena destacar as imobiliárias digitais. Esse tipo de negócio nasceu da necessidade dos consumidores atuais que não têm em seus planos a necessidade de ter sua casa própria. Querem equilibrar a vida pessoal e profissional, e por isso, buscam locar imóveis próximos ao trabalho. Ou seja, quando mudam de trabalho, mudam seu local de residência também.

De acordo com o Secovi-SP, 90% das buscas por imóveis começam na internet, por que não fazer todo o processo por ela?

Nesse cenário entram as imobiliárias digitais, que vêm para desburocratizar o processo de aluguel de imóveis. Trazendo velocidade e possibilitando todo o trâmite de locação seja online.

O processo, totalmente digital, utiliza sites de fácil navegação, intuitivos, com fotos de alta qualidade para mostrar claramente como é o imóvel. Opções de tour 360 graus no imóvel e até na rua onde ele está localizado são oferecidas para dar uma melhor noção do espaço interno e do entorno do empreendimento.

O agendamento da visita ao imóvel escolhido também é realizado online. Basta ir até o local no dia e horário marcados e um agente imobiliário estará lá para acompanhar a visita.

Se o cliente decidir pelo imóvel, os próximos passos voltam a ser dados de forma online: desde a negociação de valores até a assinatura do contrato, que também é feita digitalmente.

Como construtechs e imobiliárias digitais impactam o mercado imobiliário?

Em 2017, a Construtech Ventures mapeou a existência de mais de 250 construtechs no Brasil. Como você viu acima, esse número mais que dobrou em poucos anos. E essas empresas espalham seus serviços e tecnologias para áreas como:

  • gestão dos canteiros de obra;
  • aluguel de equipamentos;
  • orçamento de obras;
  • gerenciamento de resíduos;
  • segurança do trabalho;
  • contratação de mão de obra;
  • reformas e decoração;
  • prospecção de terrenos e lotes;
  • compra e venda de imóveis.

Existem desde empresas que oferecem soluções de gestão de documentos para empreiteiras até a marketplaces de imóveis. Vejamos alguns exemplos:

Ayla

Uma startup recente, que oferece uma plataforma dedicada à busca de imóveis. Através de chatbot e inteligência artificial, filtra todas as opções disponíveis no mercado. Além de apresentar um calendário para visita, onde direciona o usuário à imobiliária para fechar o contrato.

La Decora

Uma plataforma online de decoração de ambientes e interiores. Oferece recursos que te auxiliam adorar o local desejado, criando um projeto 3D a partir dos itens que combinam com o seu estilo. Após isso, em até 7 dias o seu La Decora Book chega por e-mail, um guia de decoração detalhado e simples, feito especialmente para você. Além de itens para criar a casa que o consumidor deseja, pode decorar sua casa no seu tempo e sem receio de errar. 

Kaasa

O Kaasa é uma startup de tecnologia que conecta imobiliárias com prestadores de serviço de reparo e manutenção. Traz uma cartela maior de possibilidades para a imobiliária e consequentemente para o seu cliente final.

B.Homy

Com um um insight de design diferenciado e uma hospitalidade ímpar, nasceu a B.Homy. A decoração e a cordialidade são os maiores diferenciais na hora de alugar um imóvel e a startup te auxilia nesse caminho. Rentabilizando aquele imóvel que fica algum tempo desocupado e parado. 

Coolmeia.vip

A Coolmeia.vip auxilia seus membros a aproveitar ao máximo novas oportunidades. Combinando quartos privativos com belos espaços compartilhados, área de coworking e um moderno espaço para eventos na grande Florianópolis. Desenvolvendo uma nova experiência colaborativa de vivência, hospedagem e trabalho, sem se preocupar com infraestrutura e manutenção.

Prevision

É uma plataforma que ajuda a centralizar os principais indicadores de suas obras em uma tela. Você consegue acompanhar em tempo real, e escolhe o melhor cenário de planejamento com facilidade. Com a Prevision, você pode conversar com um especialista, tem agilidade na operação, visão do melhor cenário e, claro, segurança na tomada de decisão.

 

Veja que as construtechs, assim como as imobiliárias digitais, chegam para aumentar a produtividade do setor da construção civil.

Ao passo que este é um setor muito promissor, mas ao mesmo tempo um dos que mais sofre com os impactos da instabilidade econômica, eficiência é um fator de extrema importância. Da mesma forma, ações com foco no consumidor também. Processos práticos e centrados nas necessidades do mercado são fundamentais na busca por novos negócios e clientes.

Quem atua no setor precisa mudar sua forma de pensar e atuar! Assim poderá oferecer mais agilidade ao consumidor e obter melhor gestão de recursos para a empresa. Para as imobiliárias, por exemplo, buscar novas formas de relacionar com o consumidor digital é fundamental.

Percebeu os impactos da transformação digital no seu negócio? Como você está fazendo para acompanhar as mudanças nesse mercado? Nos acompanhe em nosso site e fique por dentro das inovações no mercado imobiliário.

Eduardo Barbosa

Profissional com mais de 25 anos de experiência em finanças, desenvolvimento de negócios, reestruturação e mudança organizacional. Como CEO da Brognoli Negócios Imobiliários desenvolve trabalhos com forte impacto no segmento imobiliário, atuando com foco em processos de transformação digital e crescimento acelerado. Nos últimos anos, Eduardo também tem ajudado novos empreendedores com mentoring, palestras, artigos, conselhos e conexões, buscando viabilizar a escalabilidade destas. Tem uma intensa e longa experiência como professor na área de mercado de capitais e Economia Comportamental.

imobiliariasImobiliárias
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Vendas Como fazer follow-up em vendas consultivas B2B para conquistar e reter clientes
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia Transformação Digital Brasil está atrás do México, Colômbia e Argentina em transformação digital
ABOUT THE SPONSORS
Bloco

O Bloco é uma iniciativa da Brognoli para a inovação do Mercado Imobiliário. O Bloco nasceu com o objetivo de auxiliar empresas do setor imobiliário a desenharem novas propostas de valor e experiências positivas para os consumidores por meio de conexões entre o ecossistema de inovação.

[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]