Edge Computing e o futuro da tecnologia

Entenda o que é Edge Computing e como essa tecnologia pode abrir as portas para muitas outras chegarem até nós

Edge computing é a tecnologia emergente que foi impulsionada pelo uso de serviços em nuvem. Ela consiste em utilizar os limites de borda de uma rede permitindo o processamento mais próximo da fonte de dados para resultados mais rápidos.

Pensando na importância dessa tecnologia, reunimos as principais informações sobre o assunto. Conheça as principais características do edge computing e seu futuro garantido em nossas vidas:

Funcionamento

A Edge Computing foca em dispositivos que estão ligados de forma mais direta a fonte de dados, como máquinas industriais.

Com ela, sensores e dispositivos transmitem os dados para um dispositivo próximo, como um gateway — equipamento que estabelece a ponte entre duas redes -, que pode estar inserido no ambiente e responder a ele de forma rápida.

Esses dispositivos coletam e filtram os dados para depois enviá-los ao servidor central na nuvem. Essa triagem feita localmente pela Edge Computing reduz o tráfego na rede e evita congestionamentos e redundância de elementos de informação produzidos.

Os aplicativos de extremidade — como os baseados em IoT — são levados para longe dos pontos de armazenamento central de uma rede. Logo, a Edge Computing permite replicar fragmentos de informações em uma rede distribuída ou em servidores web.

Edge Computing x Cloud Computing x Fog Computing

A Edge Computing é bem bem diferente do serviço de Cloud Computing, que recebe um grande volume de dados de diversos dispositivos. O que pode acarretar limite de velocidade, dificuldade em manter a segurança de armazenamento e tempo de atividade.

Além deste, a Edge Computing também é diferente da Fog Computing. Esta última, por sua vez, é mais voltada para dispositivos de internet das coisas (IoT) que se comunicam entre si.

Seus benefícios

Com a capacidade de gerenciamento proporcionada pela edge computing dentro de uma organização, a otimização de tempo, a velocidade e o foco nos níveis de informação aumentam a produtividade significativamente. Veja dos principais benefícios:

Menores custos

Com a filtragem feita antes de enviar os dados para o servidor central na nuvem, os custos com dispositivos de IoT, como os de transmissão, diminuirão significativamente, de maneira que a organização poderá decidir quais as informações são relevantes para serem enviadas e armazenadas.

Leia também: Como a Transformação Digital ajuda na redução de custos

Velocidade

O tempo de resposta de uma solicitação feita em uma rede diz muito sobre a sua distribuição. Quanto menos tempo para obter o desejado, mais produtivo o levantamento e envio de informações geradas.

A Edge Computing proporciona ótimos resultados por manter esses insumos mais próximos das fontes que os geram, não permitindo serem enviados sem nenhum controle para a nuvem de armazenamento central.

Confiabilidade de operação

Os dispositivos normalmente operam de forma contínua conectados à rede. Uma falha ou sobrecarga pode comprometer toda a malha de tráfego.

Entretanto, como a Cloud Computing faz a seleção dentro das proximidades, o risco de sobrecarga e inoperabilidade é reduzido, de forma que a conexão contínua desses dispositivos não é comprometida. Assim se mantém um padrão de confiabilidade de operação.

Mais segurança

No início da nuvem, muito se especulava sobre a segurança, já que os dados importantes das empresas ficariam armazenados em um servidor distante do ambiente normalmente físico, como em uma sala com diversos HDs. Os servidores de serviço em nuvem possuem protocolos de segurança, porém, muitas vezes não são adequados a determinada organização.

O poder de proximidade da Edge Computing permite que as empresas possam ter seus próprios protocolos e procedimentos de segurança antes de enviá-los para a nuvem de dados. Esses ativos digitais serão processados localmente com os requisitos estipulados dentro da própria organização, garantindo o controle de segurança.

Suas aplicações

Além da edge computing ser voltada para IoT, tecnologias tangenciais como o 5G e a inteligência artificial (IA) podem ser beneficiadas em suas aplicações. Em uma implementação de 5G, a Edge Computing pode trazer uma rede mais inteligente e eficiente, de modo que a transmissão de grandes quantidades de dados seja feita de forma rápida, filtrada e segura.

Na aceleração de transmissão de IA, a capacidade da Edge Computing enxuga o grande fluxo de dados como, por exemplo, ao traçar uma determinada rota para chegar a um destino, onde, ao se buscar os dados para traçar o melhor caminho, feitos pelo algoritmo de IA, não haja a necessidade de buscar na nuvem central, mas no dispositivo próximo que gerencia todos esses insumos.

Para uma autonomia de qualquer dispositivo, cada segundo a mais para obter uma resposta conta. A taxa de latência sempre será um problema. Quando mais longe os dados roteados para servidores viajarem, mais difícil obter alta velocidade de resposta e armazenamento. Logo, quanto mais proximidade, menor o tempo de espera.

Impulsionamento de outras tecnologias

Diversas tecnologias são impulsionadas pela Edge Computing. O monitoramento de tráfego em redes de telecomunicações, por exemplo, precisa constantemente de relatórios contendo falhas ocorridas e fluxo de tráfego, de maneira clara e específica. Com a Edge Computing, os dados próximos a borda da rede são captados e incorporados no layout de informações justamente da maneira como a tarefa exige.

Tecnologias de monitoramento de transporte e logística que estão usando dispositivos de IoT para auxiliar a buscar áreas de estacionamento, rotas mais rápidas, navegação em tempo real, também serão beneficiadas por pelas análises de proximidade de dados para resposta da Edge Computing.

A produção de energia é ainda outro setor beneficiado através da redução de taxa de desperdício e previsibilidade de possíveis alterações em parques produtivos de energia eólica, nuclear e hidráulica.

O futuro da tecnologia

A Edge Computing tem um futuro promissor, as enormes possibilidades de aprimoramento do acesso e envio de dados são a necessidade emergente dentro do universo de computação em nuvem. A tecnologia cada vez mais deve se adequar as necessidades de negócio. Paradigmas sempre surgem para atender novas demandas, seja adaptando ou criando modelos pré-existentes.

Plataformas de exploração de petróleo, maquinários de exploração e diversos meios de transporte autônomos, por não necessitarem de intervenção humana direta, sim de repostas exatas e velozes para seu funcionamento, revelam onde o crescimento de demanda por essa tecnologia irá aumentar exponencialmente.

A Edge Computing veio para complementar a computação em nuvem. Com isso, as possibilidades já existentes são elevadas e as condições de acesso a informação também. Quanto mais preciso for o modo de processamento da informação, mais confiável e relevante para quem a utiliza.