O modelo de administração tradicional está morrendo e não há mais espaço para empresas que ainda o utilizam no mercado. Hoje, empresas de todos os setores estão buscando a adoção de uma nova visão — a gestão enxuta.

Uma grande estrutura hierárquica inflexível já não supre mais as necessidades das agências de publicidade e marketing digital, que devem focar em comunicação e eficiência para atender às solicitações dinâmicas de seus clientes.

Por isso, aqui vou falar um pouco mais sobre esse novo conceito que vem tomando cada vez mais espaço dentro das organizações de comunicação. Vamos lá?

Gestão enxuta

A gestão enxuta é uma filosofia de administração que considera como supérfluo e descartável qualquer processo dentro do workflow de trabalho que não agregue valor ao produto final.

O principal foco de uma gestão enxuta é eliminar qualquer tarefa que não seja essencial para alcançar um determinado objetivo, eliminando, assim, desperdícios e maximizando resultados.

transformação digital mudou o mercado de publicidade, e, hoje, as agências com grandes estruturas tendem a desaparecer, pois não conseguem atender as demandas em tempo hábil.

Por conta disso, diversas empresas de marketing digital estão voltando sua atenção para a gestão enxuta, na busca por uma forma de administração simples e que possa suprir a necessidade de velocidade de resposta do mundo atual.

Esse novo processo foca principalmente no cliente e na sua visão de valor acerca do produto ou serviço entregue, sendo que a construção de um novo workflow será baseada nessa visão.

Sendo assim, trabalha-se para eliminar tudo aquilo que não faz parte do contexto avaliado pelo cliente como valor, tratado então apenas como um desperdício de tempo e algo a ser eliminado dos processos.

Os impactos de uma gestão enxuta

A aplicação da gestão enxuta não se trata apenas da aplicação de metodologias ágeis e a utilização de novas ferramentas, é preciso algo muito mais profundo e difícil: a mudança da forma de pensar toda a gestão da agência.

Uma das principais mudanças a serem adotadas é a divisão de grandes equipes em pequenos times, uma das premissas da gestão enxuta que é fundamental para o sucesso.

Com isso, é possível melhorar a qualidade da comunicação entre os membros do time e criar uma nova cultura de colaboração, gerando um ambiente de melhoria contínua dentro da agência.

Com base na gestão enxuta, alguns pontos poderão ser alcançados, como flexibilidade de processos, fortalecimento dos valores corporativos, diminuição de erros e custos.

Essas melhorias entregues pela gestão enxuta impactarão a imagem da agência no mercado de forma positiva, reforçando a imagem de competência e eficiência, e garantindo maior competitividade e liderança em seu mercado de atuação.

O poder de times enxutos e independentes

O cerne da gestão enxuta são pequenos times independentes compostos por alguns profissionais especializados e com experiência no ramo de atuação. Esse modelo é responsável diretamente pelo sucesso da metodologia.

Pequenos grupos têm muito mais facilidade de comunicação entre si, sem depender de nenhum tipo de interlocutor, ou da dificuldade de se fazer ouvir dentro de grandes reuniões.

Sendo assim, nenhuma observação ou ideia é perdida durante o ciclo de trabalho, garantindo que todos possam exercer o seu trabalho criativo e contribuir com a sua visão.

Outro ponto que abona a utilização de times enxutos e autônomos é a possibilidade de tomar decisões sem estar a todo momento buscando o aval de algum gerente ou superior, como ocorre em uma gestão tradicional.

Os times são livres para tomar boa parte das decisões de forma livre e sem interferência externa, o que garante muito mais flexibilidade e agilidade ao processo de criação de campanhas publicitárias.

Os desafios para criar times pequenos, independentes e funcionais

Seria muito simples aplicar a gestão enxuta de um ponto de vista leigo, bastando apenas criar um novo workflow de trabalho, eliminando processos que não gerem valor e dividindo toda a equipe em pequenos times.

No entanto, nem tudo são flores, e buscar pela implantação de uma gestão enxuta dentro de uma agência digital pode ser um grande desafio. Mudanças nem sempre são bem-vistas por gerentes e colaboradores, mesmo que elas se façam necessárias para a sobrevivência da empresa no mercado, e, por conta disso, é comum que exista certa resistência.

Os paradigmas e visões enraizadas estão presentes dentro de qualquer organização, seja ela uma multinacional do ramo alimentício, seja uma pequena agência de marketing digital.

Por conta disso, é preciso tomar muito cuidado na hora de gerir essa mudança, buscando atender aos anseios de todos os envolvidos e evitar a aversão a novos processos, que possam vir a prejudicar os resultados futuros pela falta de adaptação.

A tecnologia a favor do processo

Digitalizar de forma eficaz todo o fluxo de valor de uma agência digital é uma capacidade que pode gerar uma enorme vantagem competitiva no mercado e facilitar a implantação de uma gestão enxuta.

É preciso identificar, mapear e integrar a tecnologia ao fluxo de valor dentro da organização, e, para isso, se faz necessário um grande conhecimento acerca de todos os processos da agência, além da compreensão da tecnologia.

Um software de gestão para agências é uma forma de adaptar as atividades realizadas diariamente dentro da empresa dentro de uma estratégia de transformação digital, usando a tecnologia para controlar de forma simples e eficiente todo o processo de criação.

Por meio de um sistema como esse, munido de elementos de Inteligência Artificial, é possível manter uma visão geral sobre o andamento de todas as atividades dentro da agência, mantendo a autonomia dos pequenos times e sem a necessidade de pedir informações constantemente para a equipe.

Além disso, aplicar a gestão enxuta é muito mais simples dentro de novas agências, que ainda não possuem visões enraizadas, sendo que a adoção de um software como esse pode auxiliar a organização já estabelecida em uma adaptação.

A gestão enxuta tem de se tornado uma visão estratégica essencial para as agências digitais, que, em um mundo cada vez mais dinâmico, precisam buscar formas de se adaptar e garantir a satisfação de seus clientes.

Confira agora mesmo nosso próximo post e entenda quais são os novos desafios de gestão nas agências digitais!

José Quintella

CEO da iClips, com MBA em Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e bacharelado em Administração pela Universidade Federal de Juiz de fora.

agenciasAgências
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Gestão Planejando uma estratégia de IoT para sua empresa
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Marketing Micro-momentos: uma revolução na experiência do cliente
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]