O atual estado da Transformação Digital em diferentes mercados

estado-da-transformacao-digital-em-diferentes-mercados

Ao pensarmos que a atuação da transformação digital em diferentes mercados é constante, surge a dúvida. Em que pontos ela se encontra mais avançada e quais áreas ainda demandam maior comprometimento das empresas?

Mesmo que todos os executivos concordem de que é preciso avançar em direção à inovação e trazer novas tecnologias e metodologias para seus negócios, nem todas as empresas estão fazendo o seu dever de casa.

A transformação digital em números

Segundo dados da Virtusa em parceria com a Forrester, cerca de 85% dos executivos planejam investir em transformação digital para adequar seus negócios à próxima era da informação, contudo, quase 70% não sabe por onde começar.

As duas empresas fizeram um levantamento com a participação de mais de 600 organizações em várias áreas de atuação e encontraram o nível de evolução dentro de cada uma delas:

  • 9% se encontram no estágio inicial, sem uma estratégia traçada;
  • 31% ainda estão explorando, mas construindo uma abordagem mais robusta;
  • 39% já são mais sofisticadas e com uma estratégia abrangente;
  • 18% são mais avançadas e têm uma abordagem consistente;
  • 3% encontram-se altamente sofisticadas.

Além desses dados, cerca de 59% das organizações dizem estarem preocupadas com o atraso de suas ações de transformação digital, e acreditam que estão dispendendo poucos esforços nessa direção.

O estudo também enfatiza que mais de um terço das empresas, 37%, indica que aumentará seus orçamentos voltados à iniciativas digitais, buscando compensar o tempo perdido.

Os diferentes mercados

Separamos quatro setores de atuação em que a transformação digital vem avançando significativamente para demonstrar o potencial que ainda existe para o crescimento da tecnologia:

Saúde

Dados da McKinsey, uma das maiores consultorias do mundo, recentemente apontaram para uma lentidão no setor, uma vez que 40% das empresas de saúde não têm certeza de como aplicar uma estratégia digital em seus negócios.

Enquanto isso, apenas 10% dos players do mercado de saúde apoiam suas decisões em uma estratégia digital, com a busca da criação de um modelo de negócios inovador.

Em um mercado em que quase metade dos pacientes se diagnostica antes mesmo de falar com um médico por meio de aplicativos e buscas na internet, formar uma estratégia digital é fundamental.

Assim como o paciente muda seu comportamento e modo de agir, a indústria da saúde também deve mudar sua ação, buscando práticas e estratégias inovadoras para continuar crescendo e criando melhores experiências aos seus usuários.

Entre as principais inovações da área estão:

  • IoT — uso de Internet das Coisas em diversos aparelhos, fornecendo informações em tempo real aos profissionais da saúde;
  • prontuários eletrônicos — resguardo de informações dos pacientes em repositórios virtuais, permitindo o rápido resgate e compartilhamento;
  • wearables — tecnologia vestível e que permite a coleta de dados em tempo real e monitoramento da saúde de pacientes;
  • analytics — grandes databases com poder de processamento para auxiliar os profissionais de saúde com diagnósticos mais precisos e rápidos.

Telecomunicações

Dados da Global Logic apontam que existem cerca de 3 bilhões de usuários de smartphones no mundo hoje, ou seja, cerca de metade da população utiliza dispositivos móveis para se comunicar.

Por conta de toda essa demanda, o setor de telecomunicações é um dos que se transforma em um ritmo mais acelerado, garantindo inovações constantemente para adequar seus serviços e tecnologias às necessidades de seus usuários.

Um dos mercados mais disruptivos da atualidade, a transformação digital faz parte de seu DNA e várias inovações criadas pelo setor são copiadas em outras áreas de atuação.

Entre as principais tecnologias que surgiram e ainda estão em desenvolvimento dentro do mercado de telecomunicações temos:

  • digitalização de gerenciamento de suporte — com um número cada vez maior de clientes, automatizar o suporte é fundamental para garantir a eficiência;
  • análise do consumidor — entender as demandas personalizadas de cada cliente auxilia na criação de uma segmentação eficaz;
  • CRM de atendimento — para lidar com grandes massas de dados de consumidores é preciso investir em sistemas robustos de gestão;
  • interfaces simplificadas — contato cada vez mais rápido e ágil com o consumidor final
  • automação comercial — criação de planos sob demanda, nos quais o cliente pode montar seu plano como deseja sem um engessamento ou necessidade de vendedores.

Com uma mudança constante do mercado e surgimento de novos players em modelos de negócio disruptivos, como o Whatsapp — aplicações de mensagens —, as empresas de telecomunicação estão buscando melhorar significativamente a experiências de seus clientes.

Para buscar essa diferenciação, elas estão assumindo a dianteira no desenvolvimento de soluções que combinam Inteligência Artificial e Machine Learning para se tornarem totalmente digitais.

Finanças

O surgimento das Fintechs, empresas de tecnologia que atuam no setor financeiro, até mesmo os players mais tradicionais viram suas posições serem ameaças e iniciaram seus esforços em busca da transformação digital.

Tecnologias como computação em nuvem, IA, Chatbots e Blockchain estão entre as ferramentas digitais que estão abalando o setor e renovando o mercado financeiro.

Com boa parte das atividades sendo assumidas por máquinas potentes, turbinadas com Inteligência Artificial e Machine Learning, a possibilidade de erros é ínfima.

Graças às combinações de diversas tecnologias, as pessoas têm o poder sobre o seu gerenciamento financeiro, podendo fazer praticamente qualquer ação por meio de dispositivos móveis, sem ter de perder tempo se deslocando até uma agência e enfrentando filas.

Entre as principais inovações do setor estão:

  • aplicativos bancários — apps que permitem realizar todo o gerenciamento financeiro de contas;
  • chatbots — robôs de atendimento baseados em IA que tiram dúvidas e indicam produtos;
  • caixas eletrônicos inteligentes — possibilidade de realizar transações baseadas em identificação biométrica.

Segundo dados levantados pela Accenture, 80% dos banqueiros acreditam que em poucos anos a IA poderá oferecer uma experiência humana, sendo que o cliente não saberá se está sendo atendido por um atendente ou uma máquina.

Tecnologia

Obviamente, em termos de transformação digital, o setor de tecnologia é a mais preparada, afinal, é isso que a movimenta e empresas que não buscam evoluir acabam desaparecendo.

Uma pesquisa conduzida pela eConsultancy demonstra que empresas de tecnologia têm duas vezes mais chances de serem classificadas como digitais que as de qualquer outro setor.

Isso acontece pelo simples fato de que o mercado de tecnologia já tem as habilidades necessárias para por em prática a transformação digital, bastando que se instigue a cultura.

Entre as principais estratégias utilizadas no setor hoje estão o investimento de risco e a “coopetição“, uma espécie de competição colaborativa, na qual empresas parcerias trabalham em conjunto para o crescimento mútuo.

Entre as principais inovações do setor temos:

  • computação cognitiva — análise preditiva e aprendizado de máquina estão no centro dessa estratégia que busca melhorar produtos e serviços;
  • consumo flexível — fornecer serviços e cobrar apenas pelo que for consumido, criando uma relação mais justa com o cliente;
  • computação em nuvem — utilização de infraestrutura robusta sem a necessidade de investimentos pesados.

Mais dados interessantes

Ainda segundo o relatório em conjunto apresentado pela Forrester e Virtusa, existem mais algumas informações interessantes sobre setores que não foram listados de forma profunda neste post, mas que são relevantes:

  • o varejo está dominando as ações em busca de uma melhor experiência do cliente;
  • organizações de seguro estão buscando alcançar a transformação digital e a tecnologia de Blockchain para poder auxiliar na busca por confiança;
  • empresas de mídia são as que mais têm terreno para cobrir, sendo um dos setores que menos vai aumentar seu orçamento para iniciativas digitais.

Depois dessas informações, esperamos que você possa ter notado que, mesmo que de forma mais tímida, a maioria dos setores já está buscando se adaptar às mudanças. Ainda há muito o que evoluir e, para que você continue aprendendo, separamos um material completo sobre o atual estado da Transformação Digital em todo o mundo!