Em um mundo altamente conectado e totalmente movido pela tecnologia, empresas que não investem em mobilidade corporativa estão fadadas ao atraso, seguido por altos custos com infraestrutura e funcionários insatisfeitos.

Pode parecer uma constatação um pouco dramática, mas esse é um fato totalmente real. A transformação digital vem impactando diretamente as estruturas das organizações e criando novas formas de gestão e trabalho.

Nesse novo conceito de mundo corporativo, a mobilidade é uma palavra chave para as empresas que querem se manter ativas e em pleno desenvolvimento. Vamos falar um pouco mais sobre o assunto?

O que é e como funciona a mobilidade corporativa?

A mobilidade corporativa é uma forma de melhorar o desempenho de seus colaboradores, fornecendo a possibilidade de lidar com os dados da empresa por meio de diversos dispositivos e fora das fronteiras da organização.

Ela é parte fundamental da estratégia de crescimento das empresas modernas, que, ao investirem no desenvolvimento de um ambiente móvel, oferecem mais liberdade aos colaboradores e podem até mesmo contratar funcionários remotos.

O termo está geralmente ligado ao uso de dispositivos móveis — como smartphones e tablets — pra fins comerciais. Contudo, também abrange a mobilidade das próprias informações da empresa — que não ficam atreladas somente a um servidor local  — e a mobilidade dos colaboradores, que podem circular livremente no ambiente e fora dele.

No entanto, mesmo que a mobilidade corporativa venha trazendo vários benefícios para as organizações, é preciso manter um olhar atento, pois ela também conta com vários desafios, principalmente nas questões de segurança.

Como um exemplo simples do funcionamento da mobilidade corporativa, podemos citar um funcionário dentro da empresa que finaliza uma apresentação e envia para um servidor em nuvem. Em seguida, seu gerente verifica os dados e aprova o trabalho, sendo que um outro colaborador, em outra cidade, acessa a apresentação em seu tablet e apresenta as informações a um cliente.

Para entender melhor a evolução da mobilidade corporativa, precisamos falar sobre dois conceitos muito importantes para o seu surgimento e para a sua evolução, o BYOD e o Enterprise Mobility Management.

BYOD

Bring Your Own Device (BYOD) é uma nova cultura que surgiu dentro das empresas com a popularização dos smartphones. O principal objetivo desse movimento é diminuir custos com aquisição de equipamentos e melhorar a experiência dos funcionários.

Esse movimento faz ainda mais sentido quando pensamos que já existem mais de cinco bilhões de smartphones no mundo hoje e esse número não para de crescer, fazendo com que as empresas busquem novas formas de absorverem o uso da tecnologia.

Contudo, essa cultura acabou gerando a necessidade de mobilidade, pois o funcionário demanda acessar informações por meio de seu dispositivo, gerando a necessidade de utilizar tecnologia em nuvem.

Enterprise Mobility Management

A demanda por mobilidade fez surgir a tecnologia de Enterprise Mobility Management (EMM): um sistema projetado para garantir um conjunto de serviços de disponibilidade de dados corporativos e de segurança desses dados.

Seu principal objetivo é criar um ambiente seguro para a mobilidade corporativa, gerindo processos específicos que protejam a propriedade intelectual dos dados e evitem vazamentos.

O uso de um sistema como esse depende muito das necessidades de cada empresa, já que o que pode ser necessário e essencial para uma organização, pode ser dispensável para outra.

É importante lembrar que a EMM é um conceito novo e ainda está em desenvolvimento.

Qual a importância da mobilidade na era da Transformação Digital?

Em plena era digital, a velocidade de resposta é algo fundamental para que uma empresa se destaque em comparação aos demais concorrentes do mercado e, para isso, é preciso buscar a disrupção em todos os aspectos.

Nesse ponto de vista, a mobilidade corporativa não é um objetivo principal, mas sim um meio para alcançar determinado fim, uma vez que essa tecnologia permite maior flexibilidade e produtividade para a empresa.

Além disso, a mobilidade corporativa contribui para a criação de modelos de negócios escaláveis, que podem crescer rapidamente e se expandir por vários lugares sem a necessidade de uma infraestrutura complexa. Afinal, com todas as informações em nuvem e acesso direto por meio de dispositivos, basta que o funcionário tenha acesso à internet para poder comunicar-se e trocar informações com o restante da equipe.

Quais são os benefícios para as empresas?

Além de simplificar todos os processos e encurtar distâncias, uma estratégia de mobilidade corporativa pode trazer uma série de outros benefícios para as empresas.

Entre eles estão:

  • produtividade ─ a livre circulação dos funcionários resulta em melhores resultados;
  • eficiência ─ a facilidade de acesso aos dados diminui o tempo de produção;
  • integração ─ bancos de dados em nuvem podem ser integrados a diversos sistemas, melhorando o uso da informação;
  • economia de custo ─ com menor necessidade de infraestrutura, os custos de TI diminuem;
  • portabilidade ─ esse é um ponto chave da mobilidade, a possibilidade de acessar dados de qualquer lugar;
  • compartilhamento ─ qualquer informação é facilmente compartilhada com os outros colaboradores;
  • diminuição do uso de papel ─ outra vantagem simples, mas significativa é o corte na necessidade do uso de papel.

Existem boas práticas para utilizá-la?

Existem algumas boas práticas a serem seguidas na hora de estabelecer uma estratégia de mobilidade corporativa dentro de sua empresa. Separei algumas delas a seguir:

Estabeleça políticas claras de uso

O uso de dispositivos móveis demanda um cuidado especial e também a criação de políticas de segurança claras e concisas que permitam um controle sobre os dados.

Mantenha as aplicações atualizadas

Todos os dispositivos e aplicações utilizados para acessar os dados da empresa devem ser sempre atualizados com as versões mais recentes para evitar o ataque de hackers e o vazamento de informações.

Invista em um EMM

O EMM pode ser uma ótima forma de lidar com os desafios da gestão da mobilidade corporativa, garantindo a segurança e o acesso de usuários permitidos aos dados.

Defina os termos de uso

Como os dados são acessíveis a qualquer momento e de qualquer local, é preciso deixar claro os temos de uso, para que colaboradores não acabem acessando essas informações em momentos indesejáveis.

Mantenha um suporte ao usuário

Um ecossistema tomado por diversas aplicações e dispositivos diferentes pode gerar uma série de problemas e é preciso manter um suporte constante aos usuários para garantir a continuidade dos negócios.

Como vimos, atender a mobilidade corporativa é fundamental para o futuro das organizações em um tempo no qual a transformação digital vem alterando as relações de trabalho e consumo no mundo.

Para continuar aprendendo, entenda os benefícios que a mobilidade corporativa traz aos seus colaboradores!

Esdras Moreira

CEO na Introduce Formado em Redes de Computadores, com especializações em Gestão de Pessoas, Coaching e MBA em Marketing. É co-founder da introduceti.com.br, que conduz o crescimento dos negócios através de estratégias e tecnologias. Além disso é investidor no projeto Globin.it, Middas e Grupo 3Minds.

gestaoGestão
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia Realidade Aumentada: o que é e como funciona?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Financeiro Um olhar sobre o futuro dos meios de pagamento
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]