Os impactos da Inteligência Artificial no marketing em 2018

Conheça os impactos da inteligência artificial no marketing em 2018 e prepare sua empresa para competir neste novo mercado

Os impactos da inteligência artificial (IA) no marketing são bons exemplos de como essa tecnologia pode revolucionar as formas de interação entre marcas, clientes, produtos e serviços.

A união dessas ideais ainda está em estágio embrionário de desenvolvimento, entretanto em uma evolução dinâmica. O ano de 2018 assistiu o início dessa nova era e os benefícios que as tecnologias estão trazendo.

Confira, a seguir, os reflexos da IA no marketing, como é a situação atual do mercado e as principais tecnologias existentes hoje.

Impactos da inteligência artificial no marketing

A inteligência artificial é um complexo de mecanismos que concedem inteligência similar à humana aos computadores, pela capacidade de compreenderem as áreas do conhecimento humano e pelo aprendizado autônomo. Existem três categorias de IA:

01. Narrow intelligence

Quando a tecnologia é utilizada para um objetivo específico.

02. General intelligente

Quando a IA consegue realizar operações como um ser humano.

03. Super intelligence

Quando a IA ultrapassa as habilidades de um ser humano.

Atualmente, a IA no marketing digital consiste nas mais complexas (general e super), é utilizada para coletar dados sobre os anúncios e decidir a relevância do conteúdo para os usuários, maximizando os efeitos da publicidade aplicada.

Essa tecnologia é uma peça-chave para o sucesso quando o assunto é SEO (Search Engine Optimization), pois ela utiliza eficientemente os algoritmos dos mecanismos de buscas para alavancar o ranqueamento da página de uma marca nas pesquisas online.

Nos últimos anos, o Google tem introduzido vários algoritmos complexos para definir a relevância de cada conteúdo. Um deles é o RankBrain, uma ferramenta que identifica o padrão das pesquisas dos internautas para determinar suas preferências, ou seja: a fórmula para ranqueamento depende do comportamento dos usuários.

Essa novidade é o terceiro mais importante fator de ranqueamento e transformou as estratégias de marketing das empresas. Entenda como a IA influencia no SEO:

Uso de softwares e ferramentas SEO

Ferramentas como o Google Analytic e o SEMrush, entre outras pagas ou gratuitas, demonstram problemas em websites e ensinam a resolvê-los. São instrumentos bastante robustos, que permitem que você analise os sites dos competidores, identifique oportunidades, aperfeiçoe as palavras-chave usadas e acompanhe os resultados por relatórios de tráfego.

Palavras-chave

As palavras-chave são as buscas realizadas pelos usuários nos mecanismos de busca, variando conforme o dispositivo e as localidades em que são feitas. Além disso, as palavras mais pesquisadas se alteram conforme surgem novas tecnologias e terminologias.

É necessário ter bastante cuidado ao utilizá-las, sendo recomendado utilizar ferramentas de IA para escolher uma palavra-chave, ajustá-la e otimizá-la ao longo dos textos do site para aumentar o seu ranqueamento.

Importância do conteúdo

Um conteúdo relevante e robusto é fundamental para o sucesso no digital. As informações podem ser fornecidas por vídeos, textos, imagens, jogos etc. Essas formas de conteúdo devem ser trabalhadas pela IA para garantir sua relevância no RankBrain e, consequentemente, o posicionamento nas pesquisas.

Compatibilidade com dispositivos móveis

O Google tem concedido mais relevância a páginas com maior compatibilidade com dispositivos móveis (smartphones). Portanto, trata-se de outro fato relevante para o ranqueamento.

Uso das análises de cluster e preditivas

As análises aqui explicadas são feitas por softwares de IA para atender às necessidades dos clientes e aprimorar as técnicas de SEO automaticamente.

Análise de cluster

Trata-se da reestruturação de um texto que interliga vários assuntos a uma página publicada em um site, fazendo com que outras plataformas criem links direcionados para ela.

Esse fator também melhora o ranqueamento do site pelo PageRank, que é um algoritmo do Google que contabiliza a quantidade e a qualidade de links apontados para ela.

Análise preditiva

Frequentemente, os gostos dos consumidores e a sua visão dos produtos se alteram, fazendo surgir novas tendências de compras. Ferramentas como o Google Trends fornecem dados sobre o passado dos clientes, mas o sucesso reside na capacidade de prever o seu comportamento.

A inteligência artificial coleta dados das redes sociais, relacionando histórico e mudanças de compras, conversas de grupos, publicações, páginas mais curtidas, produtos mais compartilhados, entre outros fatores, para prever as futuras mudanças – algo conhecido como análise preditiva.

Com essa informação, os gestores saberão como acompanhar o mercado, adaptando seu marketing, produtos ou serviços e garantindo o constante faturamento.

Importância da IA para os negócios

O mercado está cada vez mais globalizado e interconectado, o que significa que um negócio dificilmente conquistará seus objetivos utilizando ferramentas próprias. É preciso interligar seus produtos e serviços com as redes sociais, aumentar seu ranqueamento no Google, realizar pesquisas de mercado etc.

E a inteligência artificial tem papel fundamental nesse processo. Conforme explicamos, sendo impossível que uma pessoa faça manualmente toda a otimização de palavras-chave, de conteúdo relevante e análises de cluster ou preditivas

As tecnologias de IA são acessíveis e garantem informações essencialmente úteis para construir as melhores estratégias de marketing à empresa, como também melhoram a qualidade do serviço e a experiência do consumidor.

Além de ser útil nas estratégias de SEO, confira outras aplicações da IA para o marketing da empresa.

Assistentes pessoais digitais

São interfaces que se comunicam com o usuário para resolver seus problemas, auxiliando-o em buscas no sistema, solucionando dúvidas e fazendo sugestões. Elas são programadas com personalidade, podendo ser irônicas e até mesmo contar piadas, o que promove uma relação mais íntima entre a marca e o consumidor.

A Cortana da Microsoft e a Siri da Apple são exemplos de assistentes pessoais virtuais que organizam a vida dos usuários ordenando seus afazeres, lembrando-os de realizar compras quando eles estão no supermercado, sugerindo visitar um amigo, enviando mensagens, fazendo chamadas etc.

Chatbots

Os chatbots consistem em atendimento realizado por inteligência artificial, que relaciona as palavras enviadas pelos consumidores, identifica a intenção da conversa, consulta o banco de dados da companhia e calcula as melhores respostas.

A inteligência artificial pode ter personalidade programada, responder com emoticons e até mesmo evoluir sua linguagem conforme realiza mais atendimentos.

Outras funcionalidades incluem marcar consultas, fechar pedidos, solucionar dúvidas, servir como sistema de busca e até ser útil para os próprios colaboradores da companhia, ocupando-se como guia em caso de dúvidas, realizando cálculos etc.

Reconhecimento de imagem

Esse instrumento permite o reconhecimento das imagens publicadas nas redes sociais pelos potenciais consumidores da empresa. Uma criação real é a Amazon Rekognition, IA que reconhece rostos humanos, suas expressões faciais e emoções, e também identifica objetos.

A empresa pode mapear seus produtos pelas mídias sociais para entender a demografia da compra, identificando idade, gênero, localização de seus compradores etc. Isso auxilia o alinhamento das estratégias de marketing para alcançar o público adequado.

Recomendações personalizadas

Consistem nas recomendações de produtos similares aos recentemente pesquisados ou adquiridos pelos consumidores, sendo constantemente utilizados pelo comércio eletrônico e serviços de streaming como a Netflix.

Uma boa IA aprenderá cada vez mais sobre o gosto de cada consumidor individualmente e recomendará produtos mais adequados para cada um deles, maximizando as hipóteses de compra.

Tecnologias futuras

Várias aplicações atualmente em desenvolvimento têm futuro promissor. Por exemplo, a Google vem testando seus carros autônomos, assim como a Amazon realiza testes com entregas de drones, ambas ferramentas de transporte autônomo com IA.

Como as entregas realizadas pelos computadores são mais eficazes, rápidas e seguras, há maior satisfação e confiança do cliente em relação à marca.

Cenário atual da inteligência artificial no marketing

A Gartner, companhia global que realiza pesquisas sobre tecnologia interligada a diferentes setores, publicou dados informando que os investimentos em IA estão entre os cinco mais prioritários de 2018. Estima-se que 21% das companhias estão desenvolvendo tecnologias na área, enquanto 25% têm planos a médio e longo prazo.

Calcula-se que 85% dos Chief Information Officers (CIOs, diretores de informática) estarão utilizando programas que aproveitam a novidade. O mercado de IA cresceu 70% somente em 2018. De acordo com os cálculos da Gartner, a tecnologia alcançará o valor de mercado de U$ 3,9 bilhões em 2022.

A grande expectativa desse mercado já gerou diversas tecnologias e ferramentas que são utilizadas na prática, como também há outras concepções em desenvolvimento.

As máquinas estão se tornando cada vez mais avançadas e complexas graças ao Business Intelligence e ao Big Data. Os impactos da inteligência artificial no marketing são bastante vantajosos para as empresas que aproveitam essa oportunidade.

O marketing ainda pode contar com inúmeros recursos tecnológicos para potencializar seus resultados. Conheça melhor cada um deles entendendo a transformação digital no marketing!