A terceira revolução industrial é marcada pelo uso da tecnologia no processo produtivo das fábricas e cada vez mais as empresas estão expandindo suas iniciativas digitais. Quanto mais surgem cases de transformação digital bem-sucedidos, mais a utilização de tecnologias no ambiente empresarial se fortalece.

De acordo com uma pesquisa da Gartner, 2.600 CIOs entrevistados informaram que empregam 18% do seu orçamento na transformação digital. O estudo apontou ainda que, até 2018, esses investimentos devem aumentar para 28%.

Isso significa que as empresas estão observando a importância de investimento na área de TI como forma de atualizar o negócio, aumentando a importância do CIO dentro do ambiente empresarial.

Segundo uma análise da Harvard Business School, as empresas que fizeram a transformação digital são líderes na sua área e possuem melhores margens de ganhos brutos e líquidos do que as empresas que ainda não investiram no segmento.

Para uma análise mais detalhada de como essa mudança pode melhorar a qualidade do produto ou serviço oferecido, agilizar os processos de produção de uma empresa e ainda aproximar o cliente da marca, preparamos este post com 6 cases de transformação digital de grandes e conhecidas empresas. Continue lendo e inspire-se!

1. Walmart

A companhia remodelou o seu software e optou por uma plataforma personalizada que possui um novo mecanismo de busca, além de vários aplicativos em nuvem.

Para aumentar sua competitividade no mercado, essa plataforma adotada pelo Walmart para o comércio eletrônico foi construída com base no OpenStack.

Parte da transformação digital dessa grande varejista está relacionada à fonte aberta da plataforma OneOps, que permite aos programadores testar e alternar entre diferentes provedores de nuvens — uma questão importante, pois cada vez mais as empresas adotam modelos de nuvens híbridos.

2. Domino’s

A Dominoˈs Pizza adquiriu a plataforma AnyWhere para permitir que os consumidores pudessem fazer seus pedidos de qualquer dispositivo eletrônico, como smartphonessmartwatches e smart TVs.

Agora, o desafio da empresa é desenvolver o Dom: um assistente virtual ativado por voz, para facilitar ainda mais o atendimento.

3. McDonald’s

Com a tecnologia, os clientes começaram a mudar o seu comportamento de consumo. Percebendo essa tendência, o McDonaldˈs está tentando implantar a transformação digital nos processos da empresa e na forma de atendimento das lanchonetes, a fim de tornar o processo mais ágil e colaborativo. Um bom exemplo são os quiosques onde o cliente pode personalizar seu hambúrguer de forma rápida.

Além disso, a empresa norte-americana é conhecida por sempre buscar startups com soluções inovadoras.

4. Disney

Por causa de uma taxa de satisfação dos usuários que estava em declínio, a Disney investiu bilhões de dólares para melhorar a experiência do cliente. Para tanto, foi lançado o MyMagic+ , um pacote de produtos composto por um site, um aplicativo móvel e uma pulseira.

Através do site e do aplicativo móvel, é possível reservar e planejar o itinerário com antecedência na Disney World. Garantida a reserva, os clientes recebem os MagicBands, que são as pulseiras com chip de identificação. Eles servem como chave do quarto de hotel, bilhete de entrada, carteira e um FastPass.

A pulseira vai permitir rastrear e analisar o comportamento do consumidor para que a Disney World crie uma experiência personalizada e perfeita para os seus clientes.

Por exemplo, por meio da pulseira, os personagens da Disney vão saber se uma criança está fazendo aniversário e, assim, poderão fazer uma saudação diferenciada.

Além disso, o dispositivo pode identificar se o cliente está enfrentando uma fila muito longa. Nesses casos, alguns personagens são enviados para entreter os usuários ou até mesmo encaminhá-los para uma atividade menos lotada.

Hoje, 90% dos visitantes classificam a experiência como “muito boa” ou “excelente”.

5. Subway

O restaurante multinacional Subway está redefinindo tanto a sua marca quanto a sua estrutura. Foram contratados mais de 150 profissionais das áreas de tecnologia e marketing para modernizar os restaurantes da rede.

Para isso, serão utilizados totens para o autoatendimento digital, novos acompanhamentos no cardápio e ainda Wi-fi grátis em suas instalações. A reformulação do aplicativo também está nos planos da empresa.

A ideia dessa inovação é proporcionar ao cliente a sensação de que o produto é personalizado para ele, sempre buscando trazê-lo para perto da marca.

6. General Eletric (GE)

General Eletric, ao contrário de outras empresas do setor, sempre esteve atenta às inovações na área de tecnologia e não apenas aos concorrentes diretos.

Com essa visão, a GE contratou diversos profissionais da área de TI. Além disso, por meio de associações com várias incubadoras de empresas, acabou adquirindo experiência com as startups.

Como resultado, a multinacional lançou a plataforma Predix Cloud, que possibilita o monitoramento e a otimização digitais das máquinas industriais.

Por causa da internet industrial, a plataforma consegue extrair e ainda analisar os dados produzidos pelas máquinas e equipamentos da indústria, que estão conectados.

Essa junção de tecnologias gera resultados operacionais mais eficazes, precisos e, consequentemente, melhores retornos comerciais. Com esse conceito, a GE está revolucionando seus negócios na área de aviação e energia eólica.

Conclusão

Os cases de transformação digital mostram que as grandes empresas estão empenhadas no desenvolvimento de suas estruturas para agradar um consumidor que se tornou mais exigente com o acesso à tecnologia.

Algumas delas, inclusive, já estão superando a terceira revolução industrial e migrando para a quarta, que tem como característica a fusão de tecnologias para otimizar o processo produtivo, além da velocidade da informação e inovação — como é o caso da GE, que utiliza a internet industrial junto com a plataforma Predix Cloud e já pode ser considerada uma indústria 4.0, ou seja, dentro da quarta revolução industrial.

Hoje, as empresas que querem prosperar em sua área de atuação e aumentar seu público-alvo precisam investir em tecnologia. Essa é uma forma de melhorar e agilizar o processo de produção, conhecer melhor o consumidor, oferecer uma experiência personalizada, rápida e de qualidade para o cliente, entre outras vantagens.

Gostou de conhecer esses cases de transformação digital? Quer ficar por dentro das inovações dessa área? Então assine a nossa newsletter e receba as novidades direto no seu e-mail toda segunda-feira!

imobiliariasImobiliárias
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Transformação Digital O que faz um CDO (Chief Digital Officer)?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Transformação Digital em BPO e serviços de terceirização
ABOUT THE SPONSORS
Bloco

O Bloco é uma iniciativa da Brognoli para a inovação do Mercado Imobiliário. O Bloco nasceu com o objetivo de auxiliar empresas do setor imobiliário a desenharem novas propostas de valor e experiências positivas para os consumidores por meio de conexões entre o ecossistema de inovação.

[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]