Ao falar de marketing, novas tendências vêm praticamente a reboque. Afinal de contas, essa área exige atualização constante por parte dos profissionais, já que muitas coisas mudam de uma hora para outra.

Durante o ano de 2020, marcado pela pandemia de Covid-19, tudo aconteceu de maneira mais repentina do que nunca. Para ajudar, listamos aqui as principais tendências de marketing para 2021. Acompanhe!

Novas  tendências do marketing

O ano de 2021 será de incertezas para o setor de marketing. Os hábitos de consumo sofreram pesadas modificações. Várias deles devem continuar mesmo após o controle do coronavírus ao redor do mundo.

Não por acaso, as quatro tendências de marketing que listamos e explicamos ao longo do post são fruto da alta volatilidade esperada para o futuro próximo. Para se destacar diante da concorrência e manter sua empresa firme, leia o post e comece a se adequar!

 

1. Originalidade

Em um contexto no qual Instagram e TikTok, por exemplo, dominam as redes sociais, a partir de usuários que passam tanto tempo nessas plataformas, é importante não perder a originalidade ao desenvolver campanhas de marketing.

O recurso dos Stories, tomando o Instagram como demonstração mais clara, baseia-se fortemente na reprodução de padrões de conteúdos. O TikTok não é muito diferente: mesmas danças aliadas às mesmas músicas geram viralização. Porém também criam um terreno perigoso para gestores de marketing.

São duas excelentes ferramentas para marcas aparecerem, criando uma relação mais próxima com a audiência. Por outro lado, o público que é cliente em potencial da empresa marca presença em outras redes, o que demanda autenticidade para alcançar e impactar mais pessoas.

O ponto-chave é a adequação às características de cada plataforma. O TikTok exige um comportamento, mas o Facebook, por exemplo, caminha em outra direção. Blogs pedem determinada postura, enquanto o Instagram é mais propício para propostas distintas. No fim das contas, lembre-se: seja original para garantir a melhor experiência ao usuário de cada rede.

2. Eventos digitais

Entre as principais tendências de marketing aceleradas pelas consequências da pandemia, figuram os eventos digitais. Se antes esse formato poderia ser visto como medida paliativa, hoje, o tema já virou necessidade para fomentar o crescimento contínuo.

Os eventos online chegaram de maneira definitiva, contribuindo bastante para campanhas de marketing, por meio de benefícios como:

  • atração de públicos de outros lugares;
  • facilitação da comunicação envolvendo os clientes e a marca;
  • estímulo à interação da rede de consumidores;
  • maior engajamento;
  • ganhos de faturamento;
  • consolidação da marca no segmento;
  • incentivo à criação de laços estreitos que permitem ao público ”viver” a marca;
  • possibilidade de disponibilizar produtos e serviços exclusivos.

Aplicando eventos digitais na estratégia de marketing, a empresa também consegue aumentar a quantidade de leads, o que, por consequência, eleva as receitas a partir do engajamento dessa audiência.

Existindo maior índice de retenção, além de crescimento na velocidade de consumo, o ticket sobe durante o ciclo de vendas. Isso sem falar nas oportunidades que se abrem a partir da reunião de pessoas no ambiente online. Tudo isso é um fator que vai ajudar a eliminar as barreiras de fronteiras físicas, ampliando o alcance da marca.

3. E-commerce

Diante de tantas mudanças observadas no comportamento dos consumidores, que levam à necessidade de originalidade nas ações e de eventos digitais como ferramenta de crescimento, o e-commerce também figura com relevância no cenário.

Afinal de contas, se houver uma aceleração das tendências de consumo, as compras via internet ganham força. Não à toa, a impulsão do comércio online atingiu a casa dos 40%, em um ano, diante do contexto da pandemia. É a principal demonstração dos novos hábitos.

A partir daí, vários conceitos são impulsionados ao falar de estratégias de marketing digital. Chatbots, experiência omnichannel, realidade virtual, usabilidade, aplicativos, marketplaces: marcas que se baseiam no universo digital precisam estar aptas a todas essas definições para impactar o maior número possível de pessoas.

Para proporcionar uma experiência positiva ao público, é necessária a aplicação correta dos termos citados. Um atendimento automatizado e eficiente, um sistema multicanal da marca que se conecta entre si, a tecnologia no contato e uma interface simples e intuitiva representam, entre outros fatores, o caminho para a evolução.

4. Geração de conteúdo

Em tempos nos quais a internet já serve como plataforma para uma série de práticas, possibilitando que pessoas se sustentem por serviços 100% virtuais, a geração de conteúdo é uma obrigação para empresas que buscam o crescimento exponencial.

Hoje em dia, o conteúdo representa o grande canal de transmissão de ofertas. A audiência quer informação útil, rápida e eficiente, ou seja, as marcas capazes de entregar isso saem à frente da concorrência.

Criar valor para os seus clientes

Desenvolver conteúdos valiosos e originais (lembra do primeiro tópico e do papel da originalidade?) aproxima cliente e marca, fortalecendo um relacionamento benéfico para as duas partes. Os usuários consomem a informação e, em troca, a empresa ganha pontos na ”classificação de credibilidade” das pessoas.

Nesse cenário, é essencial que as organizações dêem a importância ao retorno que a geração de materiais úteis pode disponibilizar. Algumas das melhores rotinas de produção de conteúdo envolvem as seguintes práticas:

  • inovação — o estímulo a uma cultura de pensar à frente do próprio tempo tende a gerar grandes vantagens a médio e longo prazo, afinal, são as inovações que causam rupturas e garantem credibilidade a uma marca;
  • storytelling — este conceito aborda a capacidade de criar histórias para cativar o público na transmissão de mensagens, onde storytelling significa a busca por colocar a audiência dentro de uma história, fazendo ela se esquecer de que vê uma ação de marketing e envolvendo-se emocionalmente;
  • confiança — antes de qualquer coisa, a empresa precisa confiar em si mesma, acreditando que os serviços oferecidos e as campanhas elaboradas são, de fato, capazes de alavancá-la no mercado por meio do marketing;
  • conexão com o público — uma das peculiaridades da relação entre consumidor e marca, hoje em dia, é a possibilidade do estreitamento de laços, o que consiste em um processo que deve ser incentivado em cada pequeno gesto, criando, mais uma vez, uma cultura de proximidade com o público.

Então, conforme observamos ao longo do post, os eventos virtuais aparecem entre as principais novas tendências de marketing. Invista nelas e mantenha sua organização atualizada!

Se gostou do post, que tal aproveitar a visita e continuar no blog? Confira, por exemplo, cinco estratégias de marketing digital para colocar em prática durante a pandemia!

 

futuro-do-trabalhoFuturo do Trabalho
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Recursos Humanos 5 coisas que você precisa saber antes de contratar uma empresa para organizar seu evento online
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Mercado Recursos Humanos 5 motivos para você incluir eventos online na sua estratégia de captação de leads qualificados em 2021
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]