A agilidade e a produtividade são objetivos comuns para equipes de marketing. Contudo, mesmo que todos queiram aumentar esses indicadores, nem todos sabem como fazer isso. 

Com o objetivo de sistematizar uma filosofia que facilita essa busca, alguns experts surgiram com a ideia de agile marketing. O conceito deve estar no radar de quem precisa inovar e otimizar os resultados.

Diante da transformação digital no setor e do aumento de competitividade com os meios digitais, os times de marketing precisam investir em abordagens mais flexíveis. Da mesma forma, é necessário alinhar mais com outros setores e encontrar uma maneira de perder menos tempo e dinheiro com planejamento. Isso está associado com o agile.

Entenda melhor a ideia por trás do marketing ágil e os temas associados nos tópicos a seguir.

O que é agile marketing?

A ideia de agile marketing vem das metodologias ágeis de desenvolvimento de software. Elas foram pensadas para solucionar os principais problemas de empresas que precisavam criar produtos de TI com agilidade e flexibilidade

Desde então, a filosofia ágil se tornou praticamente padrão em companhias SaaS. Com o tempo, ela expandiu para outras áreas e chegou ao marketing.

Um principal ponto acerca das metodologias ágeis é que o termo “ágil” do nome não necessariamente está associado a métodos para trabalhar mais rápido. Entender o que é agile é descobrir que a agilidade se trata uma consequência de uma mudança de mentalidade. O grande aspecto dessas estratégias é o foco.

Isso porque ser ágil é saber quebrar grandes problemas em pequenas tarefas. Ou seja, é dividir grandes tarefas em ciclos curtos e em pequenas etapas que seguem um fluxo iterativo e incremental.

Assim, em cada momento, a equipe estará devidamente focada em um único objetivo e poderá entregar o seu melhor. Esse fator ajuda a diminuir os problemas de perda de tempo que existem quando as equipes trocam de objetivos demais e se envolvem com múltiplas tarefas simultaneamente.

A partir dessa concentração, vem a agilidade. Desse modo, há mais comunicação e colaboração entre os membros e com o cliente. Isso tudo gera maior flexibilidade para gerar um desenvolvimento menos custoso e adaptável a imprevistos.

Quando chegou ao marketing, a filosofia ágil precisou ser adaptada para a realidade do setor. Então, em 2012, alguns especialistas se uniram para formular o manifesto do agile marketing. Esse manifesto é composto por sete princípios basilares e outros valores fundamentais:

  1. Validação de aprendizado mais que seguimento de opiniões e convenções

O agile marketing é sobre aprender constantemente, inclusive com os próprios erros. O processo vai sendo alterado com o tempo, na medida em que a empresa entende melhor os problemas com que está lidando.

  1. Colaboração centrada no consumidor mais que isolamento e hierarquia

Diz respeito ao foco no cliente e a ênfase na comunicação em todas as direções, independentemente de regras hierárquicas.

  1. Campanhas adaptativas e iterativas mais que grandes campanhas lineares

As campanhas de uma equipe agile são alteradas e adaptadas aos poucos, sempre que os profissionais notam possibilidades de melhoria. Ou seja, eles podem otimizar as campanhas quando elas já estão no ar. O ideal é responder ao que ocorre e não tentar planejar tudo de antemão.

  1. O processo de descoberta do consumidor mais que previsões estáticas

Enfatiza a importância de entender melhor o consumidor e aprender sobre ele em um processo contínuo, visto que esse cliente moderno não é simples. Ele tem maior autonomia e segue caminhos distintos até chegar a uma decisão.

  1. Planejamento flexível importa mais que planejamento rígido

É o foco na adaptabilidade em vez de seguir planejamentos rígidos e imutáveis. O ideal é que os planos de marketing sejam acompanhados por reavaliações constantes.

  1. Resposta às mudanças importam mais que seguir um plano

O sexto ponto também reforça o ponto anterior, assim como no manifesto ágil original. Oferece a ideia de flexibilidade dos planos, em vez de uma tentativa de definir tudo de forma rígida.

  1. Pequenos experimentos mais que grandes apostas

Por fim, esse princípio encoraja pequenas tentativas e testes para validar ideias e proposições, o que vale mais do que arriscar grandes passos sem base de dados para sustentar.

Quais os motivos para adotar o Agile Marketing?

O primeiro benefício é o aumento considerável de produtividade. Uma vez que o time estará mais focado em pequenos ciclos, com colaboração em todas as direções, conseguirá entregar melhores resultados.

Ao estabelecer esse foco, a companhia é capaz de evitar desperdícios e gargalos operacionais com a troca de tarefas, o que é importante para a produtividade e para a eficiência.

Outra questão é o foco no cliente. A própria filosofia do agile marketing requer esse olhar para o consumidor na campanha, de modo a alterar os planos e permitir que eles sejam personalizados. 

Assim, as ações se tornam centradas nos consumidores, e não nos produtos/serviços da empresa — o que facilita a fidelização dos clientes e criação de conexão com eles.

A adaptação a mudanças é outro motivo muito importante. Com as metodologias do marketing ágil, a companhia é capaz de saber aproveitar as mudanças e lidar com elas, de modo a diminuir seu impacto negativo. Há maior flexibilidade para que a equipe consiga se adaptar ao mundo moderno e à sua intrínseca imprevisibilidade.

Com os métodos ágeis, a organização aprende enquanto realiza suas campanhas e ações, se aperfeiçoando com o tempo. Desse modo, imprevistos não afetam tanto a equipe.

Sobretudo, é importante realçar a relevância do agile marketing quando as empresas precisam inovar e transformar seus processos para o digital.

Essa mentalidade ajuda a trazer maior colaboração, foco no cliente e flexibilidade, além de demandar o uso de tecnologias para suporte. Então, o resultado é a modernização dos processos e a adaptação da empresa ao cenário atual com maior competitividade.

Como montar uma equipe de Agile Marketing em uma empresa?

Para quem deseja montar uma equipe agile, é necessário focar em alguns aspectos!

Um deles é a definição dos objetivos principais. É fundamental saber o que a empresa espera em termos específicos. Por isso, defina muito bem metas e indicadores para acompanhar o progresso.

O segundo fator é o uso de tecnologia, que é fundamental para o agile marketing. É preciso adotar ferramentas de gestão de projetos, de análise de dados, bem como de comunicação entre os membros. Desse modo, a companhia deve investigar quais as opções ideais para o seu contexto.

Por fim, defina as estratégias que você vai usar no marketing ágil de sua empresa. Existem diversas abordagens para implementar agile: Scrum, Kanban, Lean, entre outros. É importante escolher um deles e definir o papel de cada membro neste framework selecionado.

Agile marketing é uma metodologia que requer mudança profunda de cultura, de mentalidade e de procedimentos em uma companhia. Não se trata apenas de adotar algumas ferramentas ou de simplesmente importar alguns dos princípios em detrimento de outros. 

A grande vantagem da implantação correta é a maior flexibilidade e a adaptação à realidade do mercado, principalmente em momentos incertos, com menos desperdícios e erros.

marketingMarketing
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Marketing 3 regras que você precisa considerar antes de cancelar seus eventos na pandemia
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Marketing 7 ideias para promover patrocinadores em seus eventos online
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]