Estudos de caso de Transformação Digital em 2018

Confira os principais cases de Transformação Digital em 2018

O cenário digital mudou muito em 2018. A Transformação Digital ganhou tração e criou novos horizontes para empresas de todos os setores. Ser digital hoje é muito diferente do que era ser digital há um ano.

Para você entender melhor essa mudança, separamos alguns cases de empresas que apostaram pesado na transformação digital em 2018 para inspirar a mudança em sua organização. Preparado?

A transformação digital em 2018

O mundo é cada vez mais digital e em 2018 vimos uma série de mudanças, como os consumidores buscando por novos canais de comunicação e as empresas olhando com esperança para as novas tecnologias.

Segundo um estudo realizado pela IDG, cerca de 89% das organizações estão adotando algum tipo de estratégia com um modelo de digital-first.

Além disso, o mesmo estudo traz uma série de insights muito interessantes sobre o estado atual da transformação digital dentro das companhias, mostrando que as organizações tradicionais estão muito atrás quando se trata de disrupção. Alguns pontos de destaque são:

  • 55% das startups adotaram estratégias de negócio voltadas para o digital, contra 38% das empresas tradicionais;
  • 95% das startups têm planos de criação de negócios totalmente digitais, enquanto que 87% das companhias tradicionais não tratam desse assunto;
  • 62% das companhias ouvidas no estudo afirmam entregar uma excelente experiência aos seus clientes, com base em seus níveis de satisfação;
  • 34% das startups conseguiram aumentar a sua receita com estratégias de digital-first.

Os modelos de negócio das startups facilitam que elas apliquem uma maior disrupção em suas atividades, investindo em tecnologia como diferencial, enquanto que as companhias tradicionais têm mais dificuldade em realizar esse processo.

Além disso, o estudo também fez um levantamento acerca das principais tecnologias utilizadas em 2018 dentro das organizações. Foram cinco principais respostas, veja:

  • Big Data: 58% das empresas estão aplicando soluções de coleta e análise de dados com o auxílio de soluções de BD;
  • tecnologias móveis: 59% das organizações entrevistadas estão utilizando ferramentas para melhorar a interação com os clientes em dispositivos móveis;
  • nuvem privada: 53% das empresas afirmaram utilizar soluções nesse modelo de cloud computing;
  • nuvem pública: 45% das companhias entrevistadas também faz uso de nuvens públicas em seus projetos;
  • APIs: as tecnologias de integração de dados são utilizadas em cerca de 40% das empresas.

Os estudos de caso de transformação digital

São vários os exemplos de sucesso quando falamos em transformação digital, no entanto, nosso foco foi trazer para você apenas casos emblemáticos de 2018. Confira aqui quais são eles:

Subway

A rede de fast food, Subway, enfrentava um grande problema no início do ano de 2018. Por mais opções que seus sanduíches oferecem, a presença digital da marca não era forte, o que estava ocasionando na perda de espaço no mercado.

A empresa então buscou apoio de uma consultoria especializadas em transformação digital, com o intuito de personalizar não apenas o seu produto, mas toda a interação com o cliente.

Para isso, a franquia buscou se munir de um arsenal de tecnologia de coleta e análise de dados, visando entender o comportamento e demandas do seu público-alvo.

A empresa criou uma estrutura de modelo operacional, trazendo uma filosofia totalmente baseada em personalização, além de utilizar os dados dos clientes para melhorar a experiência dos consumidores com a marca.

Todos os dados coletados ajudaram a empresa a entender melhor o que deveria ser feito para atrair e fidelizar uma maior quantidade de clientes, e algumas estratégias tiveram origem desse trabalho, como:

  • abertura de novas lojas com um design totalmente novo, focado na experiência do cliente;
  • inserção de totens de atendimento digital;
  • Wi-Fi grátis para os clientes;
  • novos acompanhamentos para o cardápio.

A personalização permite que o cliente se sinta mais próximo da marca, gerando identidade e, claro, ajudando na fidelização. Assim, o consumidor tem a sensação de que aquele produto ou serviço, foi feito especialmente para ele, impactando diretamente na sua satisfação.

Amazon

A Amazon vem construindo sua estratégia de transformação digital ao longo dos últimos anos, estando na vanguarda por muitas vezes, desenvolvendo suas próprias soluções e participando da Transformação Digital em outras empresas.

Buscando sempre a satisfação do cliente, a empresa lançou há pouco mais de um ano um novo conceito de loja física na qual não existem caixas para pagamento — eliminando as tão temidas filas.

O que era conceito, em 2018 se tornou realidade. Por meio de uma série de tecnologias utilizadas em conjunto, o cliente pode entrar na loja, pegar aquilo que deseja e sair, já que o aplicativo da Amazon GO se encarrega de realizar a cobrança.

Essa é uma revolução digital centrada no cliente, que além de buscar a satisfação do consumidor, diminui os custos com toda a infraestrutura de caixas.

Accent Group

O Accent Group é uma empresa de varejo, com bases na Austrália e Nova Zelândia, formada por nove marcas distintas de calçados, com um total de 445 lojas espalhadas nos dois países.

O desafio do grupo era melhorar suas vendas online e abrir melhores canais de comunicação com seus clientes. Com a transformação digital, a empresa conseguiu modificar totalmente — de forma positiva — o negócio.

Hoje, todas as lojas das marcas do Accent Group são parte de uma rede de distribuição, que permitem que o cliente faça uma compra online e pegue o produto em qualquer loja, a qualquer momento.

No lançamento dessa funcionalidade a empresa conseguiu aumentar suas vendas em 20% sendo que, hoje, já com clientes educados quanto ao funcionamento do novo processo, a companhia afirma ter ganhado um incremento de 50% em negócio online.

Domino’s

A Domino’s é uma franquia de pizzaria que vinha sofrendo com o aumento de oferta no ramo alimentício, com o surgimento de diversas plataformas de delivery. Por causa disso, foi necessário alterar o modelo de negócio da empresa para o digital.

A organização apostou em ferramentas web para permitir que qualquer pessoa possa fazer um pedido, independentemente de utilizar um computador, dispositivo móvel ou notebook, bastando ter acesso à internet.

Impulsionada pelos resultados dessa primeira aventura no mundo digital e o ROI trazido pelos investimentos, a empresa já está criando o Dom, um assistente virtual ativado por voz.

Por meio dessa IA, a Domino’s espera atrair ainda mais o público, com um atendente automatizado que possa compreender qualquer pedido, aumentando o leque de opções para o usuário na hora de pedir uma pizza.

Esses estudos de caso de transformação digital são uma ótima forma de entender como as tecnologias podem ser utilizadas para melhorar a interação com os clientes e processos internos da empresa. Que tal se inspirar com esses dados para acelerar sua transformação no próximo ano?