Tudo o que você precisa saber sobre Transformação Digital para startups

Transformação Digital para startups

Ainda que as startups já nasçam disruptivas, a transformação digital é um passo que precisa ser dado em meio à cultura da inovação. É necessário alavancar novas tecnologias (acima do que já estão acostumadas) para que, assim, sejam aprimorados todos os aspectos do negócio.

Com o passar dos dias, a tecnologia simplesmente fica mais inteligente, estruturada e fácil de usar. Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Big Data, Machine Learning, SaaS, impressão 3D, automação do fluxo de trabalho, veículos autodirigíveis, drones e wearables são apenas alguns dos exemplos.

Interessou-se pelo assunto? Continue a leitura e veja tudo sobre a Transformação Digital para startups!

As mudanças nas startups

A transformação digital, quando feita corretamente, não é um único momento na história de um negócio. A mudança é constante e só é bem-sucedida quando permite que a empresa monitore, identifique e adapte-se às tendências.

A agilidade e a capacidade de se moverem de forma rápida e fácil são as características mais importantes das startups que se destacam atualmente. A maturidade digital combina dois fatores:

Um é a intensidade digital: o nível de investimento em iniciativas tecnológicas necessário para mudar a forma como a empresa opera.

O outro é a intensidade de gerenciamento de transformação. Ou seja: o nível de investimento nas capacidades de liderança necessário para criar uma Transformação Digital dentro de uma organização.

A intensidade da transformação envolve a visão de moldar um novo futuro, a governança e o engajamento para orientar o curso e as relações de negócios na implementação de mudanças baseadas em tecnologia.

A Transformação Digital como forma de sobrevivência no mercado

A transformação digital é, indiscutivelmente, a tendência de negócios mais falada do momento. Apesar disso, muitas empresas perderam a velocidade no movimento online — o que não se limita às companhias de tecnologia.

Tal transformação tornou-se um imperativo para organizações de todos os tamanhos que esperam sobreviver na próxima década. Ela provém de novas tecnologias que perturbam os mercados, muitos dos quais foram alavancados por empresas iniciantes.

A evolução do mundo virtual certamente abriu portas para novos empresários. Uber, Airbnb, Dropbox e mais aproveitaram as novas tecnologias para que pudessem alavancar suas respectivas indústrias.

Se uma startup deseja garantir sua sustentabilidade no mercado atual, a transformação digital deve ser implantada. No entanto, quando a companhia não conta com um capital humano ou tecnológico para realizar essa missão, deve procurar uma empresa que terceirize tal serviço.

Não se trata de um levantamento binário, resumido em um site ou usado no e-mail. O objetivo é incorporar a tecnologia em toda a cadeia de valor da empresa e rever a abordagem estratégica em relação ao consumidor (sempre conectado).

Os cuidados necessários com a Transformação Digital para startups

Para que um projeto de transformação digital seja bem-sucedido, a startup deve olhar para além de apenas criar um site e se perguntar: “como este domínio pode ser integrado à experiência do cliente?”. São necessários alguns cuidados para que esse processo seja realmente efetivo. Veja, a seguir, alguns deles:

Priorizar o cliente

Isto é o que as startups já fazem muito bem. Elas priorizam o cliente em vez de adotarem uma abordagem de primeira empresa.

A Uber, por exemplo, revolucionou o setor de viagens domésticas com um modelo de negócio baseado unicamente em melhorias na jornada do cliente. E, mais recentemente, ampliou sua oferta em alguns países, com o lançamento da UberEATS, permitindo que os alimentos sejam entregues às portas das pessoas.

Uma vez que esta perspectiva é adotada, mudanças reais e positivas podem ser trazidas aos usuários. Uma consideração mais ampla quanto à experiência do consumidor tornará o serviço online útil — e é bem provável que ele seja usado pelos cidadãos de forma contínua.

Se a viagem do cliente não é considerada em sua totalidade, por outro lado, os cidadãos retornarão aos canais antigos de transporte. Isso resultará em um sistema caro e não utilizado.

Fortalecer a comunicação interna

Os empreendimentos são construídos a partir da comunicação. Não há uma empresa sem ela, mas “apenas um monte de pessoas tropeçando umas nas outras”, disse Miika Kenttämies, Growth Marketer do Yousician.

Fundadores de startups compreendem que os componentes essenciais desse tipo de negócio são os funcionários. Investir tempo para aprender quem são, portanto, ajuda a criar uma comunidade forte, que caminha em direção a um objetivo: o sucesso. Um eficaz sistema de comunicação interna pode influenciar aspectos vitais, como:

  • a cultura da empresa;
  • a produtividade da equipe;
  • o desempenho geral;
  • o sucesso do negócio.

Olhar para o futuro

As startups são conhecidas por seu ethos de futuro, que promete mudar a maneira como faremos tudo nos próximos anos. A interrupção, a inovação e a criatividade são igualmente vitais para as empresas na execução de estratégias de transformação digital.

As companhias são, muitas vezes, confrontadas com barreiras que tornam o desafio inovador, como ter que manter um processo de negócios e investidores, além dos clientes atuais, garantindo a felicidade de todos.

Não se trata apenas de ser motivado a inovar. Em vez disso, é preciso ser capaz de definir as tendências, entender as mudanças nas necessidades dos consumidores e oferecer soluções autênticas.

Cultivar uma cultura colaborativa

Há grandes barreiras que afetam a natureza colaborativa das empresas. Isso porque as pessoas e os departamentos tendem a acumular informações e poder de forma hierárquica.

Deve-se buscar ativamente por diferentes pontos de vista. Isso é possível por meio de um debate saudável, em que os membros se concentrem em encontrar soluções para os problemas sem que eles se tornem pessoais. Algumas das condições que incentivam a inovação são:

  • nutrir a segurança e a confiança dos colaboradores;
  • nomear um líder acessível e confiável;
  • envolver todos os membros na elaboração de um propósito;
  • ter valores e objetivos claros;
  • discutir e encorajar as pessoas a expressarem suas opiniões.

À medida que cresce em tamanho, uma startup perde, muitas vezes, seu espírito empreendedor. Portanto, é importante encorajar os líderes para que implementem estratégias inovadoras.

Continue a leitura e entenda à fundo o que é transformação digital e quais seus impactos.

Fundador do Portal Transformação Digital


Tiago Magnus é fundador do portal TransformacaoDigital.com, projeto com objetivo de fomentar, ajudar e educar o mercado em torno do tema Transformação Digital, em parceria com influenciadores e empresas nacionais e internacionais. Além disso, é sócio e CMO da Clint, líder no Brasil em seu nicho de atuação, e investidor das startups Advbox, Start Doing e Kuak.