A transformação digital em agências de marketing e publicidade digital

A transformação digital em agências de marketing e publicidade digital

A Transformação Digital em agências de marketing e publicidade promoveu mudanças significativas sobre a atividade chave desse segmento. Atualmente, ela é mais sobre a convergência entre marketing e tecnologia do que propriamente a criação de campanhas.

Essa não é uma mudança exclusiva das agências, pois toda empresa se tornou também um negócio tecnológico, independentemente de sua atividade. No entanto, as agências têm papel especial nesse novo momento: elas são referências e catalisam a transformação.

Essa realidade as coloca diante de grandes oportunidades, mas também significativos desafios. Confira quais são e tire o máximo proveito dessa mudança!

Como a Transformação Digital em agências de marketing e publicidade impactou o mercado?

A evolução no marketing não é propriamente uma novidade. Ao longo da história, os anúncios impressos foram substituídos pelo rádio, que perdeu seu protagonismo para a televisão, que, por sua vez, deu lugar para o ambiente digital.

Não faz muito tempo, a linguagem empregada na televisão era uma reprodução do que fazíamos no rádio. Foi necessário algum tempo até que ela fosse capaz de desenvolver sua própria forma de se comunicar com o público.

O mesmo acontece no caso da Transformação Digital, mas em uma velocidade exponencialmente maior. Os primeiros sites eram quase a reprodução do material gráfico das empresas. Agora, já incorporaram recursos de interação e de análise impensáveis até pouco tempo.

Nesse contexto, o branding, a criação de conteúdo e pesquisa paga sempre terão seu lugar, mas elas não são mais suficientes para atender às necessidades dos clientes e garantir a competitividade das agências.

Como resultado, muitas agências passaram a adotar uma abordagem fragmentada e, muitas vezes, terceirizada. Existe uma lacuna nas capacidades de executar estratégias digitais. Aproveitando-se desse espaço, consultorias com experiência digital passaram a competir com agências. Elas usam do argumento de que são capazes de se conectar melhor aos consumidores com base em business intelligence, uso de dados, aprendizado de máquina e design de aplicativos, por exemplo.

Ao mesmo tempo, serviços que eram lucrativos para as agências de marketing digital, como desenvolvimento de sites, perderam valor. Qualquer função mais operacional tende a ser menos valorizada e, dentro do que for possível, será automatizada.

Por isso, as agências se sentem forçadas ao desenvolvimento de capacidades mais estratégicas, tecnológicas e de execução. Elas precisam orientar seus clientes para que eles possam adaptar suas experiências digitais aos interesses de seus próprios clientes, de modo a manter a competitividade.

Quais os desafios deste novo momento?

Como conclusão, podemos dizer que o desafio principal das agências é o de entregar inovações digitais que ajudem os seus clientes a oferecer uma experiência de cliente memorável, personalizada, encantadora e envolvente, de modo a engajar o consumidor.

As marcas desejam parceiros com capacidades de transformação digital e experiência técnica. E essa dedução nos permite relacionar alguns desafios pontuais:

A agência tem experiência digital real para apoiar a transformação?

Apoiar a transformação não consiste na simples indicação de tecnologia, como um novo aplicativo de interação com o cliente. Nenhum recurso tecnológico tem valor se não for capaz de afetar o modelo de negócios ou a melhora da experiência entregue ao cliente. Essa é uma ação que envolve humanização e cultura organizacional.

Os recursos da agência vão além de atividades puramente táticas?

Do mesmo modo, a capacidade de assumir um foco estratégico para suportar essa melhora de experiência e adaptações ou reformulações no modelo de negócio é um desafio especial para as agências na atualidade.

Como mencionamos, sem esse foco, elas são meras prestadoras de serviços de pouco valor. As agências precisam se basear em dados e desenvolverem a capacidade de apontar oportunidades reais.

Quais as oportunidades presentes nesse cenário?

Ao mesmo tempo em que os desafios são substanciais, eles também não são exclusividade das agências. A verdade é que a transformação impacta todos os setores da economia, e isso cria carências e necessidades importantes.

A questão está em saber se posicionar como o ponto de apoio que os clientes precisam. As agências têm menos tempo para buscar pela maturidade. De certo ponto de vista, ela se tornou um “produto” muito mais relevante do que a simples prestação de serviços de comunicação.

A criatividade continua sendo importante, mas ela não é mais a principal competência que os clientes procuram. Eles exigem resultados de negócios. As equipes de marketing continuam sob pressão para assumir a responsabilidade pela geração de leads e pelo resultado de investimento, e as agências que souberem encontrar o alinhamento perfeito com o marketing e com as vendas têm uma oportunidade latente diante delas.

As empresas que nasceram e cresceram online, sem nunca precisaram depender da abordagem tradicional de agência de publicidade, estão ansiosas por agências mais ajustadas à dinâmica de trabalho em que operam. Essas equipes se sentem engessadas por agências que dificultam a reação rápida e adequada do ponto de vista estratégico.

As melhores agências unem criatividade e tecnologia

Apenas 40% dos profissionais de marketing B2B dizem que sua empresa tem clareza sobre o que é um marketing de conteúdo de resultados. Isso significa que 60% deles sentem necessidade de apoio, ou ao menos reconhecem que têm um problema.

Além da produção de conteúdo, várias atividades precisam de adequação para melhorar o desempenho dessas organizações. Isso se aplica a todos os nichos digitais, desde a análise de marketing de influência até a compra de anúncios. Não é fácil para a maioria das empresas recrutar equipes internas completas e diversas. Por isso, mesmo as empresas mais jovens e à vontade com a Transformação Digital estão carentes de apoio.

Por isso, as agências podem fortalecer suas estratégias de atração e retenção de talentos na criação de uma equipe multidisciplinar, com profissionais criativos, técnicos e estratégicos. Para aquelas capazes de integrar competências, equipes e parceiros, há um amplo mercado aberto.

Desse modo, concluímos que a Transformação Digital em agências de marketing e publicidade precisa se adiantar em relação à maturidade de seus próprios clientes, ou não podem ajudá-los a alcançar a mesma condição. Em outras palavras: as agências precisam se acelerar antes de aumentar a velocidade de seus clientes. Há muito trabalho a ser feito!

CEO na iClips

CEO da iClips, com MBA em Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e bacharelado em Administração pela Universidade Federal de Juiz de fora.