Segundo o Relatório Justiça em Números 2018, 80 milhões de processos tramitaram no Judiciário brasileiro no ano de 2017. E, só por curiosidade, no meio deles existem ainda 260 processos do milênio passado em aberto. Que o volume é alto e difícil de se dar vazão, todos sabemos. Mas a transformação digital apresenta a possibilidade de lidar melhor com esse volume expressivo por meio da análise de dados.

Os Dados produzidos diariamente são tidos como força motriz da transformação que avança em todas as áreas. Trazem possibilidades de predição e prevenção por meio de sua análise com tecnologia. 

Na área legal não é diferente e o chamado Legal Analytics já toma seu espaço. 

O que é Legal Analytics?

Antes de falar de Legal Analytics, vamos relembrar do conceito de inteligência artificial. IA é a área da ciência da computação que desenvolve dispositivos que simulam a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas. Faz com que computadores tenham uma capacidade similar a inteligência humana, quando podem processar dados que fomentem seu aprendizado.

O Legal Analytics é o uso desta tecnologia para análise jurídica. Por meio de dados de diversas fontes, a tecnologia permite uma avaliação quantitativa e qualitativa de comportamentos e tendências. Isso permite, por exemplo, que os advogados tenham uma expectativa social sobre a decisão do juiz, o tempo de andamento de um processo e o posicionamento do tribunal. Ou até mesmo obtenham provas estatísticas sobre determinado tema.

Com essa análise de dados, é possível antecipar os resultados dos casos e complementar o conhecimento jurídico de um advogado.

Quais os principais benefícios do Legal Analytics?

Imagine que sua empresa tenha entrado com uma determinada ação na comarca X e que o juiz responsável pelo julgamento será o meritíssimo senhor Y. Uma solução de Legal Analytics ajudará você a fazer uma análise para entender o posicionamento deste juiz em ações semelhantes. Sendo assim ter uma previsão do que pode acontecer com seu caso e também estimar com maior precisão de quanto tempo este litígio pode durar.

Opa, isso já acontece, não é mesmo? A pesquisa jurídica é comum para lidar com os litígios, já que os advogados buscam identificar informações e fatos relevantes para elaborar seus argumentos e traçar suas ações.

Mas quando acrescentamos Legal Analytics nessa rotina, perguntas podem ser respondidas em poucos minutos. As tendências podem ser identificadas rapidamente e o comportamento de pessoas-chave nos casos podem ser mapeados.

Com volume e velocidade, pode-se afirmar que Legal Analytics traz benefícios como:

  • Maior precisão na análise dos processos;
  • Capacidade de análise em grande quantidade de informações;
  • Análise de perfis de testemunhas, juízes e outras partes envolvidas;
  • Capacidade de traçar estratégias legais e processuais mais eficazes.
  • Identificação de padrões significativos em litígios anteriores; 
  • Aumento da produtividade dos envolvidos;
  • Redução da margem de erros; 
  • Informações mais seguras para tomada de decisão mais eficiente;
  • Possibilidade da criação da própria jurimetria.

Quais passos você precisar dar para implementar Legal Analytics?

A análise de dados traz maior assertividade e padronização nas análises e isso elimina a possibilidade de erros na geração das informações e consequentemente na tomada de decisão. A tal ponto que o Legal Analytics pode também ajudar na conquista de novos negócios.

Por exemplo, quando as soluções para análise de dados ajudam um escritório de advocacia a ganhar mais causas, podem fortalecer aquela marca em um campo jurídico específico. Por todos esses fatores é bastante importante saber quais os passos para implementar o Legal Analytics. Afinal, sua empresa não pode ficar de fora dos movimentos do mercado. 

Veja quais são esses passos principais: 

Passo 1 – Pensar nos insights relevantes para seu negócio

Ao contrário do que possa estar imaginando, o primeiro passo não é pensar na ferramenta que você irá utilizar para o Legal Analytics. O ideal é que comece olhando para sua empresa para analisar sua organização, seus processos e os dados relevantes para ela. 

Tudo isso com o objetivo de identificar quais perguntas sua empresa precisa responder para aumentar a eficiência e resolver as dores principais do seu negócio.

Passo 2 – Identificar os dados para monitorar

Definidos os objetivos de negócio que serão impactados pelo Legal Analytics, é preciso identificar quais as fontes de dados (internas e externas) de quais processos e áreas de negócio da empresa serão utilizadas ou necessárias.

A preocupação principal é com a qualidade e integridade destes dados. Além da possibilidade de acesso à eles.

Passo 3 – Pensar em um parceiro de tecnologia que possa ajudar

Depois de avaliar seus objetivos e mapear os dados que precisa utilizar, então você pode pensar nas ferramentas ou nos parceiros que podem ajudar sua empresa nessa jornada. Olhe para o mercado e procure a solução e o fornecedor que mais se encaixem no perfil de seu negócio. 

Existem muitas opções e ferramentas diferentes e são as características da sua empresa que vão determinar a melhor composição. Ah, vale salientar que você pode contar com um parceiro desde o primeiro passo.

Passo 4 – Analisar os dados em um piloto 

Uma etapa que pode ajudar sua empresa a ser mais eficiente, é escolher um piloto para validar seu processo de Legal Analytics antes de aplicá-lo de forma geral. A ideia é escolher uma área dos campos jurídicos ou um grupo de processos. E após isso começar e validar o uso da análise de dados que foi implementada.

Essa etapa servirá tanto para comprovar os resultados que o Legal Analytics pode trazer quanto para encontrar eventuais pontos de melhoria no processo.

Passo 5 – Estipular as melhores práticas para monitoramento de dados 

Enquanto sua empresa vai colhendo os frutos com insights e tomada de decisão mais eficiente trazidos pelo Legal Analytics, é importante também identificar as melhores práticas e as evoluções que o processo deve sofrer. Os dados e a tecnologia escolhidos estão sendo capazes de responder às suas perguntas, com velocidade e precisão? Que outras necessidades da empresa você pode abordar a partir de agora?

Essa avaliação constante vai permitir que você promova melhorias, aumente sua capacidade preditiva e consequentemente os resultados do seu negócio.

Equipe Marcelo Tostes

juridicoJurídico
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Imobiliárias Imobiliárias digitais: o que são e como funcionam?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Agências Como otimizar a rentabilidade de projetos na sua agência
ABOUT THE SPONSORS
Marcelo Tostes

Escritório com espírito jovem e vanguardista que elabora processos internos na mesma linguagem corporativa dos seus clientes. Uma janela aberta para o mundo, antenada com a revolução tecnológica que exige versatilidade, mas com muita gestão e seriedade.

[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]