O consumidor atual é completamente diferente daquele de anos atrás. Ele é ágil e busca informações nos mais variados cantos da internet. Essa tendência de empoderamento do consumidor deve se intensificar nos próximos anos. Será que sua empresa está pronta para lidar com esses clientes e conseguir vender para eles?

Quem é o consumidor empoderado?

A crise econômica e o avanço tecnológico foram a combinação ideal para criar um novo perfil de consumidor. Ele é mais informado, conectado, racional e mais volátil em suas escolhas. A fidelidade à marca que víamos em consumidores de gerações anteriores quase que desapareceu. Muitas empresas veem esse novo tipo de público como um problema. Mas será que essa situação deve ser encarada assim?

Basta saber lidar com o empoderamento do consumidor e a empresa conseguirá se destacar. Passou da hora de entender que existem mais fatores que fazem o cliente consumir ou não de uma marca além do preço. Mesmo que sua empresa esteja vendendo produtos do melhores distribuidores, o público precisa ser conquistado.

Essa mudança drástica nos padrões de consumo ocorreram, principalmente, porque as famílias precisam batalhar muito para sobreviver nos dias de hoje. Em um país com um contexto econômico, social e político tão caótico quanto o nosso, os hábitos de consumo também sofrem alteração. Assim, um certo grau de desconfiança se tornou um meio de se proteger e evitar desperdício de dinheiro.

Obviamente, diversas empresas têm problemas para compreender isso e insistem em técnicas antigas de venda. O consumidor empoderado quer sentir que tem autonomia para decidir. Não quer ser perturbado com informações e propagandas tentando convencê-lo. Ele precisa calcular os benefícios da compra e decidir sozinho. A abordagem com o consumidor atual precisa ser bem mais sutil.

Como lidar com o empoderamento do consumidor

Entender o novo tipo de consumidor é o primeiro passo. O segundo é adaptar suas táticas e estratégias de venda para ele. Talvez seja um pouco doloroso e trabalhoso mudar estratégias que funcionaram até aqui, mas é necessário.

Mude tudo: desde o seu modelo de divulgação do negócio e serviços, até os canais de atendimento ao cliente. Um novo tipo de consumidor possui necessidades diferentes e ficará frustrado se não as encontrar.

O principal de tudo é deixar que seu público interaja com a empresa. Graças às redes sociais, as divisões entre empresas e consumidores estão ficando cada vez menores. Agora, é possível até trocar memes nos comentários da página do Facebook. Por que não deixar quem tem um interesse pela sua marca interagir também?

Deixar mais feedbacks, dividir sua experiência com outros usuários e entrar em contato com a própria empresa fazem parte do processo de empoderamento do consumidor. Com essas ações, ele consegue sentir que, realmente, faz parte de algo. Se as interações com a marca forem positivas, essas pessoa estará prestes a se tornar um cliente fiel e divulgará espontaneamente a marca.

Internet na época do empoderamento do consumidor

Um dos principais pontos que deve despertar a atenção de empresas daqui para a frente é a internet. O consumidor atual é extremamente bem informado, porque usa as ferramentas oferecidas pelo meio online. Antes de comprar algo (mesmo em lojas físicas) a tendência é que ele faça uma ampla pesquisa a respeito.

O motivo é simples: ninguém quer ser enganado ou descobrir que fez uma compra inútil. Então, o consumidor busca em sites e blogs, vê as notas nos principais portais de varejo online e analisa a página do Facebook e outras redes sociais. É até possível que ele use as comunidades para trocar experiências com outras pessoas que já compraram.

Quando o cliente se sente mais conectado a empresa, ele acaba consumindo mais. Um bom exemplo é o uso dos chatbots para ajudar esse possível cliente a resolver os próprios problemas. Sua satisfação o fará divulgar o produto e se tornar um cliente fiel.

Chegou a hora de inovar na sua presença virtual. Ofereça todos os canais possíveis de atendimento online e melhore seu relacionamento com o cliente. Se ele ficar satisfeito nessa fase de pesquisa, há grandes chances de que realize a compra.

E, então, concorda que o empoderamento do consumidor pode mexer com a estratégia para vender mais?

Willians Oliveira

CCO na Huggy Formado em Sistema da Informação, promotor de ecossistemas de empreendedorismo, apaixonado por tecnologias e padrões. Gosta de compartilhar conhecimentos e experiências em todas as áreas.

atendimento-digitalAtendimento Digital
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Transformação Digital Presença digital: por que muitas empresas B2B no Brasil estão presas em 1995?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Superando os novos desafios na gestão de agências
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]