100 Startups to Watch: quais insights podemos tirar

100 Startups to Watch 2018

Na última semana, foi divulgado o 100 Startup to Watch, em uma parceria entre as marcas Pequenas Empresas & Grandes Negócios, Época Negócios e Corp.vc.

Segundo os produtores, foi utilizada uma metodologia que demandou mais de cinco meses de coleta e análise de dados por mais de 40 especialistas, combinando abordagens quantitativas e qualitativas sobre as mais de 1,3 mil inscrições deste primeiro ano de projeto – que, a partir de agora, deve ser realizado anualmente.

A seguir, nossa leitura sobre distribuição regional, segmentos, tempo de vida, estágio operacional e investimentos.

Distribuição Regional

55% das Startups listadas são de São Paulo, que além de ter o maior volume, teve também a maior relação entre inscritos e selecionados, conforme abaixo:

São Paulo – Inscritos 532 – Selecionados – 55 = 10,3%

Minas Gerais – Inscritos 126 – Selecionados – 12 = 9,5%

Santa Catarina – Inscritos 126 – Selecionados – 9 = 7,1%

Ceará – Inscritos 28 – Selecionados – 2 = 7,1%

Interessante observar que o estado do Sergipe teve um volume considerável de inscrições, se colocando na vitrine do cenário nacional de startups – mesmo com a baixa porcentagem de selecionados:

Sergipe – Inscritos 133 – Selecionados – 5 = 3,8%

Tiveram ainda 35 inscrições de outros países, mas nenhuma foi selecionada.

Segmentos

Os negócios foram divididos em 14 segmentos:

MARKETING LOGÍSTICA
SAÚDE E BEM-ESTAR AGRONEGÓCIO
IMPACTO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
SERVIÇOS INDÚSTRIA
FINANÇAS LAZER E TURISMO
GESTÃO MODA E BELEZA
EDUCAÇÃO REALIDADE VIRTUAL

 

  • O segmento de Marketing lidera com 13%, seguido de Impacto e Saúde & Bem-estar com 12% e Serviços com 11%;
  • SP tem 10 das 11 Startups listadas no segmento Serviços;
  • Os segmentos de Moda & Beleza e Realidade Virtual tem apenas uma representante cada;
  • A Imersys, única representante de Realidade Virtual, também é uma das poucas escolhidas no estágio MVP.

Quanto ao tempo de vida das Startups

100 Startups to Watch 2018

A relação entre as mais de 1.300 inscritas e as 100 selecionados mostra que, quanto mais tempo de operação, mais qualificadas dentro dos critérios utilizados.

  • Menos de 4% das empresas com até 2 anos foi selecionada, contra 15% das com mais de 4 anos;
  • Um dos destaques das supernovas é a Labi Exames, fundada em 2017, que já passou por duas rodadas de investimento e está no estágio de tração;
  • Chama atenção o considerável volume de empresas com mais de 5 anos (20%). A mais antiga é a AgroTools, fundada em 2007, que monitora mais de 1 milhão de fazendas pelo Brasil;
  • Fiquei surpreso com a presença do GuiaBolso, veterana que já recebeu mais de 200 milhões em investimentos. Nesta linha, tem muitas outras que talvez não tenham se inscrito como, a Resultados Digitais, por exemplo.

Estágio Operacional

Primeiro, vamos entender os 5 estágios trazidos no estudo:

Protótipo

Já finalizaram a primeira a versão do produto, porém ainda não lançaram operações comerciais.

Validação

Protótipos finalizados e iniciando testes de produtos e modelos de negócio.

MVP

Negócios com versões comerciais ativas e explorando estratégias de preços e de entradas de mercados.

Tração

Bases de clientes e usuários consolidadas. Estão aqui também empresas que receberam suas primeiras rodadas de investimento.

Escala

Negócios em fase de crescimento acelerado, com faturamento expressivo e estratégias avançadas de captação de investimentos.

100 Startups to Watch 2018

Interessante ver na lista negócios que são apenas um protótipo, ou em fase de validação.

Tivemos 7% que foram escolhidas mesmo estando no máximo no MVP (Produto Mínimo Viável). Isso vem para reforçar a importância de seguir as etapas de construção do negócio.

Investimentos

De acordo com o último levantamento feito pela LAVCA, em 2017 as startups brasileiras receberam aproximadamente 860 milhões de dólares em investimentos. Foram 110 aportes, o que representa 76% a mais que em 2016.

Abaixo, as faixas de investimento das 100 “to Watch”:

100 Startups to Watch 2018

Quando vi startups como GuiaBolso e InstaCarro, fui buscar um pouco mais de informação, pois sabemos que o volume de investimento que receberam são muito maiores que a última faixa de 2,5 milhões que a reportagem trouxe.

Assim, trouxe a visão das Top 5 em montante de investimento:

  1. Guia Bolso – R$ 215.000.000,00
  2. InstaCarros – R$ 83.000.000,00
  3. GetNinjas – R$ 47.000.000,00
  4. ClickBus – R$ 41.000.000,00
  5. BeautDate – R$ 28.000.000,00

Sobre os Investidores

Pra entender melhor quem está apostando em nossas startups, busquei no portal dealbook.co, criado pelo Diego Gomes da RockContent. Os principais nomes, segundo pesquisa no Deal Book, são:

  • BossaNova
  • Kaszek Ventures
  • Canary
  • Wayra Brasil
  • Ace
  • Darwin
  • Monashees
  • e.Bricks Ventures

Lembrando que nem todos os investimentos e investidores aparecem neste portal, podendo ter variações na lista apresentada. Mas dá pra ter uma boa ideia. Em um post do João Kepler, por exemplo, visualizamos que a BossaNova investiu em 17 das 100 selecionadas.

Faturamento

100 Startups to Watch 2018

Conclusão

O recado que fica principalmente para quem empreende, investe (ou pretende fazer um dos dois), é que o ecossistema está aquecido, tem grana na mesa, as empresas cada vez mais estão entendendo a importância das Startups, empresas globais de tecnologia de olho no Brasil e até o governo se movimentando e falando de Transformação Digital.

Tem oportunidades para todos os atores, não deixe a sua passar!


Continue aprendendo

 

Head of Sales na Huggy

Empreendedor, investidor e mentor de Startups com experiência em grandes centrais de atendimento e vendas.