O mundo nunca esteve tão conectado quanto agora. Com as novidades nos meios de comunicação e o acesso em tempo real a qualquer informação e de qualquer lugar do planeta temos uma nova dinâmica de comportamento. Compreender as novas tendências e para onde o mercado está indo permite que sua empresa crie um plano para seus eventos em 2021.

Não basta apenas pensar no desempenho de hoje. As empresas que estão mais competitivas seguem com um planejamento sólido para o futuro e buscam ganhar competitividade e percepção da marca. Para que sua empresa consiga produzir os melhores eventos físicos em 2021, separamos 15 tendências para que você deve saber. Continue a leitura e confira!

O que a pandemia ensinou à indústria de eventos físicos para 2021?

O ano de 2020 transformou completamente todos os mercados e com o segmento de eventos não foi diferente. Algumas mudanças levaram a melhorias que prometem permanecer no longo prazo e contribuir para alcançar melhores resultados.

1. Eventos híbridos são o futuro

Os profissionais vão se lembrar de 2020 como uma época que criou diferentes meios de se relacionar. As novas preocupações com a segurança e isolamento potencializou o surgimento de atividades virtuais. Como resultado, a paisagem para o setor de eventos em  2021 mudou profundamente.

Dado que o processo de vacina ainda está em desenvolvimento, vale apostar em alternativas que misturam as vantagens de eventos offline, com a proteção e segurança que as atividades online oferecem. Assim, sua empresa conta com os benefícios de ambos e sem correr o risco de ambientes muito lotados

2. Reconhecimento facial para check-in sem contato no retorno dos eventos físicos

Outra grande promessa, para os próximos eventos, é a possibilidade de check-in sem contato. Com as regras de distanciamento social ainda em vigor, estratégias que minimizem a necessidade de contato físico são muito bem recebidas.

Tendências assim devem vigorar até o período após a pandemia. A criação de hábitos de distanciamento e preservação do próprio bem-estar tendem a permanecer na memória de muitos participantes, fazendo com que muitos fiquem avessos ao risco de contato com os demais. 

3. Gamificação

A gamificação é o uso de mecânicas e estruturas em formato de jogo para engajar pessoas, solucionar questões e ampliar o aprendizado. Principalmente para eventos relacionados com o público mais jovem, esta é uma excelente alternativa capaz de atrair e engajar os leads.

Com ela, é possível promover ações desejadas entre os participantes com base em uma estrutura de jogo ou desafio. Os planejadores podem direcionar as atividades para os objetivos do negócio e gerar mais engajamento por recompensas e competição entre os integrantes do projeto. 

4. Segurança e limpeza como prioridade

Obviamente todos estão germofóbicos em algum grau, portanto, a segurança e proteção do ambiente é indispensável para garantir a proteção e bem-estar de quem está presente. O fornecimento de máscaras e embalagens de álcool com estampa do evento podem ser boas alternativas para atrair mais leads. 

5. Experiências multissensoriais

Tentar impressionar os membros apenas pelo visual já é uma estratégia ultrapassada. Pense que a maioria dos participantes está redescobrindo as experiências físicas em um universo de pós pandemia. Por isso, vale investir em aspectos multissensoriais como paladar, olfato, visual e tátil. Com o cumprimento das devidas normas, é possível oferecer espaços próprios para experiências multissensoriais. 

6. Adaptação de locações como estúdio

Estratégias inteligentes que levem a redução de custos são tendência para todos os setores. A adaptação de um espaço para formação do estúdio oferece, além da redução de custos de alugar um local à parte, favorece a dinâmica entre eventos híbridos e garante uma infraestrutura completa e adaptada. 

7. Escapar do “estilo sala de aula”

Quase todas as pessoas trazem desafetos da experiência de ensino tradicional em sala de aula. Reproduzir esse ambiente pode levar ao desânimo e, consequentemente, à desistência de muitos membros. Mesmo palestras de caráter acadêmico podem incluir atividades diversas e criar um ecossistema participativo e interativo com a plateia. 

8. Hospitalidade como potencial competitivo

Na hora de determinar a escolha do ambiente do evento, é importante verificar as alternativas de hospedagem. Tentar negociar tarifas de hospedagem diferenciadas e competitivas é um grande diferencial do seu projeto. Assim, ao reduzir o custo de hospedagem para os envolvidos, ele se torna mais atrativo e apresenta mais vantagens aos interessados.

9. Capital intelectual acima da infraestrutura física

O conteúdo tem que ser bom, mesmo que não seja o melhor espaço. Por mais que você pense em aspectos para entretenimento, lembre-se que o público está ali por uma oferta de valor, como conhecimento, aplicação ou facilidade que suas soluções possam oferecer. Caso você conte com um orçamento restrito, opte por utilizá-lo em atividades de grande capital intelectual, pois isso vai agregar mais valor para os integrantes do que um hall de entrada lindo e decorado.

10. Oferta de conteúdo original

Além de criminoso, é profundamente antiético e constrangedor apresentar um conteúdo plagiado. Isso não quer dizer que você não possa utilizar métodos, pesquisas, dados e informações relevantes de outras fontes. Os materiais que não são fruto do trabalho da empresa devem ser referenciados e receber os devidos créditos. 

Quais as tendências em relação à experiência do usuário?

Um grande foco das novas tendências para o mercado de eventos é a preocupação em desenvolver estratégias que melhoram a experiência do usuário. Principalmente nos programas online, é difícil manter os indivíduos envolvidos. Para suprir essas necessidades, alguns aspectos focados nas necessidades do cliente devem ser incluídos no desenho do planejamento estratégico. 

11. Criação de experiências afetivas em eventos híbridos

Quando se trata de eventos híbridos, as plataformas virtuais se tornam o local principal para todas as atividades. Obviamente o público que está online terá uma rotina diferente do público presencial. Aqui, vale apostar em atividades exclusivas para cada formato, que valorize a participação de cada um. 

12. Eventos lúdicos 

A criação de um ambiente de fantasia e com características de um show favorece o engajamento e cria um ambiente mais agradável. Mesmo em ambientes mais tradicionais, como o meio corporativo, a inclusão de elementos lúdicos como apresentações, peças de teatro e música, são bem recebidos pelo público.

Certamente é necessário bom gosto na hora de definir quais são as atividades de entretenimento. A ideia mais tradicional, é acrescentar tais atividades ao fim do evento, como agradecimento pela participação de todos. Caso o projeto seja distribuído em vários dias, cabe estabelecer estas atividades de modo segmentado, para que o público não fique cansado. 

Como ficarão as dinâmicas de vendas? 

As estratégias de venda se tornam cada vez mais completas e personalizadas. A evolução desse segmento permitiu que a empresa desenvolvesse mecanismos mais inteligentes e inclusivos, conseguindo assim, atender um número maior de clientes.

13. Aceite dos participantes de última hora

Como as plataformas estão mais modernas e os meios de pagamento mais eficientes, é possível incluir membros até poucos minutos antes do evento começar. Isso permite que indivíduos tenham acesso mesmo que não tenham se preparado previamente.

Nesse caso, a preparação e compra do ingresso de modo adiantado deve ser premiada, pois, caso não haja diferenciação, é possível que grande parte do público deixe para comprar na última hora e o sistema se sobrecarregue. A premiação por antecedência pode ser por descontos, bônus ou quaisquer vantagens que estimulem a compra nos primeiros lotes. 

14. Ofertas de diferentes pacotes e preços

A diferenciação de preços e produtos é um dos meios pelo qual as empresas monopolistas mais faturam. Quando sua empresa cria diferentes pacotes ela permite que diversos indivíduos com variados níveis de renda comprem seu produto. Isso gera benefício para os consumidores que podem adquirir suas soluções dentro da sua disposição a pagar e é bom para a empresa que vende muito mais.

15. Reforçando a percepção de marca

As estratégias para agregar valor à marca são o caminho mais rápido para elevar as vendas e conseguir ampliar a margem de lucro por produto. Quando a percepção de valor da marca muda, há fatores emocionais que contribuem para que o consumidor realize a compra.

Ações como participação nas redes sociais, criação de atividades e eventos com personalidades de referência em sua área, e produção frequente de conteúdos são algumas das estratégias mais eficientes para elevar o valor da marca perante o mercado. 

O que esperar para o futuro deste setor?

Obviamente, a expectativa é de que ocorra uma grande migração dos eventos para o ambiente digital, contudo, as transformações também chegaram no ambiente físico desse mercado. O desenvolvimento de novas tecnologias favorecem ambos os formatos. Sendo que hoje é possível criar eventos com mais qualidade e que são acessíveis ao grande público.

Para destacar seus eventos em 2021 é necessário criar estratégias de diferenciação e desenvolver um ecossistema adequado para valorizar a experiência do usuário. Ao seguir todas as recomendações listadas, você perceberá mudanças definitivas na condução de seus próximos projetos.

Gostou do nosso conteúdo? Então siga nossa página nas redes sociais e saiba mais sobre as novas tendências em eventos para 2021! Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn!

recursos-humanosRecursos Humanos
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Mercado Recursos Humanos 5 motivos para você incluir eventos online na sua estratégia de captação de leads qualificados em 2021
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Recursos Humanos O maior desafio na recuperação do mercado de eventos em 2021
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]