A digitalização do processo seletivo traz inúmeros benefícios para o time de RH. Agilidade e organização talvez sejam os mais notáveis. Em contrapartida, o que se percebe é que algumas empresas ainda não se deram conta de que, durante essa seleção os candidatos devem ser encarados como clientes, visando obter os melhores índices de “aquisição”. 

É nesse momento que o recrutamento online se torna um meio para auxiliar na organização. Mas não estamos nos referindo a divulgar vagas na internet e depois ter que se virar com uma caixa de entrada lotada. Estamos falando de um processo online, se não um todo, mas de boa parte dele.

Ainda não utiliza desse recurso mas quer implementar em seu negócio? Então continue a leitura e conheça algumas dicas para colocá-lo em prática de forma eficiente.

Recrutamento Online: por que adotá-lo em sua empresa?  

Quando foi a última vez que você imprimiu um currículo e enviou para uma empresa? Ou melhor: você já fez isso alguma vez na vida? Principalmente entre os grandes empregadores, os processos seletivos online vem ganhando cada vez mais espaço, especialmente por se mostrar mais vantajosos em diversos sentidos. 

Do contrário, não seriam tão utilizados pelas instituições que já abriram portas à transformação digital no setor de RH. Ao longo do post, você vai encontrar diversas vantagens de um recrutamento online bem planejado e executado. Aqui vamos citar as principais, como: 

  • maior alcance, recebendo candidatos de diversos lugares;
  • agilidade na avaliação dos currículos;
  • melhor organização em todas as etapas;
  • reforço como marca empregadora;
  • facilidade para organizar mais de um processo seletivo simultaneamente;
  • redução de custos.

Agora, conheça mais dos benefícios do recrutamento online. Aproveite!

A Jornada do candidato 

Lembra que falamos que o candidato deve ser tratado como cliente? Pois então, quando equipes de Marketing e de TI se unem para criar uma plataforma e-commerce, a jornada de compra é uma de suas principais preocupações. Afinal, na internet, o seu target tem em mãos inúmeras opções de escolha. 

A mesma regra deve ser aplicada em um processo seletivo online: ou você proporciona uma experiência de compra acima da média, desde a descoberta até a aquisição, ou estará correndo risco de perder possíveis colaboradores.

Para criar um processo de seleção bem estruturado, é fundamental ter em mente o conceito que chamamos de Jornada do Candidato. Através dele, é possível identificar as dores e necessidades de quem poderia participar do seu recrutamento, e, assim, manter profissionais motivados desde o primeiro clique. Essa jornada é dividida em 5 etapas:

  1. Descoberta: o profissional identifica uma vaga em aberto;
  2. Interesse: vê que é uma boa oportunidade de trabalho para ele;
  3. Candidatura: ele realiza sua inscrição no processo;
  4. Seleção: participa de dinâmicas, provas e entrevistas;
  5. Contratação: o candidato é efetivado na empresa.

Desenhe esse procedimento em um quadro ou em uma folha de papel. Deixe-o sempre à vista quando for planejar a estruturação de um recrutamento online e você terá uma visão global, que te permitirá atingir melhores resultados. 

Inspirados nessas 5 etapas, preparamos uma série de dicas para você implementar processos seletivos na internet com maestria. Acompanhe!

Fortaleça o Employer Branding 

Você sabe o que é Employer Branding? O conceito nada mais é do que um conjunto de estratégias de marketing que visam fortalecer a imagem de uma empresa como marca empregadora. Neste caso, as ações não buscam captar clientes, têm como ideia atrair e reter os que já fazem parte. 

Como já foi dito anteriormente, na internet, um profissional encontra inúmeras oportunidades de trabalho. Por isso, é importante fortalecer o seu Employer Branding para que um candidato em potencial prefira as suas vagas e não de outro lugar. Uma maneira legal de fazer isso é desenvolver uma página focada na aquisição de talentos, apresentando os seus benefícios e a sua cultura. Neste caso, a criação de vídeos institucionais focados na formação de equipe são sempre uma boa pedida.

Canais de divulgação

Fique atento com qual canal de divulgação irá ser escolhido, pois são inúmeros os lugares para compartilhar suas oportunidades. Não se restrinja a divulgar suas vagas apenas em sites de emprego, utilize suas redes sociais sempre que possível! 

Assim, você irá atrair pessoas que já possuem certo relacionamento com a sua marca e tendem a estar mais interessados em trabalhar com sua empresa. Mais do que isso, é um excelente meio de aumentar suas curtidas e seguidores, visto que o engajamento nesse tipo de publicação é sempre alto.

Mas tenha cuidado! Verifique sempre se há vagas em aberto que já foram preenchidas, isso terá resultados negativos para essa estratégia. 

Outra dica importante é utilizar o LinkedIn para aplicação. A rede auxilia mostrando as buscas mais acessados, perfis ideais, além de conter grupos focados em segmentos específicos de mercado. 

Use filtros

Na sua própria ferramenta, em softwares ou sites de recrutamento, você pode criar filtros que facilitarão uma primeira triagem de candidatos. Como por exemplo: 

  • perguntas sobre conhecimentos ou experiências que são pré-requisitos para a vaga;
  • inserir um campo em que precise marcar sim ou não, selecionar opções dentro de uma lista, entre outras possibilidades. 

Assim, você consegue tabular essas informações e filtrar quais currículos cumprem tais requisitos básicos, otimizando o tempo da equipe de RH.

Não crie processos de candidatura demorados

Embora utilize filtros e outras estratégias que, em teoria, otimizam o setor, respeite o tempo do candidato na página de aplicação. Muitas etapas e muitos campos para preencher podem fazer com que um talento desista da sua empresa. Tenha em vista que ele tem inúmeras outras oportunidades à sua disposição. 

Além disso, quanto mais informações é exigida maiores são as possibilidades de bugs acontecerem. Isso pode resultar em você acabar perdendo candidatos, simplesmente, porque a sua página não estava funcionando.

Defina os objetivos

Quando for abrir uma vaga, pense nos seus objetivos e faça perguntas que possam auxiliar nesse processo. Como por exemplo:

  • O que você espera de um candidato?
  • Que habilidades são realmente essenciais?
  • Qual será a rotina? 
  • Que competências comportamentais são fundamentais para o papel? 

Divulgando estas informações, você evita que pessoas que não se enquadram neste perfil se apliquem para o cargo em questão. Isso facilita o seu trabalho, mas também, evita uma frustração para o candidato

Mostre os benefícios

Outro ponto legal para atração é mostrar os benefícios. Parece óbvio, mas, às vezes, os candidatos não tem como ter certeza nem se vai receber VT. 

Vale também usar a criatividade, um ambiente de trabalho legal, ou inclusivo, também é um benefício. Pense o que faria pessoas preferirem trabalhar em sua empresa e divulgue!

Crie um banco de dados

Uma opção que a internet lhe oferece é a criação de um banco de dados. Se trata de um espaço em seu site para onde os profissionais possam enviar seus currículos e concorrerem a oportunidades futuras. 

Neste caso, é bom pensar em alguma tática para que o possível colega não sinta que fez isso em vão. Incluí-lo em uma lista de e-mails com outras vagas (claro que com a devida autorização) é uma boa possibilidade!

Identifique e analise KPIs 

Já que estamos trazendo a transformação digital para o seu processo seletivo, não podemos deixar de falar em KPIs (os famosos Indicadores-Chave de Desempenho). Faça testes, tabule dados e busque identificar quais são as principais KPIs que possam ser úteis para o seu processamento. 

Veja quantas pessoas estão acessando a sua página e quantas são necessárias para uma se candidatar. Tente descobrir que tipo de informações obtém o maior número de candidatos, ou, ainda melhor, o que atrai um maior número de potenciais. Estipule o ROI de cada vaga, o custo por clique, e por aí vai. Esta é uma boa oportunidade para inserir o conceito de People Analytics dentro da sua empresa.

Emails de Feedback

Crie e-mails de feedback para os candidatos em todas as etapas. Para quem está participando de um processo seletivo, nada pior do que ficar a ver navios e nunca receber uma devolutiva. 

Um simples email padrão já resolve pelo menos o problema da expectativa. Mas você pode criar estratégias de engajamento para que eles continuem se aplicando no futuro. Essa é mais uma forma de trabalhar o Employer Branding.

Entrevista por vídeo 

Não é apenas a aplicação para as vagas que pode ser online. Na verdade, se você quiser, o processo inteiro pode funcionar assim. Procure ferramentas de conversa por vídeo para realizar suas entrevistas. 

Isso poupa tempo do candidato em se locomover até sua empresa e ainda possibilita a conversa com pessoas de diferentes cidades (ou até países). Algumas ferramentas permitem a gravação de entrevistas, e caso o candidato não se importe, você pode rever o vídeo no futuro para tirar possíveis dúvidas.

Inclua líderes no processo 

Compartilhe o processo seletivo com suas lideranças. Permita que elas participem das entrevistas e dinâmicas, contribuindo com perguntas relevantes para quem está no setor. 

Um líder conhece sua equipe, sabe o perfil do time e as necessidades da vaga, por isso sua presença é fundamental.

Utilize ferramentas de análise de perfil comportamental 

Deixamos esta dica para o final, porque talvez seja a mais importante. Se mesmo nas entrevistas ao vivo é difícil perceber algumas características pessoais do candidato, o que resulta em contratações erradas por mera questão de fit, imagine conversando por vídeo? 

Para evitar isso, contar com softwares de análise comportamental pode ser fundamental. Com eles, é possível ter um entendimento muito mais profundo do perfil do candidato, prever como se comportaria em situações adversas e identificar quais são suas competências comportamentais

Para se ter uma ideia, existe um estudo indicando que uma contratação errada custa em média R$14 mil para uma empresa, sendo que 43,1% das vezes em que isso acontece é devido a adaptação do perfil à vaga. Softwares como o PDA aumentam a efetividade do seu processo seletivo em 75%.

A inclusão deste tipo de tecnologia em um recrutamento online é muito simples: basta enviar um link por e-mail para os candidatos pré-selecionados. Uma pessoa leva cerca de 15 minutos para responder o formulário que gera um panorama completo do seu perfil, com 90% de assertividade. Com isso, você pode tomar suas decisões de seleção baseado em dados e ter a certeza de que fez a escolha certa. 

Dica bônus!

Avalie sua equipe antes de abrir a vaga 

Agora que já sabe que é possível analisar o perfil comportamental de um participante, aqui vem a cereja do bolo no recrutamento online: com essas mesmas ferramentas, você pode avaliar sua equipe atual. Tendo isso em mãos, é possível entender como as skills e competências de cada pessoa do time se complementam. Dessa forma, você terá uma ideia exata de qual perfil profissional necessita, e assim criar equipes muito mais produtivas. 

Lembre-se: planejar e criar estratégias de contratação no meio digital é um grande passo para a construção de um RH estratégico. Para seguir nossas dicas com excelência, é muito importante poder contar com as melhores ferramentas de recrutamento e gestão. Vai ficar de fora?

Carolina Fuhrmeister

Psicóloga, especialista em Competências Comportamentais e Analytics para Softskills. Empresária há 16 anos, Co-founder da Grou, empresa pioneira no Brasil no fornecimento de inovação tecnológica para Gestão de Pessoas e Diretora da PDA International | Chapter Brasil. Está à frente da distribuição e implementação em ferramentas que mapeiam: Perfil Comportamental, Resiliência e Lideranças.

recursos-humanosRecursos Humanos
Recursos Humanos Recursos Humanos: A alma da Transformação Digital nas grandes empresas
Imobiliárias O que é Sucesso do Cliente no setor imobiliário?
ABOUT THE SPONSORS
Grou

A Grou oferece softwares de assessment e desenvolvimento para gestão de pessoas que impulsionam a performance dos profissionais e os resultados do negócio com base de people analytics.