Pensando que o CTO é o responsável pelo desenvolvimento da tecnologia envolvida no negócio da empresa e que, em suma, as startups tem a tecnologia em seu core-business, o papel desse profissionais neste novas organizações é de destaque.

Mesmo assim, grande parte das corporações começa sua caminhada no mercado sem contar com o apoio dele.

Essa falta de entendimento sobre o papel do CTO dentro de uma startup pode acabar levando o negócio ao fracasso por falta de infraestrutura ou soluções que permitam que as atividades da empresa sejam realizadas conforme o planejado.

Neste artigo, vou falar um pouco mais sobre quem é o executivo CTO, os problemas que podem ser resolvidos por ele, sua importância para o desenvolvimento de uma startup e seu real valor para a organização. Vamos lá?

Quem é o CTO?

Dentro de uma empresa, existem dois cargos executivos ligados à tecnologia: o CTO (Chief Technology Officer) e o CIO (Chief Information Officer). Ambas as posições podem representar a última palavra em TI dentro da empresa.

A diferença básica entre as duas posições é que o CIO foca seus esforços de forma interna, enquanto que o CTO tem uma função mais abrangente e costuma estar mais ligado ao produto.

Por conta dessa importância, é preciso que o profissional escolhido para preencher a vaga tenha um vasto conhecimento na área de tecnologia, tendo experiência em vários campos.

Seu papel é examinar as necessidades de curto e longo prazos da empresa, buscar por soluções escaláveis que possam suprir essas demandas e auxiliar a organização a alcançar seus objetivos.

Contudo, é preciso ter em mente que esse é um papel estratégico dentro da startup, ou seja, quem o ocupa não precisa ser um expert em todas as tecnologias — até porque isso não é possível —, mas deve ter um olhar diferenciado sobre as relações tecnológicas e as necessidades da empresa.

É comum encontrarmos um profissional ocupando essa vaga dentro de uma grande empresa tendo começado sua carreira ali. Isso acontece porque ele é muito mais apto ao trabalho por conhecer toda a infraestrutura da organização.

Quais são as principais dores sofridas pelas startups?

É comum que um profissional chegue ao topo da carreira — um dos dois cargos descritos acima — em grandes organizações, nas quais toda uma infraestrutura já existe e são tomadas decisões no sentido de manter e melhorar os processos.

Quando falamos em startups, o contexto é totalmente diferente. A maioria dessas empresas tem menos de dez empregados e quase nenhuma infraestrutura. Assim, qual seria a necessidade de contratar um profissional como esse?

O CTO é fundamental para estabelecer as bases de tecnologia de um novo negócio. Dentro do contexto de transformação digital em que vivemos hoje, existem várias ferramentas disponíveis no mercado, mas nem todas se encaixam nos problemas de uma organização.

Esse profissional poderá construir a base tecnológica necessária e a infraestrutura essencial para que o negócio possa crescer de forma saudável, evitando problemas futuros por conta da falta de escalabilidade das tecnologias escolhidas. Entre as principais dores tratadas por esse profissional dentro das startups, estão:

  • escalabilidade — a startup começa a apresentar problemas para manter seus serviços e produtos conforme cresce;
  • adaptatividade — novas tecnologias inseridas dentro do contexto da empresa não são bem aceitas pelos colaboradores;
  • contratação — o CTO também pode ajudar a avaliar os colaboradores técnicos e talentos digitais a serem contratos para qualquer outro setor;
  • escolha de plataformas — é seu papel buscar pelas melhores soluções para a empresa;
  • alocação de recursos — o CTO pode determinar o que é realmente necessário dentro do orçamento de tecnologia da startup.

Como o CTO pode gerar valor?

Esse profissional tem um papel muito importante para gerar valor dentro da empresa — não apenas porque escolhe tecnologias adequadas, mas por trazer a inovação.

Gerar vantagens competitivas

A tecnologia é um ponto essencial para qualquer empresa, ainda mais quando falamos em startups, pequenas companhias que ainda não têm um espaço definido dentro do mercado e têm de competir com grandes organizações.

Dentro desse contexto, a base tecnológica escolhida pelo CTO não é apenas uma forma de gerar o negócio e o manter ativo. Ela também deve funcionar como uma vantagem competitiva.

Com esse diferencial em mãos, muitas startups se tornam silos de inovação por contarem com um CTO comprometido em gerar competitividade por meio da escolha de soluções e ferramentas adequadas.

Impulsionar o crescimento

O papel do CTO dentro de uma empresa é fazer com que a tecnologia de base para o negócio auxilie a atingir os objetivos. No entanto, essas metas podem mudar o tempo todo.

Sempre que surge uma nova oportunidade de crescimento, a startup pode alterar seu modelo de negócios e a tecnologia deve impulsionar essa mudança, sendo de responsabilidade do CTO criar um ambiente para esse salto.

Onde encontrar um CTO?

Agora você já sabe a importância de manter um CTO em uma startup. No entanto, um outro problema surge no horizonte: onde encontrar profissionais técnicos e estratégicos para preencher essa vaga?

A maioria dos colaboradores que se encaixa no perfil de chefe de tecnologia já ocupa lugares de destaque em grandes empresas e isso dificulta sua contratação.

Investir em um Cofounder despreparado pode ser prejudicial para a empresa, pois ele pode não ter a expertise necessária para pensar em todas as situações futuras pelas quais a startup pode passar ou não ter bagagem para enfrentar os desafios de crescimento.

Dessa forma, uma solução viável é buscar por um CTO que não seja efetivado pela empresa, mas sim que esteja disponível para prestar consultoria sempre que necessário,  ou mesmo fazer parte do board apenas, mostrando a luz no fim do túnel e agindo como um guia apenas em momentos-chave.

O papel de CTO em startups é fundamental para o seu sucesso e o crescimento saudável, auxiliando até mesmo em rodadas de investimentos, pois demonstra que a empresa está madura para crescer.

Ficou curioso sobre o papel do CIO dentro de uma empresa — cargo que foi citado no início do texto? Então, confira nosso próximo post sobre o assunto!

Esdras Moreira

CEO na Introduce Formado em Redes de Computadores, com especializações em Gestão de Pessoas, Coaching e MBA em Marketing. É co-founder da introduceti.com.br, que conduz o crescimento dos negócios através de estratégias e tecnologias. Além disso é investidor no projeto Globin.it, Middas e Grupo 3Minds.

tecnologiaTecnologia
Marketing O digital audio advertising está mudando o cenário de anunciantes
Transformação Digital Os principais erros da liderança na Transformação Digital
ABOUT THE SPONSORS
Introduce

Arquitetamos estruturas e soluções de redes de computadores que garantem a maior disponibilidade dos serviços de TI e aumentam a proteção da empresa, a confidencialidade de negócios e a produtividade das equipes.