Dispositivos controlados por voz são a tecnologia mais popular de hoje.

Além disso, a inteligência artificial nos aproxima do mundo digital e transforma a forma com que as empresas estão trabalhando a experiência do usuário.

Como sou uma profissional de marketing de conteúdo amante da transformação digital, vi como era necessário pesquisar mais sobre esses canais que vão multiplicar as oportunidades de dados.

Isso acontece, pois se a sua marca não tem presença em interfaces conversacionais, ela não será encontrada e não terá voz quando um consumidor quiser se envolver com ela.

Apesar dessa transformação parecer ser de um futuro distante, saiba que muitas empresas já estão trabalhando e multiplicando suas ações com a Inteligência artificial.

A Alexa, interface conversacional da Amazon, agora tem mais de 15.000 habilidades que podem variar de funções básicas para experiências mais complexas. Além disso, o Alexa Skills Kit permite que empresas e desenvolvedores apliquem a interface em qualquer ambiente ou processo comercial.

A cada dia, estamos ouvindo sobre novas capacidades ou grandes anúncios para dispositivos similares. A Apple, por exemplo, lançará um HomePod baseado na Siri em dezembro deste ano.

Com tantas mudanças e novos dispositivos, a maneira de interagir com os clientes e de fazer marketing vai se transformar. E isso inclui, também, o Marketing de Conteúdo. Confira como esses dispositivos irão revolucioná-lo.

Os assistentes de voz vieram para ficar

A maior tendência da feira de tecnologia da Europa, a IFA, foi a massificação dos dispositivos de voz.

O Google Assistent, a Alexa da Amazon e a Cortana da Microsoft são as tecnologias mais faladas quando nos referimos a esse meio.

De acordo com o Voicebot, cerca de 16 milhões de Amazon Echo foram vendidos em junho de 2017, com potencialmente outros 2 a 3 milhões vendidos durante o Prime Day.

Neste momento, a Amazon ainda tem a maior participação de mercado, cerca de 80%. O Google Home é seu maior concorrente, pelo menos até que a Apple entre no campo.

Um bom planejamento de marketing é feito além do momento que estamos vivendo hoje. É necessário que ele nos ajude a preparar para as tecnologias futuras.

Como essa indústria ainda é relativamente nova, estamos em um bom momento para começar a pensar no investimento dessa estratégia.

Saiba como investir nessa estratégia

O marketing focado no áudio precisa ser mais trabalhado para reforçar e desenvolver os recursos da marca que podem ser transmitidos auditivamente.

Música, efeitos sonoros e voz precisarão ser usados ​​estrategicamente para ajudar a gerar memórias duradouras.

Em outras palavras, as marcas precisam pensar além de ler um script ou usar uma voz robótica para chegar aos consumidores. Eles precisam pensar em conceitos envolventes que irão promover interações contínuas.

Para isso, você pode utilizar um ecossistema para desenvolvimento de habilidades desses dispositivos.

Com a Alexa, por exemplo, você pode contratar empresas especializadas nessa customização ou fazer todo o processo internamente com o Alexa Skills Kit, trabalhando  diretamente no site do desenvolvedor com instruções passo a passo para criar e lançar habilidades.

Conheça marcas que estão interagindo com a Alexa

Se você perguntar para esse dispositivo “What’s my flash briefing?” ou, em português, “Quais são as novidades?” ele te dará uma rápida e diária compilação de notícias e conteúdos de fornecedores da sua escolha.

Algumas marcas já criaram habilidades interativas com a Alexa. Conheça algumas delas:

BuzzFeed News:

No mês passado, a editora digital lançou o “Reporting To You”, uma discussão diária de notícias e cultura para usuários do Alexa.

Os ouvintes obtêm uma atualização de áudio dos itens mais importantes do dia diretamente de um repórter do BuzzFeed. O objetivo da marca era fazer algo que soava diferente e mais humano.

Johnnie Walker:

A marca desenvolveu um sistema de degustação guiada para quem deseja saber mais sobre as opções de whisky. A Alexa irá fornecer informações sobre cada garrafa, dividindo dicas e muito mais.

Hellman’s:

Dispositivos de comando por voz

A Hellman’s se destaca porque dá aos usuários várias maneiras de encontrar receitas.

Você pode combiná-las com base nos ingredientes que você tem ou procurar idéias. Do ponto de vista do marketing, o interessante é que você receberá um email com um link para a receita escolhida. Esta é uma ótima maneira de interagir com o seu cliente diretamente.

Tenha oportunidades de SEO com o Google Home

Com a massificação dessas interfaces, os profissionais de SEO podem ter que lidar com as buscas das suas marcas em dispositivos controlados por voz.

Por causa disso, muitas práticas recomendadas de SEO que você já está usando serão transferidas para o espaço de voz.

A utilização de palavras-chave, por exemplo, ainda será muito utilizada nos algoritmos de voz, já que você poderá continuar dando a solução para quando um usuário tiver um problema.

No entanto, existem alguns obstáculos. Os dispositivos controlados por voz, geralmente, apenas destacam uma resposta para a pergunta de um usuário.

O Google Home, por exemplo, é um dispositivo de pesquisa de um único resultado. Para se classificar como essa resposta, sua marca teria que ter um resultado de pesquisa autorizado.

Os snippets do Google foram projetados para esse propósito, como é explicado no blog Moz. Então, se você quiser tentar otimizar a voz, concentre seus esforços em obter seu conteúdo em trechos destacados.

Avalie seu público e coloque em prática

No geral, não há dúvida de que os dispositivos controlados por voz estão ganhando popularidade e oferecem para as marcas outro ponto de entrada para a vida cotidiana dos consumidores.

Investir no marketing de conteúdo de voz depende da sua estratégia de branding.

Se o seu público-alvo tiver o perfil de um usuário de dispositivos de voz, se você estiver procurando por um novo canal para alcançar os clientes e se consegue criar conteúdo de áudio de alta qualidade de forma contínua, este investimento pode ser valioso.

Para saber outras tendências, confira a Content Trends 2017, a maior pesquisa de marketing de conteúdo da América Latina.

Imagem: Paramount Pictures

Agnes Rabelo

Produtora de conteúdo da Rock Content Redatora, publicitária e amante da transformação digital. Escrevo para o blog de inteligência da Rock Content e sou leitora assídua de pesquisas do mundo inteiro.

marketingMarketing
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Entendendo os principais conceitos da Inteligência Artificial
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Mercado Experiência do Usuário não é o seu novo modelo de negócio
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]