Gamificação: um guia para hackear os negócios

Gamificação

Era uma vez um grupo de amigos que achava a escola um pouco sem graça, exceto as aulas de informática. Pra eles, a melhor parte da vida era ficar em casa jogando videogame, aquele era literalmente seu mundo.

Ali, eles aprenderam a dirigir, lutar, criar estratégias, resolver problemas, buscar novas rotas, vencer grandes chefões… Bom, eles ficaram realmente geniais.

Até que um dia cresceram e resolveram ajudar outras pessoas que, assim como eles, acreditavam que a vida não precisava ser assim tão… séria. Quando perceberam, o mundo todo estava ficando do jeito que eles queriam, e os games invadiram até mesmo os negócios.

Você não precisa acreditar nessa história, mas deve concordar que a tecnologia facilitou a rotina das pessoas.

A transformação digital atingiu cada dimensão da vida, desde a comunicação das famílias, com aqueles grupos incríveis no Whatsapp, até a eleição do atual presidente dos Estados Unidos (vide a campanha do Donald Trump).

E a gamificação, tema que vamos desenvolver, é a representação concreta de que é possível deixar qualquer tipo de tarefa mais divertida com inovação tecnológica e, o mais importante, ganhando funcionalidade e qualidade.

Saiba o que esse conceito significa e as suas principais características!

O que é a gamificação?

O termo gamificação, tradução adaptada de gamification, compreende a prática de utilizar lógica, estrutura e design de jogos em contextos não-jogo, como em salas de aula e treinamentos corporativos.

Baseados em realizações, objetivos, recompensas e níveis cada vez mais complexos de habilidades, a gamificação promove o aprendizado aliando o conhecimento à diversão. Pode ser encarada também como uma ferramenta motivacional, além de educativa, uma vez que traz efeitos positivos no engajamento de seus jogadores.

A ideia é aprender jogando e não através de um jogo qualquer. O que isso significa? Significa que o jogo em si é que traz o conhecimento, o conteúdo que deve ser aprendido está estruturado nessa dinâmica, assim como funciona em um game.

É diferente de, por exemplo, usar um jogo já conhecido para ensinar determinada lição aos alunos. A gamificação envolve a criação de desafios adaptados ao respectivo assunto.

Quais vantagens a gamificação oferece ao aprendizado?

A escolha por esse método deve ser baseada em um planejamento, no qual é preciso saber o que alcançar e de onde partir. Para facilitar o entendimento dos efeitos da gamificação, mostraremos os tipos de vantagem e a maneira pela qual ela oferece essas possibilidades:

As vantagens da gamificação

No entanto, não é só no aprendizado que a gamificação traz benefícios, muitas empresas a utilizam para promover uma interação mais dinâmica com os seus clientes. Além de ser inserida em ações publicitárias, vem sendo aplicada também na experiência comercial.

Diante dessas características, podemos perceber princípios comuns a jogos auxiliando na assimilação de conteúdos e na motivação do usuário.

Conheça alguns exemplos e entenda o que estamos falando!

Exemplos de gamificação no contexto organizacional

A Nike é um exemplo de empresa que utiliza a gamificação para aumentar a interação com seus clientes. O Nike Plus transforma o desempenho de “corredores” em um jogo. Para ganhar pontos, é preciso correr.

Esse aplicativo permite que o jogador compare seu desempenho com o de seus amigos que também utilizam, vença desafios, bata metas e, como recompensa, além do melhor condicionamento físico, ele acumula uma pontuação com base no seu desempenho, que permite a troca por produtos da marca.

A Starbucks é outra marca reconhecidamente inovadora e, como tal, não ia ficar de fora da gamificação. O MyStarbucks Reward é um cartão personalizado que, ao ser utilizado nos pagamento em lojas da rede, acumula estrelas (acompanhadas pelo aplicativo da Starbucks). Essas estrelas podem ser trocadas por prêmios, os quais variam entre benefícios, acesso antecipado a lançamentos de produtos e, até mesmo, produtos grátis.

Como podemos ver, a vida fica mais divertida com a gamificação, que pode ser convertida em benefícios reais.

São esses e outros recursos que fazem parte do que chamamos de transformação digital, cuja motivação é justamente melhorar a experiência humana, tanto em atividades do cotidiano quanto em circunstâncias mais complexas que exigem alto grau de assertividade.

Head of Content no Portal Transformação Digital



Equipe TD