Como melhorar o processo de Marketing e Vendas através do Big Data?

Entenda como o Big Data pode ser a chave para otimizar processos de marketing e vendas de sua empresa

O avanço da tecnologia e a criação de áreas especializadas em análise de dados constituem um novo campo de oportunidades para os gestores, desde a identificação de insights para as decisões até a criação de campanhas exclusivas. Bem-vindos à era do Big Data em marketing e vendas.

Nessa nova realidade, todos os dados gerados na interação com os clientes podem ser coletados para uma posterior análise e extração de informação relevante que pode ser utilizada de diversas formas.

Neste post, nós vamos mostrar para você como melhorar o processo de marketing e vendas pelo meio do uso das novas tecnologias, sobretudo, o Big Data:

O que é Big Data

O Big Data não é uma tendência do mercado e, sim, uma realidade. A sua utilização nos últimos anos vem se diversificando e já chegou no marketing e vendas.

Big Data são grandes estruturas de armazenagem de dados, estruturados ou não, capazes de coletar, processar e armazenar uma quantidade enorme de informações geradas em tempo real.

A necessidade de uma estrutura especializada como essa vem, principalmente, do número de dados surgidos a todo o momento. Qualquer interação nas redes sociais, contato direto com a empresa ou navegação no site gera uma cadeia de informações que podem ser processadas para descobrir diversos insights.

Marketing e vendas na era digital

O crescimento constante do acesso à internet e o uso de dispositivos móveis tem mudado o jogo para os profissionais de marketing e vendas na nova era digital em que estamos inseridos.

Hoje, os consumidores estão muito mais exigentes acerca de suas compras e podem conferir qualquer informação rapidamente por meio de seus dispositivos móveis, realizando a comparação de preços e funcionalidades sem ter que visitar os fornecedores.

Em um mundo no qual a tecnologia vem mudando as relações, os profissionais de marketing e vendas também devem se adaptar para manter seus resultados dentro dessa nova realidade.

O Big Data se insere nessa transformação digital como uma ferramenta de apoio, com o objetivo de coletar dados intrínsecos acerca dos clientes e processá-los de forma a gerar informações relevantes para o setor de marketing e vendas.

Leia também: 7 dicas para tornar o seu processo de vendas mais eficiente

Influências do Big Data ─ antes e depois

É verdade que a utilização do Big Data para a criação de campanhas de marketing e melhora nas abordagens de vendas ainda é tímida em relação ao número de players no mercado.

Contudo, essa realidade está mudando. Cada vez mais empresas reconhecem o potencial dessa tecnologia e começam a buscar alternativas para se modernizarem.

Vamos listar algumas rotinas dentro dos campos de marketing e vendas que estão sendo transformadas pela aplicação do Big Data. Como eram antes de sua utilização e como são agora.

Precificação

Muitas empresas cometem diversos erros na hora de precificar os seus produtos. Isso porque não costumam realizar uma análise criteriosa do mercado antes de realizar o lançamento de um item.

Com isso, ocorre uma precificação equivocada do produto que, muitas vezes, não abarca os custos de produção, incorrendo em prejuízo ou um custo alto demais para se encaixar no poder aquisitivo do público-alvo. Nas duas alternativas, acaba-se por necessitar uma nova precificação, o que prejudica o posicionamento do produto no mercado.

Hoje, esse processo é realizado por meio de entrevistas in loco e online com representantes do público-alvo, criando-se gráficos de análise com o auxílio de determinadas técnicas de precificação.

Com o uso de Big Data é possível reunir informações de compras e preferências de um número extremamente maior de clientes, extrair informações precisas acerca de uma melhor precificação de produtos e posicionamento no mercado.

Satisfação do cliente

No mundo digital a experiência do cliente tem um valor essencial para as empresas. É por meio dela que é possível fidelizar os consumidores e torná-los promotores de uma marca.

Uma má experiência pode ser catastrófica, uma vez que a internet e as redes sociais potencializaram, de grande forma, o alcance e o impacto de uma reclamação. Um cliente insatisfeito pode contaminar de forma negativa o olhar de milhares de potenciais consumidores acerca de uma marca.

Atualmente, muitas empresas ainda realizam um controle manual do relacionamento que mantém com seus clientes. Com o passar do tempo e o aumento da cartela de consumidores, esse controle se torna obsoleto.

É aqui que entra o Big Data. O profissional de marketing em contato com um lead ou, até mesmo, um vendedor, buscando fechar um negócio, tem em poucos cliques acesso a diversas informações acerca do cliente que podem lhe ajudar em seu trabalho.

Por exemplo, últimas compras, como gosta de ser tratada, preferências, páginas visitadas no site, chamados de reclamação abertos, entre outras informações relevantes que ajudarão o profissional a ter um contato direto com o cliente, o que garantirá o sucesso na busca pela satisfação do consumidor.

Análise de conteúdo

Uma das ferramentas utilizadas pelos profissionais de marketing e vendas, atualmente, para fomentar negócios e gerar leads dentro do mundo digital é a geração de conteúdo relevante.

No entanto, um dos desafios enfrentados pelos profissionais ao se pôr em prática essa estratégia é a avaliação da recepção do conteúdo gerado pelos consumidores, ou seja, se o direcionamento tomado está correto ou não.

O engajamento dos clientes é medido por meio da análise de cliques, compartilhamentos, comentários e outras ações no site da empresa em relação ao conteúdo publicado.

O problema é que realizar esse controle é demorado e pode levar alguns meses para se ter acesso aos primeiros números. Os sistemas de Big Data podem rastrear conteúdo de acordo com a preferência de seus clientes e verificar o engajamento deles por toda a internet.

Sendo assim, os profissionais têm acesso rapidamente aos dados que podem ser utilizados para construir a estratégia de conteúdo de sua marca de forma simples. Uma solução que pode economizar muito tempo e recursos.

O Big Data em marketing e vendas tem o poder de transformar os dois setores, melhorar muito seus resultados e a adaptação às mudanças ocorridas em um mercado tão volátil quanto o atual.

Ainda não entendeu direito o conceito de Big Data e quer se aprofundar mais no assunto? Então leia agora o post que preparamos para você sobre o conceito de BD!

CEO na upLexis

Engenheiro de software formado pela POLI-USP com pós em Administração pela FGV-SP. É Sócio e CEO da upLexis Tecnologia com perfil empreendedor, visionário, responsável pela definição e execução estratégica da empresa, investimentos e inovações em produtos e serviços, e estudioso do tema Big Data, Inteligência Artificial e Data Driven Companies.