Toda instituição, independentemente do seu nicho, deseja crescer e gerar mais lucros. No entanto, não é raro vermos as empresas ligadas ao marketing com dificuldades para alavancar seu negócio. A raiz desse desafio pode estar em certas atitudes e erros na gestão de agências que precisam ser identificados e ajustados quanto antes.

De fato, a alta competitividade do mercado e a necessidade de constante inovação, bem como as mudanças impostas pela transformação digital, formam um cenário de complexidade para muitos gestores. Nesse contexto, as agências não conseguem criar valor, engajar seus clientes e se diferenciar, por isso, acabam perdendo contas e amplitude.

Então, como é possível virar o jogo e implantar uma cultura de crescimento? Conheça aqui 6 falhas que você deve evitar agora mesmo e descubra boas práticas para potencializar seu negócio e jogar o jogo a favor da sua agência!

01. Não conseguir se diferenciar de fato

Uma vantagem competitiva é o ponto-chave que muitas empresas buscam e, para isso, gestores acreditam ter que investir altas somas em ferramentas e recursos mirabolantes.

Ao mesmo tempo em que a tecnologia e automação são aliadas preciosas e indispensáveis nos dias e hoje, fazer apostas sem uma estratégia bem pensada é um grande erro. Assim, um dos principais enganos na gestão de agências de marketing é acreditar que os ganhos acontecerão graças à adoção de um novo sistema ou algo do tipo.

Na verdade, independentemente da solução implementada, trata-se de uma questão de comprometimento: de pensar nas táticas corretas, documentar ações associadas à elas e monitorar resultados constantemente. Essas atitudes são importantes para entender os impactos na produção e as correções necessárias para atingir a alta performance.

02. Não alinhar metas

Traçar metas é essencial para o crescimento estruturado. Contudo, muitas agências falham ao estipular objetivos muito impessoais e totalmente desconectados das atividades e rotinas da empresa, bem como das metas pessoais de cada colaborador.

O desenvolvimento sustentável de um negócio depende muito do envolvimento das pessoas e, para tal, elas precisam ter objetivos claros e que façam sentido. Dessa maneira, conseguem dar o seu melhor e colaboram para a evolução.

Então, agências que focam em metas de vendas e lucros que não apresentam relação com as equipes e suas funções perdem a oportunidade de avançar e ter ganhos mais significativos. Isso por ignorar a importância da integração e do valor.

03. Não se esforçar para motivar o time

Pegando um gancho com o tema anterior, você, como líder de uma agência de marketing, precisa fazer um esforço para entender o que motiva seus colaboradores. Compensação financeira e benefícios são importantes, mas, mais do que nunca, hoje as pessoas encontram satisfação no trabalho em aspectos intangíveis como qualidade de vida, reconhecimento, bom relacionamento interpessoal e clima organizacional equilibrado. Esses são apenas alguns exemplos.

Aproxime-se do seu time, converse com as pessoas e procure realmente descobrir como reforçar o engajamento.

Seus profissionais demandam mais flexibilidade, como um sistema de home office? Sua agência tem muitos processos burocráticos e lentos que podem ser melhorados com a automação? Faça pesquisas e investigue essas e outras questões.

Os colaboradores são os verdadeiros ativos de uma empresa. Ao investir no capital humano, você verá resultados efetivos e sustentáveis no seu negócio.

04. Não ter uma liderança engajada

Grande parte dos erros na gestão de agências de marketing acontece não por conta de problemas na equipe, mas por falhas em relação à liderança. Sem a presença de um gestor 100% comprometido, é muito difícil estabelecer uma cultura de crescimento.

Muito se fala atualmente sobre o papel do líder no desempenho das empresas. Diferentemente do conceito de “chefe”, o líder é uma figura que atua em conjunto, escutando seus colaboradores, e inspira sua equipe. Ele funciona mais como um facilitador e tem um plano de ação claro para instigar o talento de cada pessoa e promover o sucesso.

Por mais que a agência tenha um discurso de inovação e mudança, os profissionais sentem quando a liderança não está comprometida e dificilmente vão conseguir implementar novas propostas sozinhos. Pelo contrário, muitos podem se sentir perdidos, sem direcionamento. Desse jeito, sem uma orientação e participação ativa da liderança, o caminho para o crescimento se torna mais complicado.

05. Não estabelecer um processo de prospecção e venda estruturado

Muitas agências assumem uma posição reativa quando o assunto é vendas — ou seja, elas só se manifestam quando procuradas pelos clientes. Isso é um dos grandes erros na gestão de agências, pois a empresa permanece na zona de conforto, em um lugar passivo, e não desenvolve habilidades relacionadas à prospecção.

Associado a esse fator, outro perigo desse mindset é deixar que cada um dos profissionais responsáveis pelo onboarding tenha uma abordagem que julgue ser mais adequada para lidar com clientes e apresentar o produto ou o negócio. Essa falta de padronização no processo de vendas pode gerar divergências e problemas mais sérios.

Elaborar um processo de vendas bem amarrado ajuda você e sua equipe a saber como agir em cada etapa — como orientar os clientes ou contornar dúvidas e objeções para otimizar conversões.

06. Não investir em treinamentos regulares

O segmento do marketing é marcado por mudanças e inovações constantes e velozes. Há poucos anos, antes do amadurecimento das redes sociais, não se pensava muito em anunciar por meio delas ou trabalhar a imagem da marca digitalmente. Hoje, o cenário é completamente diverso e amanhã tudo pode mudar novamente. Pensando assim, seus profissionais precisam reciclar conhecimentos regularmente ou ficam logo defasados.

Para atrair mais clientes e reter sua carteira, você precisa do melhor time. Então, seus colaboradores devem estar afiados e dominar as melhores práticas. Invista em treinamento e atualização sempre para manter o nível alto da produção e surpreender seus clientes com o melhor trabalho.

Apesar do dia a dia corrido e das inúmeras responsabilidades, gestores precisam ter em mente que o crescimento do seu negócio é uma prioridade. Logo, devem dar mais atenção aos aspectos que vão aprimorar o desempenho e, consequentemente, a captação e fidelização de clientes.

Portanto, aproveite essas dicas e aposte em processos, tecnologias e ações para eliminar os erros na gestão de agências e impulsionar o rendimento da sua produção e da sua equipe!

Márcio Mota Lopes

Co-Fundador na iClips Com mestrado em sistemas computacionais pela UFRJ e 16 anos de experiência em desenvolvimento de produto, atua na ligação entre departamentos do sucesso do cliente e T.I. com o objetivo melhorar o desenvolvimento do produto a partir das experiências do usuário.

agenciasAgências
Tecnologia 5 formas de mensurar a inovação da sua empresa
Varejo Ford apresenta carrinho de supermercado que freia sozinho
ABOUT THE SPONSORS
iClips

A iClips nasceu e se desenvolveu com o intuito de entregar soluções que organizem e otimizem os processos das agências de comunicação. É muito mais que um software completo para gestão. É entender as necessidades do mercado e estabelecer ações que potencializem seus resultados e, consequentemente, dos seus clientes.