Turismo sustentável: a tecnologia como aliada da consciência ambiental

Entenda o que é turismo sustentável, como funciona e qual a força deste novo mercado para o setor de turismo

O ano de 2017 foi declarado pela ONU, Organização das Nações Unidas, como o Ano do Turismo Sustentável para celebrar e disseminar as ideias sobre viajar e visitar lugares com consciência ambiental.

As novas tecnologias têm facilitado muito a vida dos turistas que optam por experiências com o menor impacto possível, por meio da partilha de informações em sites especializados.

Mas do que se trata realmente o turismo sustentável? Hora de falar sobre as principais práticas de uma viagem ecológica e quais são as tecnologias que estão contribuindo para o crescimento desse mercado!

O que é turismo sustentável

O turismo sustentável é aquele que atende as demandas de turistas enquanto também se interessa pelas necessidades das áreas visitadas, protegendo as comunidades e meio ambientes e garantindo as oportunidades para o futuro. Funciona como um condutor para o gerenciamento dos recursos naturais de uma região, aliado com as necessidades econômicas, ambientais e sociais das comunidades.

Dessa forma, o turismo pode ser feito sem que haja o desprezo pela manutenção da integridade cultural, diversidade biológica, processos ecológicos e demais sistemas locais que garantem a vida no local. Planejar e praticar o turismo sustentável é a maneira mais eficaz de evitar que sejam realizados danos permanentes e irreversíveis ao meio ambiente.

Qualquer mudança no ambiente causada pelo turismo irresponsável pode impactar negativamente as relações sociais, econômicas e ambientais de uma região turística. Isso prejudicaria não apenas a biodiversidade, mas também a atividade econômica do local.

Práticas de turismo ecológico consciente

Existem uma série de práticas que contribuem para a realização do turismo sustentável. Mesmo que algumas delas possam parecer pequenas, se boa parte dos viajantes as adotarem o impacto positivo pode ser enorme. Lembre-se de que basta que cada um faça a sua parte.

Atenção ao fazer as malas

Escolha sempre roupas adequadas ao ambiente que será visitado e prefira aquelas que não precisam ser passadas, evitando o uso de energia elétrica para essa atividade.

Embalagens descartáveis

Não leve, também, nenhum tipo de embalagem descartável para impedir que alguma delas acabe por se perder e sujar o ambiente a ser visitado. Opte por potes e sacolas que podem ser reutilizadas.

Escolha voos diretos

Realizar conexões acaba por consumir mais tempo da viagem e aumenta o impacto ambiental, por conta das emissões de carbono realizadas pela aeronave. Sempre que possível, é melhor optar por voos diretos.

Locais de hospedagem

Não opte por locais de hospedagem que foram construídos de forma indiscriminada sobre áreas de preservação permanente ou outros ecossistemas considerados como frágeis.

Transportes locais

Sempre que possível busque ficar em locais próximos ao destino para evitar o uso de meios de transporte que emitam carbono e prejudiquem o meio ambiente. O ideal é se deslocar a pé ou de bicicleta quando houver condições adequadas.

Consuma produtos locais

Uma maneira legal de melhorar a interação com as pessoas e conhecer a cultura do local, movimentando a economia e melhorando a vida da comunidade, é adquirindo os produtos produzidos localmente, como gastronomia e artesanato.

Tenha uma garrafa de água reutilizável

As garrafas plásticas têm sido uma das grandes vilãs do mundo moderno, prejudicando o meio ambiente. Ao viajar, busque adquirir uma garrafa reutilizável, evitando assim as descartáveis.

Cuide do seu lixo

Nem todos os locais visitados contam com lixeiras adequadas para receber qualquer tipo de item. Por isso é interessante carregar sempre uma sacola para recolher a sua própria sujeira.

Respeite as regras

Uma das ideias principais por trás do turismo sustentável é realizar as viagens com o menor impacto possível ao local visitado. Respeitar as regras impostas pela comunidade ajuda a minimizar sua presença.

Tecnologias aliadas ao turismo sustentável

O primeiro passo para a criação de uma rede de turismo sustentável foi dado pelos próprios turistas. Isso foi feito ao utilizar ferramentas sociais para descrever as suas viagens e o que as outras pessoas deveriam esperar sobre os locais visitados.

Os sistemas de avaliação ofertados pelas empresas de viagem são utilizados pelos usuários não apenas para demonstrar a sua satisfação, mas como um portal para dar dicas a outros viajantes. Com o crescimento do mercado de turismo sustentável, surgiram muitas outras iniciativas nessa área, com o uso das tecnologias, para uma transformação digital completa.

Hoje existe uma série de ferramentas que podem ser utilizadas pelos viajantes como forma de melhorar a experiência passada no local visitado. Pela plataforma Rent a Local Friend, é permitido “alugar um amigo”, que pode demonstrar melhor as possibilidades da comunidade.

Com a EatWith é possível marcar para ir até a casa de um morador local e apreciar uma refeição preparada por ele mesmo, junto a toda a sua família. É uma verdadeira experiência imersiva em novas culturas.

Mudanças de comportamento

Estamos vivendo uma grande mudança nas relações sociais, fruto do uso das novas tecnologias e compartilhamento de informações nas redes e aplicativos. Com isso, já não existe a figura do turista, mas do viajante.

Viajar é conhecer a verdadeira cultura do local visitado e se integrar à comunidade, gerando renda e evitando impactos ambientais. Isso acaba por trazer mais conhecimentos para a pessoa que passa por uma experiência dessas, podendo ser compartilhado e contribuindo para o crescimento de todos.

Empresas que estão aquecendo esse mercado

As empresas já estão de olho nessa nova realidade e uma série de companhias já estão desenvolvendo novas soluções ou apoiando essas iniciativas de turismo sustentável. É o caso do site de reservas Booking.com, que lançou, recentemente, uma aceleradora da empresa, exclusiva para negócios que desenvolvam e explorem os conceitos de turismo sustentável.

A plataforma criada pela empresa tem o objetivo de identificar, orientar e financiar projetos na área, possibilitando a criação de cada vez mais negócios que impactam positivamente a indústria de viagens.

No Brasil, país com grande potencial turístico, a startup Pra que Rumo permite que os viajantes possam conhecer as belezas de locais intocados e praticamente desconhecidos das rotas comuns na Amazônia. A empresa começou como um simples portal de divulgação e hoje se transformou em uma plataforma completa, que oferece atividades sustentáveis em cinco estados do Norte do país.

O turismo sustentável é a nova realidade da indústria de viagens e é cada vez mais procurado por usuários conscientes que buscam realizar suas atividades com o menor impacto possível. Daqui a alguns anos, esse crescimento pode, até mesmo, superar o turismo tradicional.

O que você acha? Vai buscar novas alternativas em sua próxima viagem? Conte para nós nos comentários!