A evolução contínua de tecnologias desafia a adaptação de empresas que pretendem se manter competitivas a longo prazo. Para garantir a concorrência e sobreviver no futuro, companhias de todo mundo estão enfrentando questões difíceis sobre as principais funções dos seus negócios. Optando por ingressar nos processos de transformação digital, essas organizações precisam modificar, muitas vezes, as bases que mantinham seu funcionamento, mas que hoje, com as novas demandas, precisam ser reavaliadas.

De acordo com o CIO Dive. independentemente do formato ou tamanho da transformação digital, há três elementos fundamentais para que resultados bem-sucedidos sejam gerados.
Confira quais são:

1. Colaboradores na liderança

Segundo os especialistas, a transformação digital começa com as pessoas. Embora a tecnologia seja fundamental em qualquer empreendimento digital, é a força de trabalho que detém a chave para o sucesso ou para o fracasso dos negócios. Os colaboradores sabem tudo sobre a empresa, desde as maiores qualidades até os principais defeitos que todos tentam esconder.

As empresas que embarcaram em uma jornada digital de sucesso estão se adaptando de forma mais tranquila, aproveitando seus ativos mais importantes – os colaboradores – para implementar mudanças realistas e sustentáveis. Os trabalhadores têm conhecimento profundo sobre a companhia, suas necessidades, dificuldades, oportunidades e desafios. Dessa forma, suas experiências e percepções podem gerar um nível de autoconsciência capaz de garantir que a organização entre em forma.

2. Desenvolvimento de autoconsciência

Depois de assumir que os colaboradores são os grandes responsáveis pela transformação digital, a empresa precisa garantir que haja a mentalidade certa para entender o que é necessário para impulsionar e manter lideranças. Para isso, as companhias devem adotar uma abordagem evolucionária que tenha impacto duradouro, concentrando-se em se tornar a melhor versão e se comprometendo com esse objetivo.

Para os especialistas, as organizações que estão entrando na transformação digital deve se perguntar: O que fazemos bem? No que estamos falhando? Quais problemas fundamentais estamos ignorando? Estamos ouvindo o feedback que recebemos dos clientes? O que queremos ser e como fazemos para chegar lá? De que forma a transformação digital pode impulsionar o crescimento?

Apenas empresas com foco, disciplina e autoconsciência têm o que é necessário para responder a essas questões e assumir uma revisão digital verdadeiramente transformadora.

3. Princípios transformadores

Finalmente, com os colaboradores engajados e autoconsciência, as empresas podem iniciar sua transformação digital. Para isso, cinco princípios devem ser seguidos, visando o planejamento e a implementação de uma série de inovações:

– Coragem: Antes de iniciar a digitalização, talvez seja prudente trabalhar antes em um pequeno projeto piloto. Mas para manter a organização engajada, é necessário gerar rapidamente alguns resultados para mostrar o valor do investimento e transformar os céticos em crentes.

– Resultados contúnuos: Muitas organizações em processo de digitalização podem lidar com momentos de desânimo. Caso se passe muito tempo sem resultados visíveis, até mesmo os apoiadores do projeto podem ficar desmotivados. Para evitar essa situação, analistas recomendam a criação de um cronograma agressivo que deve ser cumprido a qualquer custo.

– Ciclos positivos: O sucesso produz mais sucesso, e assim mais pessoas aceitam as mudanças. Essa onda de apoio é capaz de produzir uma energia para impulsionar a organização a fazer aprimoramentos digitais adicionais.

– Esquecer o passado: Empresas veteranas frequentemente enfrentam um obstáculo para o real progresso: o passado. É fundamental não deixar que processos, investimentos e tecnologias ultrapassadas dificultem a transformação. Para isso, especialistas aconselham que cada ponto seja avaliado, racional e abertamente, e se algum deles não tiver mais valor, que seja deixado para trás.

– Priorizar a transformação: a dedicação de tempo e recursos para a transformação digital não deve ser um projeto adicional da empresa. É necessário criar uma equipe principal para liderar e gerenciar a iniciativa como sua única responsabilidade, acelerando, assim, o processo.

A transformação digital é um caminho que deve ser percorrido, e não um fim em si mesma. O processo requer a força dos colaboradores, autoconsciência e uma visão ousada e otimista para o futuro. A capacidade de abraçar esses fundamentos é o que vai diferenciar quais empresas serão bem-sucedidas e quais acabarão ficando pelo caminho.

transformacao-digitalTransformação Digital
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Startups No Brasil, startups do setor de construção recebem programa de aceleração
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Futuro do Trabalho Mercado Recursos Humanos Relacionamento Futurologista britânico diz que habilidade emocional será essencial no mercado de trabalho
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]