Você conhece ou já ouviu alguém falar em smart contracts? Esse termo, presente na tecnologia de Blockchain, traz uma série de possibilidades a serem exploradas pelas empresas e promete entregar mais segurança nas relações de negócio.

Imagine sistemas que façam negociações de forma automática, sem nenhuma interferência humana, sempre buscando o melhor benefício. Bom, isso é basicamente o que podemos esperar do futuro com os contratos inteligentes.

Neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre a tecnologia de Smart Contracts: como ela surgiu, como funciona e, principalmente, quais as vantagens e benefícios que essa ferramenta pode trazer dentro do contexto de transformação digital. Acompanhe:

O que são Smart Contracts

Você pode nunca ter tido um contato direto com a área jurídica, mas já deve ter visto, em algum momento, um contrato. Esse documento é responsável por gerir a relação, à luz do direito, entre duas ou mais partes, que concordam de livre e espontânea vontade com os termos descritos nele.

No entanto, mesmo o mais simples dos contratos demanda supervisão humana para verificar os seus termos e garantir o seu cumprimento, o que acaba gerando custos e também exigindo um tempo valioso das organizações.

Os contratos inteligentes surgiram na plataforma Ethereum, em 2013, e eles nada mais são que um bloco de código, dentro do Blockchain, que tem a capacidade de se autogerir, verificando os cumprimentos de suas cláusulas de forma automática, sem a necessidade de supervisão humana, o que otimiza a gestão e as relações entre organizações.

Esse é o novo paradigma da transformação digital no mundo virtual. Esses novos acordos podem facilitar a troca de qualquer item, como ações, dinheiro, propriedades ou qualquer coisa que tenha valor, com segurança e agilidade.

Como eles funcionam

O primeiro ponto a se entender é que os Smart Contracts eliminam os intermediários, sendo necessário apenas alguém para redigir os termos adequadamente. Após redigido, o contrato é registrado no Blockchain, não podendo mais ser alterado sem o consentimento mútuo entre os envolvidos.

A partir desse momento, ele é tido como um contrato válido e suas cláusulas já devem ser respeitadas. Cada etapa do contrato funciona de forma automática e responde a eventos específicos, sem a necessidade de supervisão.

Por exemplo, a empresa realizou um pedido de material a um fornecedor, formalizando a relação com um contrato inteligente. Quando os produtos forem entregues, o contrato recebe essa informação e libera automaticamente o pagamento, sem a necessidade do envio de uma fatura e sem envolvimento de profissionais do setor financeiro.

Os Smart Contracts permitem que as partes tenham total liberdade para negociar e concordar em seus próprios termos, criando cláusulas que protejam seus interesses.

Onde se aplicam

No início você pode ter um pouco de dificuldade em imaginar aplicações para essa tecnologia, mas basta pensar que ela poderia ser utilizada em qualquer ponto onde é feito o uso de contratos ou que uma relação precise ser gerida, por exemplo:

  • seguros ─ o setor de seguros poderia utilizar os Smart Contracts para gerir seu relacionamento com os clientes, sendo que os benefícios seriam pagos de forma automática com o cumprimento das cláusulas, deixando o processo muito mais rápido;
  • imóveis ─ toda a compra e venda de um imóvel poderia ser gerida por um contrato inteligente, que determinaria se o interesse de ambas as partes está sendo cumprido;
  • fornecedores ─ as empresas podem lançar Smart Contracts na rede e os fornecedores poderiam se oferecer para cumpri-los, recebendo a remuneração conforme o cumprimento das cláusulas.

Esses são apenas alguns exemplos simples, mas que já podem ajudá-lo a entender o que o futuro nos reserva com a popularização do uso dos contratos inteligentes.

Quais seus benefícios

São vários os benefícios que a utilização de Smart Contrats pode trazer para as organizações, sendo que em pouco tempo poderemos ter esses modelos de contratos sendo utilizados também para gerir relações pessoais.

Veja a lista de algumas das principais vantagens!

Precisão

Todos os termos dentro do código do contrato são explícitos e não há margem para dupla interpretação, o que impede qualquer erro de transação, assim trazendo maior confiabilidade entre as partes envolvidas no negócio.

Transparência

O contrato é estabelecido na cadeia de blocos do Blockchain, podendo ser acessado e revisado a qualquer momento por todos os nós da rede, o que traz uma transparência entre as partes e evita qualquer tipo de contestação.

Velocidade

Os contratos são executados quase que instantaneamente sempre que qualquer de suas condições e cláusulas forem cumpridas, reduzindo as horas necessárias para realizar a mesma tarefa em um processo de negócio tradicional.

Segurança

Os contratos utilizam o que há de mais avançado hoje em termos de segurança da informação, a tecnologia Blockchain, que evita fraudes. Além disso, a criptografia também evita que pessoas não autorizadas tenham acesso ao seu conteúdo.

Eficiência

A eficiência com que os contratos inteligentes atuam são apenas uma consequência da velocidade com que eles conseguem realizar as transações de acordo com as suas cláusulas, sendo que em alguns modelos de negócio, pode fazer uma grande diferença.

Armazenamento

Os Smart Contracts utilizam a tecnologia do Blockchain para serem armazenados em diversos nós da rede, garantindo que nunca serão perdidos caso ocorra algum problema pontual em algum dos nós.

Outro ponto interessante é que os blocos mantêm os registros passados, assim os contratos antigos podem ser facilmente recuperados.

Menor custo

Manter contratos físicos demanda muito espaço para armazenamento em arquivos, cuidados para evitar a perda dos papéis, custos de transporte, impressão, intermediários, entre outros. Todos esses gastos são totalmente eliminados ao utilizar um Smart Contract.

Quais os exemplos atuais

Mesmo que possamos pensar que os contratos inteligentes são uma tecnologia apenas para o futuro, já existem muitas empresas apostando nessa solução para criar modelos de negócios mais eficientes, saindo na frente no quesito inovação e transformação digital. Confira alguns exemplos:

  • Slock.It ─ a empresa está utilizando o conceito para facilitar o pagamento de recarga de veículos elétricos;
  • AXA ─ a companhia de seguros está utilizando os Smart Contracts para garantir o reembolso em caso de atraso de voos, sendo que o cliente recebe automaticamente seu dinheiro de volta após duas horas;
  • Etherparty ─ a startup do Canadá permite qualquer pessoa redija um contrato inteligente e lance no Blockchain, mesmo sem conhecimentos prévios de programação.

Existem diversos outros exemplos hoje e com certeza veremos os Smart Contracts sendo mais utilizados em um futuro próximo, pode-se dizer que a era dos contratos em papéis timbrados e filas em cartórios esta para acabar.

Pronto para fazer transações mais inteligentes?

tecnologiaTecnologia
Agências A transformação digital em agências de marketing e publicidade digital
Marketing Sentiment analysis: dados de sentimentos geram insights poderosos
ABOUT THE SPONSORS
Introduce

Arquitetamos estruturas e soluções de redes de computadores que garantem a maior disponibilidade dos serviços de TI e aumentam a proteção da empresa, a confidencialidade de negócios e a produtividade das equipes.