O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. Nesse cenário, as empresas buscam por colaboradores com habilidades diferenciadas, que possam oferecer outros tipos de qualificações. O que, até pouco tempo atrás, era uma regra, como a exigência de um bom currículo, agora se estendeu para outros aspectos — as chamadas soft skills.

Em empresas que buscam alternativas para aumentar seu desempenho e otimizar seus processos, profissionais com determinadas qualidades podem entregar resultados promissores. Portanto, investir em colaboradores com diferenciais profissionais e pessoais pode gerar bons frutos.

Para entender melhor do que estamos falando, acompanhe o post e saiba o que são soft skills e por que as empresas estão cada vez em busca de profissionais com competências diversificadas. Boa leitura!

Soft skills: o que são e qual sua importância

Existe uma série de características que recrutadores buscam para formar uma equipe de colaboradores. 

Antes, era muito comum que as experiências profissionais como, por exemplo, graduação, cursos e intercâmbios fossem os principais motivos da contratação. Contudo, já se sabe que apenas esses atributos não são mais suficientes. Há outros pontos a serem considerados e que são essenciais para o crescimento de qualquer organização.

Essas competências estão relacionadas à personalidade e ao comportamento dos profissionais. Desse modo, aspectos como as aptidões sociais, emocionais e mentais mostram-se tão importantes quanto um bom currículo de experiências. E são essas as habilidades, que chamamos de soft skills, que estão sendo cada vez mais valorizadas no mercado.

Em contrapartida, outro termo encontrado é o hard skills. Esse, diz respeito às qualidades técnicas e não as comportamentais. São atribuídos, ainda, àquelas referentes à educação formal, mais qualificáveis e concretas, inseridas para auxiliar na análise curricular. 

Dessa forma, os profissionais que unem os dois tipos de habilidades são mais requisitados no mercado de trabalho, têm mais chances de serem vistos com bons olhos nos processos seletivos e de ascenderem em suas carreiras.

Quais são as competências sociais e comportamentais mais relevantes para os empregadores?

É importante destacar que alguns gestores já notaram que, para que uma empresa otimize seus processos, cresça mais rapidamente, seja mais produtiva e evite desgastes desnecessários, a contratação de colaboradores que possuam as soft skills desejadas é mais vantajosa.

Tais competências são particulares e inerentes aos indivíduos, mas também podem ser desenvolvidas de acordo com suas experiências. Entre elas, estão as experiências de vida, questões culturais, educacionais e outras vivências.

Nesse sentido, tudo isso influencia no comportamento e na relação que essas pessoas terão com outros colaboradores no ambiente de trabalho. Como consequência, a retenção desses colaboradores com soft skills garante mais produtividade.

Independentemente do segmento ou do ramo de mercado, essas competências geram inúmeros benefícios. Por isso, os empregadores estão atentos a quem possui qualidades como:

  • resiliência;
  • empatia;
  • liderança;
  • resolução de conflitos;
  • facilitação;
  • criatividade;
  • organização;
  • gerenciamento de tempo;
  • debates construtivos;
  • atitude positiva;
  • trabalho em equipe;
  • tomada rápida de decisões;
  • visão de desafios, não problemas;
  • pensamento crítico.

As soft skills são habilidades que, sem dúvidas, são fundamentais e os colaboradores podem apresentá-las em diferentes níveis para exercer suas funções de trabalho. Dessa forma, é preciso investir em pontos que ainda não estão bem desenvolvidos para obter melhores resultados.

Qual é a importância de identificar essas competências nas equipes?

As soft skills estão cada vez mais cobiçadas no mercado, uma vez que as empresas perceberam as vantagens de ter membros com essas qualidades em seus times. Por mais que o conhecimento técnico seja importante, pessoas com habilidades sociais e emocionais demonstram mais preparo para os desafios que aparecem.

Nesse contexto, identificar essas competências ajuda a criar equipes que estejam mais preparadas, tanto técnica quanto emocionalmente. Assim, a capacidade de buscar soluções coletivas é fundamental, já que o trabalho individual, por vezes, pode ser mais limitado.

Ao identificar as características em cada um, os gestores conseguem montar times em diferentes competências e que se complementarão. Dessa forma, as soft skills são unidas às habilidades técnicas e potencializam os resultados, o que é algo essencial tanto para a conquista de clientes quanto para a retenção deles. Com esse tipo de equipe, a criatividade pode criar soluções inovadoras e únicas.

Os locais de trabalho, atualizados e com visão de futuro, já sabem que a união entre competências técnicas, saúde emocional e habilidades sociais é um fator que deve ser valorizado. Com isso, ao encontrar profissionais que tenham essas qualidades, é preciso retê-los e mantê-los motivados. E uma das maneiras mais efetivas de fazer isso é por meio de benefícios.

Quais benefícios podem auxiliar no desempenho das soft skills?

Para incentivar o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos colaboradores, assim como mantê-los motivados e empenhados nos serviços que executam, os benefícios ajudam a reter os talentos que tenham essas soft skills.

Logo, os benefícios flexíveis podem ser a opção para que todos os tipos de soft skills possam estar presentes na equipe, proporcionando maior satisfação e motivação. Os custos e a retenção dos talentos estão interligados, então é necessário buscar maneiras de integrar os dois.

Quando há esse equilíbrio, os resultados tendem a ser muito mais positivos. Assim, gestores e colaboradores conseguem administrar seus interesses e, juntos, auxiliam no crescimento da empresa. A flexibilização de benefícios pode representar um desafio, mas renderá boas repercussões dentro da organização.

Uma forma eficaz de ter benefícios flexíveis para manter colaboradores com excelentes soft skills motivados é com o serviço da Vee. Cerca de 20% dos profissionais consideram essas vantagens importantes para continuarem na empresa. Portanto, retenha seus talentos, deixando-os mais satisfeitos com esses benefícios.

Aproveite e conheça mais sobre as vantagens oferecidas pela Vee e como isso trará mais felicidade aos seus colaboradores e, consequentemente, maior produção para sua empresa!

Raphael Machioni

Graduado em administração (FGV-EAESP). Cursou Business Adminstration (UC Berkeley, Califórnia). Trabalhou com trading (Itaú BBA), M&A (Olímpia Partners) e Investment Banking (A10 Investimentos). Criou a PICKnGO e a Max Benefícios, que se fundiu com a Vee Benefícios. Fintech onde hoje ocupa o cargo de CEO.

recursos-humanosRecursos Humanos
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Recursos Humanos Por que melhores benefícios são a solução para o problema de bem-estar de funcionários?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Gestão Inovação Investimento Mercado Transformação Digital Varejo Vendas Bittencourt aposta no fomento ao empreendedorismo brasileiro
ABOUT THE SPONSORS
Great Place to Work

O GPTW fornece consultoria para empresas que querem as pessoas no centro de sua estratégia de negócios. Além disso, certificam e reconhecem os melhores ambientes de trabalho em 61 países ao redor do mundo.

[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]