Você parou para observar como a IoT está mudando o mercado de saúde? A mudança se dá pelo aumento dos investimentos em busca de soluções de saúde da IoT e o crescimento de dispositivos conectados com o sistema de saúde.

A internet se desenvolveu exponencialmente e, hoje, vai muito além da conexão e comunicação pessoal. Vivenciamos a era em que praticamente todos os dispositivos e aplicativos se conectam com a internet.

A partir da transformação digital, a IoT possibilita melhorar os procedimentos e reduzir os gastos dos cuidados de saúde.

A área da saúde da IoT foi seccionada em sistemas e softwares, em dispositivos médicos e tecnologia e serviços. Os sistemas e softwares oportunizam soluções para este setor, gerando um alto nível de autonomia e segurança para os procedimentos médicos.

Afinal, como a IoT está mudando o mercado de saúde?

São inúmeros recursos disponíveis para profissionais de saúde atuarem de forma eficaz utilizando dispositivos e equipamentos modernos.

Da simples notificação para que enfermeiros atualizem o prontuário de um paciente, às tomadas de decisões ou orientações de médicos a pacientes antes ou depois de consultas médicas, tudo por meio da IoT.

É possível manter atenção permanente em cada sinal vital de pacientes e fazer ajustes automático em aparelhos sem interferência humana. Os hospitais monitoram pacientes de maneira mais eficiente, indiferente de onde se encontram, usam dados coletados, guardados e enviados quando for necessário.

A Telemedicina viabiliza o intercambio de dados médicos por meio de infraestrutura digital, auxiliando em cuidados mais rápidos e precisos que por vezes reduz o tempo de internação.

E esses são apenas alguns exemplos de mudanças que melhoram a forma de tratamento da saúde.

Na verdade, muitos veem essa relação como a grande possibilidade que irá revolucionar os tratamentos e, consequentemente, melhorar a saúde e a qualidade de vida dos pacientes no século XXI.

A IoT não é a solução para todos os problemas na saúde, mas é inegável que as possibilidades oriundas dessa tecnologia são de grande importância, sobretudo na sofisticação e qualidade dos procedimentos.

Investimento em IoT na saúde: os números atuais

Com o uso dos aplicativos e dispositivos e toda evolução da tecnologia, a IoT pode reduzir consideravelmente os custos dos tratamentos e trazer bons resultados em todos procedimentos realizados.

Para isto, o mercado global de saúde da IoT investiu, em 2014, 58,9 bilhões de dólares em software, serviços e dispositivos de IoT. Dados do Boston Technology Corporation preveem que os recursos usados com a IoT na área da saúde devem, até 2020, atingir o valor de 117 bilhões – e chegar a US$ 410 bilhões até 2022!

Os responsáveis por esse crescimento são o maior uso de tecnologia inteligente, os esforços para a implementação de soluções de saúde da IoT e a expansiva adesão de dispositivos conectados na área de saúde.

Leia também: Panorama IoT Brasil: receita de US$ 200B por ano a partir de 2025

Quais as aplicações já estão em funcionamento?

O mercado da IoT, a evolução da computação e a sua entrada no mercado de saúde são crescentes e cada vez mais surgem novos dispositivos a serviço da saúde. Veja algumas aplicações já em uso no mercado de saúde:

  • monitoramento do atendimento e tratamento de pacientes em casa, com sensores vestíveis que acompanham seu estado de saúde durante todo o tempo;
  • programas terapêuticos que monitoram a atividade cerebral no paciente por meio de um smartphone;
  • rastreamento de pesquisas, liberando toda equipe para dedicar mais tempo ao paciente. Tudo isso, por meio de uma plataforma na nuvem;
  • uso de softwares que integram diversos dispositivos médicos, como monitoradores cardíacos a celulares e tablets;
  • uso de lente de contato inteligente que monitora a glicose do paciente;
  • monitoramento e regulagem de aparelhos hospitalares por meio da internet.

Além disso, os idosos também podem se beneficiar de uma abordagem inteligente. A instalação de sensores pode informar os médicos e enfermeiros de alterações nos batimentos e de um possível ataque cardíaco, por exemplo.

Quais os benefícios do uso da internet das coisas na saúde?

Analisando os exemplos informados, é possível concluir que os benefícios e as possibilidades de aplicação da IoT no mercado da saúde são numerosas e quase que ilimitadas, uma vez que trata-se de uma abordagem revolucionária, e, à medida que ela se aperfeiçoa, novos dispositivos serão incluídos.

Leia também: Desmitificando: as principais aplicações da IoT

Esses recursos possuem um potencial gigantesco, capazes de nos afetar de maneiras que, até então, não conseguíamos sequer imaginar. De modo geral, os principais benefícios desses avanços tecnológicos são:

  • qualificação a prevenção de doenças;
  • diagnósticos mais rápidos e qualificados;
  • ajuda no desenvolvimento de tratamentos mais eficazes;
  • facilitação do acompanhamento médico de pacientes à distância;
  • surgimento de exames mais específicos;
  • tratamentos personalizados para cada paciente.

Por esses e outros motivos, especialistas e usuários dos serviços já denominam a IoT como sendo a próxima Revolução Industrial. Não se sabe se isso é precipitado, mas é fato que a IoT está mudando o mercado de saúde.

Qual o futuro da IoT na saúde?

Quando falamos em futuro, geralmente imaginamos algo distante, mas, no caso da IoT, o futuro é agora. Grande parte dessas tendências já estão ao alcance dos profissionais e pacientes.

A previsão é a conectividade entre aparelhos médicos, dispositivos e a internet aumente, permitindo um monitoramento mais preciso de cada paciente. O médico terá informações sobre o estilo de vida, melhoras ou complicações no tratamento, simplificando sua atuação e aumentando as chances de cura.

Conheça 4 possibilidades consideradas significativas com potencial para mudar o mercado de saúde, bem como aprimorar o bem-estar dos pacientes:

Connected Health

Significa que em breve os dados de saúde e todo o histórico de pacientes poderão ser acessados em qualquer lugar e a qualquer hora, por meio de informações salvas em nuvem e acessadas através de dispositivos conectados.

Mobile Health e Wearable Devices

Em português, pode ser traduzido como Saúde Móvel. A ideia é que tecnologias invisíveis e microchips sejam desenvolvidos e utilizados para monitorar os pacientes, mesmo quando não estão em atendimento ou nos hospitais.

Personal Health Recorder (PHR) e Point of Care

Trata-se da evolução do atual Registro Eletrônico de Pacientes para PHR. Assim, ele permitirá que as informações obtidas de diferentes tecnologias dialoguem entre si, acelerando os diagnósticos e disponibilizando resultados direto para os pacientes, para que possam fazer a escolha do melhor atendimento.

Dispositivos Impressos em 3D

As impressões tridimensionais prometem se expandir ainda mais e apresentar um custo mais acessível no futuro. Com isso, espera-se que inúmeros tratamentos e diagnósticos se utilizem desse recurso para serem mais precisos e eficientes.

Com a leitura deste material foi possível perceber como a IoT está mudando o mercado de saúde e como isso promete trazer benefícios importantes para os médicos e seus pacientes.

Se informar e atualizar sobre essas tendências é fundamental para profissionais preocupados em exercer sua profissão com excelência. Por isso, fique atento a esses recursos e procure adaptar sua empresa a elas, tornando-se uma referência no mercado.

Gostou do post de hoje? Quer ficar sempre informado sobre esse e diversos temas da área da saúde? Não deixe de acompanhar as nossas redes sociais — estamos no FacebookYoutubeInstagram e LinkedIn!

saudeSaúde
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Atendimento Digital Como colocar em prática o que você já sabe sobre atendimento digital
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Gestão Os benefícios da mobilidade corporativa para os colaboradores
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]