Você pode não estar lembrado, mas muitos de nós fomos apresentados à impressão 3D muito antes de ela se tornar a hype que é atualmente — mais especificamente em 2001, no filme Jurassic Park 3. Na cena, o personagem de Michael Crichton, Alan Grant, e sua equipe recriam parte da anatomia de um velociraptor em uma escavação por meio de uma impressora 3D.

Com o surgimento de diversas tecnologias que podem revolucionar os negócios nos próximos anos, não é difícil dizer que estamos vivendo uma era de verdadeira transformação. Entre essas tecnologias está o uso cada vez mais intenso de impressoras 3D. E então: você já imaginou o que nos reserva o futuro da impressão 3D?

A impressão 3D

Quando surgiram, as impressoras 3D eram extremamente caras e complexas, mas já se tornaram acessíveis e mais popularizadas nos últimos anos. É possível, até mesmo, adquirir modelos simples na internet por menos de mil reais (sendo que, neste caso, o equipamento vem todo desmontado e cabe a você reunir todas as peças e pôr em funcionamento).

É claro que essas versões mais simples não tem capacidade para grandes criações, mas é possível imprimir muitas coisas em casa com o auxílio desses equipamentos. Hoje, já temos várias startups virtuais que vendem produtos impressos com essas máquinas, de decoração a objetos do dia a dia.

O funcionamento de uma impressora 3D é relativamente simples: o sistema conta com um software que faz a leitura do modelo em terceira dimensão que deverá ser impresso, e o hardware se utiliza do material (um tipo de plástico, geralmente) para realizar a impressão em alta temperatura em uma bandeja, seguindo coordenadas enviadas pelo software.

No entanto, mesmo que a tecnologia tenha evoluído muito, ainda não a vemos sendo utilizada em larga escala. O motivo para isso é bem simples: as máquinas de impressão robustas, capazes de trabalhar várias horas por dia, ainda são caras.

Além disso, a maioria das impressoras trabalha apenas com alguns tipos de plástico, que não atendem a todas as necessidades atuais da indústria e limita em muito suas aplicações.

O futuro da impressão 3D

Mesmo com todos os desafios existentes hoje, uma coisa é certa: a impressão 3D é uma força imparável e ainda vamos ouvir falar muito dela no futuro em diversas áreas e aplicações. Algumas das revoluções que podemos esperar em breve são:

Novos materiais

Uma das principais limitações atuais da impressão 3D é relativa aos materiais utilizados. Como dito acima, a maioria das máquinas trabalha praticamente apenas com alguns tipos de plástico, o que inviabiliza sua aplicação na indústria.

Contudo, novos equipamentos já trabalham com algumas ligas metálicas e, consequentemente, o número de metais que permitem a impressão 3D está aumentando. Em breve, peças complexas poderão ser impressas em sua totalidade (e com custo muito mais baixo que o atual).

Inovações em impressão

Também se esperam algumas inovações nas impressoras 3D atuais. Hoje, essas máquinas levam um grande tempo para imprimir pequenas peças — e, quando falamos em grandes modelos, o tempo pode inviabilizar o seu uso.

Ainda assim, já temos algumas impressoras muito rápidas em operação e as empresas que trabalham com a criação desses sistemas estão investindo para aumentar ainda mais a velocidade. A ideia é realizar a construção de um item em minutos, e não horas ou dias como é atualmente.

Outra inovação é no criação de peças rígidas, semi-rígidas ou flexíveis com a utilização de determinados materiais e temperaturas de impressão, o que aumenta ainda mais o potencial de aplicação das impressoras 3D.

Impressão em escala

Em um futuro próximo, podemos esperar visualizar as aplicações da impressão 3D em larga escala em fábricas e outros estabelecimentos, sendo possível até a impressão de casas prototipadas.

Esse aumento no uso de impressoras 3D deverá ter um impacto direto sobre o custo de fabricação de muitos itens, que, uma vez que não serão necessárias várias etapas de produção, tende a baratear consideravelmente.

Aplicações no futuro

No futuro, poderemos observar o uso da impressão 3D nas mais variadas áreas do mercado, uma vez que o potencial dessa tecnologia é enorme e diversos ramos podem se valer de seus benefícios. Entre as principais aplicações do futuro estão:

Alimentos

Já existem algumas impressoras que permitem a impressão de alimentos por meio do uso de alguns materiais específicos, como filamentos de algas e ingredientes secos em combinação com água.

Em um mundo onde muitos ainda são abatidos pela fome, essa tecnologia poderá auxiliar na redução da pobreza e melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas ao redor do globo.

Indústria

Imagine o tempo de construção de um veículo reduzido ao máximo e com um custo muito menor. Essa é uma das promessas da utilização da impressão 3D dentro das indústrias.

Além disso, não seria necessário trabalhar com estoques, uma vez que, caso alguma peça seja necessária, basta imprimi-la na hora, reduzindo a necessidade de espaço dentro das fábricas e, claro, o desperdício.

Vestuário

Você já gostou do modelo de uma roupa em uma loja, mas não encontrou o seu número ou a cor não agradou? Com a impressão 3D, o lojista pode imprimir, imediatamente, uma nova peça que esteja de acordo com a sua demanda.

Assim, você pode ter acesso a produtos personalizados e confeccionados de forma simples e rápida na sua frente. Por outro lado, o lojista não precisa criar um estoque enorme para oferecer o máximo de variedade possível.

Educação

A utilização de impressoras 3D na educação já é uma realidade com a impressão de modelos anatômicos, escalas menores de projetos arquitetônicos e uma série de outras aplicações.

Contudo, a tecnologia ainda está restrita a determinados centros mais abastados. Com a popularização das impressoras 3D poderemos esperar uma utilização mais abrangente, chegando até todas as escolas.

Este foi apenas um vislumbre do futuro da impressão 3D. Tenho certeza de que muitas novidades nos esperam nos próximos anos — afinal, tudo que pode ser imaginado também poderá ser impresso.

Gostou das previsões? Então veja como o terreno está sendo preparado entendendo a revolução do uso das impressoras 3D com o passar dos últimos anos!

Esdras Moreira

CEO na Introduce Formado em Redes de Computadores, com especializações em Gestão de Pessoas, Coaching e MBA em Marketing. É co-founder da introduceti.com.br, que conduz o crescimento dos negócios através de estratégias e tecnologias. Além disso é investidor no projeto Globin.it, Middas e Grupo 3Minds.

tecnologiaTecnologia
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia 8 coisas que você faz no trabalho todo dia e podia automatizar agora mesmo
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia da Informação CaaS: conheça o mercado do Crime as A Service
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]