O setor de produção de eventos abrange distintas categorias, como conferências, festas sociais, feiras corporativas, entre diversos outros, está entre os mais atingidos pelos impactos da pandemia do novo coronavírus. 

Dados levantados pelo Sebrae mostraram que 98% do segmento foi afetado. Esse cenário negativo é resultado do isolamento social, uma das práticas de segurança que visam a conter a aglomeração de pessoas, evitando a rápida disseminação do vírus.

Diante disso, com o propósito de amenizar esses efeitos devastadores provocados pela crise, os empresários do ramo passaram a buscar meios de ajustar o seu modelo de empreendimento ao que chamamos de “novo normal” a fim de manter as operações. 

Entre as principais soluções levantadas, o maior destaque ficou por conta da migração de eventos presenciais para o meio digital.

Isso porque, quando as opções se limitam a um evento físico ou online, é preciso considerar que a segunda alternativa assegura a conformidade com as imposições regulamentadoras. Ainda mais importante, preserva a saúde de todas as partes — entre participantes, fornecedores e patrocinadores, por exemplo. 

No entanto, essa nova modalidade também apresenta novos desafios, como a questão da lucratividade, que não poderia deixar de ser uma preocupação dos empreendedores do setor.

Por essa razão, neste artigo, vamos tratar dos benefícios dos eventos online e mostrar como esse modelo também pode funcionar como uma fonte de receita para as empresas. Boa leitura!

Evento físico ou online, quais desafios devem ser esperados na modalidade digital?

Um dos primeiros desafios que podemos mencionar quando se trata da escolha entre evento físico ou online é o engajamento da audiência. Isso porque no online é bastante comum que os participantes dividam a atenção entre a sua ação e outras atividades. Assim, mantê-los envolvidos demanda um planejamento cuidadoso.

Com isso em mente é possível proporcionar a melhor experiência possível, com o intuito de “captar por inteiro” o público.

Outro ponto de bastante relevância é a lucratividade que os eventos online podem gerar, como já mencionado na introdução. Entretanto, além de considerar que as ações produzidas na modalidade digital demandam menos investimentos.

Isso representa uma economia, pois são reduzidos os gastos com a manutenção de grandes estruturas para a recepção de pessoas e com uma numerosa força de trabalho para o atendimento das demandas. Ainda, é fundamental ter em mente que existe a possibilidade de monetização.

Inclusive, reforçando essa viabilidade, há, atualmente, opções de plataformas que oferecem o serviço de transmissão e alternativas de precificação, abrangendo diversos públicos, incluindo o corporativo.

Quais são os benefícios obtidos com a organização de eventos online?

Ainda é válido destacar mais algumas vantagens da realização de ações no meio digital quando consideramos as opções de evento físico ou online. A mais óbvia delas, para iniciarmos, é o maior alcance de público. Uma vez que é viável captar participantes de locais diferentes, de forma simultânea. Para empresas que usavam eventos físicos para captação leads ou expansão da sua audiência, e em meses de lock down migraram seus eventos para o digital, o aumentando de resultados de negócios foram estrondosos. 

Outro benefício, já superficialmente mencionado, tem relação com a redução de custos. Esse ponto também já é auto explicativo, pois é fácil deduzir que as despesas de uma ação presencial são proporcionais à grandeza da sua produção. Logo, quanto maior o público, maior precisa ser a estrutura e mais elevados são os gastos.

Mais um elemento que vale destacar em razão de ser uma peculiaridade inerente exclusivamente aos eventos que ocorrem no meio digital é a disponibilidade de realização.

Ainda que sejam ao vivo (sim, porque nem sempre existe essa exigência, já que as oportunidades de conteúdo são infinitas — mais uma vantagem), os eventos online não estão sujeitos a fenômenos naturais e motivos de força maior, que, muitas vezes, causam o cancelamento ou o adiamento dos presenciais.

Como monetizar eventos realizados no meio digital?

Em tópico anterior, falamos sobre a possibilidade de monetização de eventos online por meio de doações e da venda de ingressos. Entretanto, vale destacar que essas não são as únicas alternativas. 

É igualmente importante manter em mente outras fontes de arrecadação, como:

  • Geração de leads qualificados: imagine uma empresa que equipamentos para médicos e hospitais, por exemplo. Construindo um grande evento online e gratuito com os maiores palestrantes do Brasil em temas médicos, quantos profissionais do Brasil inteiro não estariam interessando em se inscrever? Um conteúdo premium, a possibilidade de aprender com grandes nomes e a facilidade de assistir do conforto de suas casas fazem dessa uma proposta quase irrecusável, correto? Com uma boa divulgação e conteúdos realmente de alto impacto, audiências de até 100 mil profissionais poderiam ser atraídas. E para um time de marketing e vendas digital, esses 100 mil leads são a oportunidade certa para aumentar o faturamento da empresa;
  • Patrocínios: nessa modalidade, os patrocinadores atuam como parceiros, fazendo parte do seu evento online. Assim, é preciso pensar em como incluí-los, por exemplo, com a sobreposição de logotipos, promoção nas mídias sociais, inserção de anúncios nos intervalos da programação etc.;
  • Modelos de assinatura: nesse modelo, é possível ter uma espécie de “canal de vídeos por assinatura” — algo como um pay-per-view. Assim, você cria uma plataforma personalizada com a definição das suas configurações de acesso e com a sua identidade visual e um gateway oferece diversas formas de pagamento aos assinantes. Aqui, é válido até considerar que um conteúdo sob demanda pode gerar uma receita mais elevada.

Foi possível perceber que, no momento de considerar as opções de evento físico ou online, vale ponderar os benefícios que a versão digital pode oferecer. Isso vale mesmo após a pandemia, quando houver autorização para a retomada de todo tipo de ação presencial.

Afinal, em razão da possibilidade de promoção de leads e da exploração de conteúdos on-demand e da viabilidade de engajamento do público — fatores que contribuem para a lucratividade —, é certo que os eventos online passarão a fazer parte da realidade do segmento entre aqueles que acreditam no poder da inovação.

Este conteúdo foi útil? Se quiser acessar outras publicações relacionadas à transformação digital e aos seus impactos nos mais diversos setores, visite o nosso portal.

Equipe TD

Conectamos pessoas e empresas à Transformação Digital para simplificar e democratizar o futuro.

Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Recursos Humanos 7 tendências para o futuro do RH aceleradas pela pandemia!
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Seu público está em casa: como monetizar audiências online.
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]