O envio de e-mails é uma das principais estratégias quando se fala em marketing digital. E mesmo não sendo novidade, muitas pessoas ainda têm dificuldade para projetar campanhas de e-mail eficazes para os seus negócios. A boa notícia é que com dicas simples é possível otimizar a estratégia. Se bem planejadas, as campanhas podem criar uma comunicação de qualidade com os consumidores, aumentar a conversão e construir uma base fiel de clientes. Confira:

1. Defina seus objetivos

A primeira dica é saber responder a seguinte pergunta: O que você pretende alcançar com a campanha de e-mail planejada? Ter metas bem definidas é o primeiro passo para obter resultados positivos em e-mail marketing, já que esse é o fator que orientará todo o restante da campanha. Determine se sua meta é promover um produto/serviço ou construir um relacionamento com o assinante. É fundamental ter isso claro, afinal, a resposta irá influenciar todos os próximos passos.

2. Determine seu público-alvo

Definir o público-alvo é essencial para melhorar as taxas de abertura de e-mail. Para isso, procure saber quem é o público que se interessaria pelos seus produtos ou serviços, tendo como base sexo, idade, interesses, comportamentos e dados demográficos. Quando todos esses detalhes estiverem prontos, separe o público em diferentes listas para que os e-mails enviados sejam direcionados da forma correta: um e-mail de boas vindas, por exemplo, não deverá ser enviado para a lista de assinantes de uma campanha de reengajamento.

3. Utilize “Opt In”

Uma das regras básicas de e-mail marketing é possuir uma base de contatos qualificada. Para além disso, é necessário que a lista seja “opt in”, ou seja, tenha autorizado o recebimento de e-mails da empresa. A forma mais comum para acessar o endereço eletrônico de interessados em receber novidades é por um campo de inscrição no próprio site da empresa, por exemplo: “assine nossa newsletter”.

Outra possibilidade interessante é o “Double Opt In”, que garante o interesse da pessoa em receber atualizações da empresa. Nesse caso, além de disponibilizar seus dados no site, blog ou redes sociais, o consumidor deverá confirmar sua assinatura. Após a inscrição inicial, o assinante receberá um e-mail com um link de confirmação, o que reafirma seu desejo de receber os comunicados e melhora o engajamento das campanhas.

4. Crie a campanha de e-mail marketing

Chegou a hora de trabalhar na criação da campanha. Nesse momento, é fundamental pensar no texto e design do e-mail. O layout deve ser profissional e capaz de chamar a atenção do público. Há diversas ferramentas de e-mail marketing gratuitas que disponibilizam layouts profissionais que podem ser personalizados, como o MailChimp e o Benchmark. Outro detalhe importante é que a mensagem do e-mail deve ser clara e objetiva.

Além do conteúdo, ao criar uma campanha é necessário planejar a quantidade de e-mails e a frequência que serão enviados. Trabalhar na elaboração de uma linha de assunto chamativa também faz a diferença, assim como em uma frase convidativa no corpo do e-mail alinhada com as metas definidas, por exemplo: “Baixe a apostila gratuitamente”, “Inscreva-se para uma avaliação gratuita”, “Compre agora e aproveite 50% de desconto”.

5. Personalize seus e-mails

Personalizar os e-mails é um método interessante para aumentar o número de aberturas do conteúdo, pois o assinante precisa estabelecer uma relação de confiança com a empresa. Adicione o nome do cliente no título, tratando-o com pessoalidade. Para melhorar o relacionamento, uma dica é usar um endereço de remetente pessoal, e não endereços como “[email protected]” ou “[email protected]”.

6. Automatize suas campanhas

Para dar conta de todo o fluxo de envio de e-mails, automatizar as campanhas é a melhor pedida. Isso significa que você não precisará enviar um e-mail de boas vindas manualmente toda vez que alguém se inscrever, ou um e-mail de reengajamento cada vez que um cliente ficar inativo. Para facilitar o envio de e-mails, basta criar um fluxo para os diferentes conteúdos e públicos e definir o cronograma de disparos.

7. Avalie a taxa de sucesso

Quando se definem metas (dica número 1), automaticamente os resultados esperados para se considerar uma campanha bem sucedida são definidos. Analise a taxa de abertura do e-mail, as conversões obtidas, o desempenho do conteúdo, a geolocalização dos assinantes ativos, entre outros. As ferramentas de e-mail marketing disponibilizam todos esses dados em relatórios, facilitando a avaliação da performance do e-mail.

Como você pode ver, uma campanha de e-mail marketing bem sucedida depende de diversos fatores ligados entre si. Ter metas bem definidas, público-alvo segmentado, planejamento de campanha, layout profissional e avaliação de resultados têm impacto direto no desempenho positivo da campanha. E você, tem outras dicas para melhorar as estratégias de e-mail marketing? Deixe as suas sugestões nos comentários!

marketingMarketing
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia Mercado Global de Assistentes Pessoais deve apresentar crescimento de 33,74% entre 2019 e 2024
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
e-Commerce Internet das Coisas deve mudar o e-commerce nos próximos anos
ABOUT THE SPONSORS
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]