Se você é profissional de contabilidade, com certeza é uma das pessoas com mais credibilidade e confiança para um empreendedor. Visto que, ele é a pessoa que está descobrindo as necessidades dos clientes, novas práticas de trabalho e tentando solucionar os problemas que surgem no dia a dia. 

 

E se ele tem um e-commerce, provavelmente nesse período em que a grande maioria das pessoas está em casa, a demanda aumentou e consequentemente mais dúvidas surgiram, por isso, é fundamental saber como guiá-lo nessa trajetória para que ele realize o melhor trabalho possível e atenda as expectativas dos clientes. 

 

Por isso, nesse artigo listamos tudo que você precisa saber para auxiliar o seu cliente e para incluir o seu negócio no mundo do e-commerce. Confira!

Por que o contador deve trabalhar com um e-commerce?

Se engana quem pensa que o trabalho deve ser feito apenas em empresas tradicionais ou escritórios de contabilidade, através do e-commerce, são realizadas todas as tarefas de uma empresa com loja física, porém com a diferença de estar em uma ambiente digital.

 

Por isso, o profissional contábil é fundamental para ajudar a precificar os produtos nos canais de venda, ajudar na otimização de compras, fluxo de caixa e estoque, desenvolve métricas para o comércio eletrônico, auxilia na conformidade tributária e no faturamento de vendas e ainda otimiza as vendas, identificando o que é de maior demanda da loja virtual, trazendo assim, uma margem de lucro maior. 

 

E para que o empreendedor entenda essa importância, é necessário apresentar que essas vantagens só aumentam o crescimento da empresa e a torna um diferencial frente à concorrência, permitindo assim, uma oferta de serviços muito maior e mais valor ao negócio.

Parceria deve contar com confiança e ações estratégicas

O primeiro passo para que essa parceria dê certo é construir uma ponte de confiança com o empreendedor e para que isso aconteça, as conversas sobre o negócio devem ser frequentes e uma vez que a análise dos dados e números sejam feitas, é preciso definir bem alguns detalhes, e são eles:

 

  • Quais são os melhores fornecedores?;
  • Quais aspectos tributários devem ser observados?;
  • Como fazer com que o produto seja rentável?;
  • Como se destacar através de estratégias?;
  • Como classificar os produtos e serviços no sistema? Entre outros. 

 

Além disso, separamos alguns passos e dicas importantes para ajudar os seus clientes a melhorarem a atuação no e-commerce. Confira:

 

  1. Identifique quais são os clientes com mais dificuldade em sair do tradicional e ir para o online;
  2. Auxilie o cliente na compreensão da importância da transformação digital;
  3. Procure por empreendedores que querem fazer mudanças rápidas;
  4. Inicie o processo com os empreendedores interessados;
  5. Ofereça uma oferta do produto contábil;
  6. Promova eventos e reuniões frequentes para explicar todos os detalhes;
  7. Venda o produto contábil para todos os clientes, apesar de identificar individualmente todos os perfis;
  8. Por fim, após conquistar a confiança dos clientes fica muito mais fácil trabalhar para a melhoria da empresa.

Quais são os canais digitais mais utilizados?

Antes de saber mais informações sobre como auxiliar os seus clientes empreendedores, é importante saber o que é o e-commerce, por isso, entenda que é basicamente qualquer transação com fins comerciais que envolva compra ou venda de produtos através da internet com pagamento via cartão de crédito, boleto ou depósito bancário, onde o consumidor recebe a compra em sua casa. 

 

Abaixo, vamos te apresentar as três principais formas de vender online e como funciona cada uma delas. Acompanhe!

Loja virtual

Nesse caso, ela é uma extensão online de uma empresa, ou seja, é composta por um domínio na internet em que o .COM.BR é a extensão. Dessa forma, é um espaço onde as empresas podem oferecer soluções para as mais variadas necessidades. Por isso, navegabilidade, segurança e experiência são imprescindíveis nesses casos.

Marketplaces

O marketplace é nada mais do que um shopping online que permite com que os clientes tenham acesso a várias empresas do mesmo segmento para escolher assim, a que mais se encaixa com as suas expectativas. Nesse caso, existem algumas regras de regulamentação para que os clientes se sintam mais seguros.

Lojas em redes sociais

Principalmente durante o período em que a pandemia do covid-19 começou, as redes sociais se tornaram mais populares e passaram a ser um dos lugares de entretenimento e compras, por consequência do tempo dedicado às redes. 

 

A partir disso, surgiram muitas lojas nas redes sociais, e para investir na escolha certa é preciso se atentar a alguns pontos como a persona e qual o tipo de mercadoria que o empreendedor irá investir. Nesse caso, você como contador precisa ajudar o seu cliente com o oferecimento de análises e pesquisas do setor. 

Quais são as métricas mais importantes usadas no e-commerce?

E para ter sucesso na loja virtual, é fundamental fazer a análise contábil dos números de um cliente para avaliar todo o andamento do e-commerce. Por isso, vamos te apresentar essas métricas para que você saiba qual pode ser a mais relevante para o empreendedor. Confira abaixo:

CAC – Custo de Marketing + Custo de Vendas = Total de clientes

Essa é uma métrica que mensura qual o custo que a empresa paga para conquistar cada cliente, ou seja, é fundamental fazer essa conta para entender se a estratégia adotada está sendo eficaz ou traz prejuízos financeiros.

Margem de contribuição = valor das vendas – (Custos variáveis + Despesas Variáveis)

A margem de contribuição é um indicativo de finanças que informa com precisão se o faturamento atual da empresa é suficiente para quitar todas as despesas e ainda assim obter lucro. 

 

Giro de estoque = Total de vendas (Volume médio de vendas)

Através do giro de estoque, você consegue saber quantas vezes durante um período de tempo, o estoque foi completamente zerado e reposto. Além disso, é possível fazer uma avaliação por produto e um cálculo do número total de vendas.

Custo Operacional de Produto

Com essa métrica, é possível saber se os custos de um produto garante para o negócio uma margem de lucro aceitável. Assim, você pode identificar quais são os valores gastos para a produção de um produto e se for necessário, trocar de fornecedor ou matéria-prima. 

 

Custo total = Custos Diretos + Custos Indiretos + Custos Fixos + Custos Variáveis

Receitas e Despesas de frete 

Por fim, essa métrica identifica o valor da despesa relacionada ao frete, ou seja, você consegue fazer a avaliação do produto ou serviço de acordo com essa expectativa. Confira como fazer a mensuração:  

 

Despesas de Frete % = (Despesas com fretes) x 100

Receita com vendas

Tenha um ERP para e-commerce de qualidade

Uma das principais vantagens de ter um ERP para e-commerce é garantir uma gestão mais eficiente e com as informações completas e precisas para melhorar cada vez mais a parte estratégica da empresa. Por isso, vamos te apresentar todo o impacto positivo que um software proporciona para uma empresa. Veja abaixo!

Controle financeiro

Para que você, contador, tenha mais facilidade em ter o controle das finanças das empresas que atua, o uso do ERP é ideal. Com essa ferramenta, você tem acesso aos dados de vendas, fluxo de caixa e compras para ajudar na tomada de decisões. E o melhor, esse sistema faz o cálculo dos impostos de acordo com as normas de cada estado, ou seja, um grande facilitador. 

Otimização do tempo

Todo mundo sabe que o tempo é precioso quando falamos em atividades empresariais, não é mesmo? Por isso, com um sistema de gestão é possível fazer o cadastro de produtos, compras, vendas e muito mais com rapidez e isso vai auxiliar o empreendedor a automatizar todas as operações sem perder a individualidade de cada setor.

Aumento da produtividade

Com a integração do ERP ao e-commerce, vários outros processos que demandam tempo, são feitos automaticamente. Ou seja, é a diminuição de gastos desnecessários que podem aumentar a produtividade dos funcionários. 

Integração de logística

A logística é um dos grandes problemas de muitos comércios eletrônicos, e por isso a integração com esse setor é fundamental. E isso acontece porque você consegue imprimir as etiquetas juntamente com o pedido, agilizando assim, o envio de produtos.

Gestão de estoque

Principalmente quando existe uma grande variedade de produtos à venda, é imprescindível ter uma gestão de estoque eficaz. E com uma integração de qualidade com o e-commerce e o ERP, é gerado relatórios de vendas que apresentam quais os produtos com mais demanda e consequentemente facilitar a programação de compras, aquisição de matéria-prima, promoções e descontos, entre outros. 

 

Enfim, um ERP para o e-commerce é uma solução segura, eficaz e de armazenamento acessível sendo 100% online. O ERP Omie, conta com integração com diversas plataformas de marketplace através do Mintegra. Por isso, se torna uma excelente ferramenta para contratação. Aproveite todas essas vantagens e invista agora mesmo!

varejoVarejo
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Varejo Tendência de mercado: D2C e full commerce despontam como modelos de negócios promissores para a indústria e o varejo
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]