A demanda por transformação digital está crescendo nas mais diversas áreas – e no setor de Recursos Humanos não é diferente. De acordo com pesquisa realizada pela consultoria Gartner, os avanços da automação e inteligência artificial têm beneficiado o mercado de RH, que vem abrindo os olhos para a necessidade de investir em novas tecnologias.

Segundo os resultados do estudo, 92% dos CEOs brasileiros concordam que é necessário digitalizar o setor de Recursos Humanos. Para os executivos, a digitalização deve beneficiar não só os profissionais da área, mas também os colaboradores das empresas.

Lucas Ribeiro, sócio-diretor da ROIT PEOPLE S/A, startup de RH Digital, explica que as tecnologias têm se mostrado cada vez mais úteis, principalmente no contexto atual, em que os departamentos pessoais e a gestão de pessoas estão cada vez mais integrados. “Muitas empresas e processos estão passando pela famosa transformação digital e o RH é, sem dúvida alguma, a área mais estratégica a passar por uma grande revolução de automatizações e melhoria contínua da forma como os colaboradores interagem com a empresa. A facilitação da admissão até a demissão de pessoas, é indispensável para empresas de todos os portes e segmentos.”

No surgimento do RH, o setor atuava, basicamente, na mediação das relações burocráticas entre empregador e empregado. Mais tarde, a área compreendeu que a dedicação às pessoas era fundamental, o que fez com que o setor passasse por intensa reinvenção. Agora, porém, o RH se vê evoluindo junto dos demais setores, graças ao processo de integração com outros departamentos. Essa nova realidade traz, obviamente, novas demandas, como a realização de diagnósticos e estratégias de melhorias e previsões, pontos que podem ser otimizados com a transformação digital.

“Na era da Indústria 4.0, em que o real e o digital se conectam corriqueiramente, quase tudo pode ser feito de modo prático e rápido, sem burocracia, online e com poucos cliques. E o mesmo ocorre com o RH Digital, por isso é possível promover a otimização do tempo e dos resultados nos processos”, explica Lucas Ribeiro. Sobre o assunto, especialistas afirmam que o RH Digital proporciona, além da agilidade do departamento, maior eficiência em monitoramento de resultados, melhoria da comunicação interna, desenvolvimento em Recrutamento e Seleção, admissão, gestão de folha e demissão, entre outras vantagens que devem ser exploradas ao longo dos próximos anos.

Diante das mudanças, diversas empresas vêm buscando se adaptar e oferecer soluções em HR Tech. Uma delas é a ROIT PEOPLE, que possui um aplicativo para gerenciamento de RH e DP a partir de inteligência artificial. O app permite a admissão via celular, envio de documentos, plano de cargos e salários, recrutamento e seleção, gestão de folha, ponto com biometria facial e analytics.

recursos-humanosRecursos Humanos
Financeiro Itaú apresenta iti, sua carteira digital
Vendas Um vendedor remoto dá conta do recado no mercado B2B?