De acordo com informações do Canaltech, um templo budista de 400 anos está utilizando um robô para desempenhar o papel de monge. Localizado em Kyoto, no Japão, o templo decidiu incorporar a tecnologia para atrair o público mais jovem.

O androide foi desenvolvido com a equipe de robótica da Universidade de Osaka. Feito de silício e alumínio, o protótipo mede 1,80m de altura e representa uma divindade budista chamada Kannon. Por meio de inteligência artificial, o robô faz orações, dá conselhos e responde perguntas dos visitantes.

“A inteligência artificial se desenvolveu de tal forma que achamos lógico que o Buda se transformasse em um robô”, afirma Tensho Goto, monge do templo. “Obviamente, uma máquina não tem alma, mas a fé budista não é acreditar em Deus. É sobre seguir o caminho de Buda, então não importa se é representado por uma máquina, um pedaço de ferro ou uma árvore”.

De fato, a estratégia tem dado certo. O sistema de inteligência artificial, em serviço há alguns meses, está sendo bem aceito entre o público oriental, já acostumado a lidar com robôs. “Eu senti um calor que você não sentiria em uma máquina comum”, diz um dos fiéis sobre a experiência.

Segundo Goto, a expectativa é de que o robô possa cada vez ganhar mais recursos. “Essa é a beleza dos robôs. Eles podem armazenar conhecimento para sempre e sem limites. Com a inteligência artificial, nós esperamos que seu conhecimento cresça para que ele possa ajudar as pessoas a superarem os mais difíceis desafios”.

inovacaoInovação
Jurídico Entenda a importância do Direito 4.0 na estratégia da sua empresa
Saúde Tecnologia Adesivos corporais monitoram a saúde dos usuários
ABOUT THE SPONSORS
Introduce

Arquitetamos estruturas e soluções de redes de computadores que garantem a maior disponibilidade dos serviços de TI e aumentam a proteção da empresa, a confidencialidade de negócios e a produtividade das equipes.