Nesta terça-feira (28), o Futuro Burger, hambúrguer de carne vegetal, começa a chegar aos supermercados brasileiros. Produzido pela Fazenda Futuro, startup do setor alimentício, o produto será vendido em São Paulo, no Pão de Açúcar, St. Marche e Quitanda; no Rio de Janeiro, no La Fruteria e Zona Sul; em Minas Gerais, no Verdemar; e distribuído no restante do país pelo Carrefour.

O hambúrguer estará disponível nas versões congelada e resfriada por valores entre R$ 16,99 e R$ 17,99 (preço da bandeja com duas unidades). Produzido com grão de bico, proteína de ervilha, proteína isolada de soja e beterraba, o hambúrguer sem ingredientes de origem animal promete concorrer com as carnes tradicionais pelo sabor e textura.

A Fazenda Futuro, fundada pelo empreendedor Alfredo Strechinsky e pelo criador dos sucos Do Bem, Marcos Leta, tem como foco competir com os frigoríficos, e não com produtos veganos e vegetarianos. Para atrair o público que consome carne animal, a startup utiliza inteligência artificial na elaboração das receitas. Além do hambúrguer, a previsão é de que a empresa passe a fornecer outros tipos de carne vegetal, como carne moída, almôndegas e polpetone.

Apesar das carnes vegetais serem novidades em todo o mundo, investidores já estão buscando oportunidades no setor. Segundo relatório do banco inglês Barclays, a expectativa é de que o mercado alcance uma receita de 140 bilhões de dólares ao longo dos próximos 10 anos. Na próxima década, as carnes vegetais também devem representar 10% do mercado global de proteína animal.

sustentabilidadeSustentabilidade
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Transporte Wing, da Alphabet, anuncia entregas com drones na Finlândia
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Transformação Digital 10 razões que podem fazer a transformação digital da sua empresa falhar
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]