Empreender não é nada fácil, ainda mais no mundo das startups. Segundo dados do StartupBase, existem 12.867 empresas desse tipo no país. Delas, 48,2% possui público-alvo B2B e 82% encontra-se nas regiões Sul e Sudeste. 

Através dos números percebemos que a concorrência cresce e o Brasil vive um momento de aquecimento na abertura desses empreendimentos.

O momento de abrir uma nova empresa é sempre desafiador: seja porque envolve casar o novo empreendimento com um emprego tradicional ou porque baseia-se em uma necessidade – e neste caso é tudo ou nada -, seja porque exige coragem de lançar algo novo no mercado e estar suscetível ao sucesso e ao fracasso.

Entretanto, os empreendimentos inovadores não são testados só no início. Os desafios continuam e podem estar relacionados tanto pela maturidade do mercado, quanto pelos apoios financeiros, governamentais e etc. 

Hoje vamos falar sobre as barreiras enfrentadas em diversos momentos da vida das startups.

Conhecer o mercado

Imagine que você está entrando em um local totalmente novo. Sempre ajuda pesquisar tudo o que puder sobre o cenário no qual estará inserido. Duas grandes dificuldades tangenciam o tema: 

  1. Por um lado, muitos não entendem a necessidade de levantar essas informações já na concepção da empresa. 
  2. Por outro, dependendo do mercado que você pretende fazer parte, esse tipo de pesquisa acaba tendo custos elevados por tratar-se de áreas com alto sigilo e dificuldade de levantamentos em inteligência de mercado. 

Encontrar uma rede de apoio 

Grande parte dos empreendedores inovadores são inexperientes, seja no segmento que pretendem fazer parte, seja no empreendedorismo como um todo. Por isso, encontrar uma rede de apoio é muito importante. Ela pode aparecer de diversas formas e o melhor: elas não são excludentes. Desde o ingresso em ecossistemas de inovação e startups até encontrar mentores que irão ajudá-lo mostrando seus principais pontos de atenção e dando dicas para o sucesso do negócio.

Entretanto, pode ser muito difícil encontrar alguém para realizar esse papel. Tenha sempre em mente que você poderá crescer mais se tiver alguém ao seu lado que faça o papel de questionador, mas é preciso concordar em determinados pontos. Caso contrário, a relação acaba perdendo força e sua empresa pode ir embora junto com ela. 

Ver e ser visto pelo fundo de investimento certo

Existem diversos fundos de investimento no Brasil. Difícil é ser apoiado por eles. O acesso aos contatos acaba sendo complexo e, muitas vezes, os fundos estão buscando empresas já estruturadas, com uma atuação mais expressiva no mercado e com resultados já alcançados para justificar um investimento. 

A dica que podemos dar é: tenha claro quem é o seu mercado, como seu negócio será escalável, qual seu diferencial competitivo e se ele poderá ser repetível. Dito isso, monte um bom pitch e vá para a rua. Afinal de contas, só quem é visto é lembrado. 

__________________

Precisando de dicas para colocar seu projeto no ar e ganhar visibilidade? Assista “Webinar – Minha Marca na Internet: o primeiro passo para o seu negócio acontecer”.

__________________

Participação em aceleradoras

Junto com o crescimento das startups, o Brasil ganhou um grande número de aceleradoras. Elas funcionam basicamente como alguém que dá uma base e uma consultoria: você pode utilizar como escritório, passa a ter relação com outras empresas participantes, participa de momentos de aconselhamento, recebe mentoria, assiste palestras e etc.

A contrapartida costuma ser uma parceria no negócio. Ou seja, uma participação percentual no retorno do seu empreendimento. O problema, no entanto, é que muitas vezes esse valor é muito alto, o que acaba no questionamento se realmente vale a pena fazer parte das aceleradoras.

Questões legais e cargas tributárias

Um dos pontos mais importantes quando falamos em startups é a velocidade. Seja na concepção da ideia, do MVP ou no desenvolvimento do produto em si. Por trabalhar com inovação, muitas vezes é preciso prestar atenção ao timing de lançamento do produto. Muitas vezes leva-se um tempo alto até obter todos os registros necessários para operar no mercado.

Além disso, a carga tributária pode acabar sendo um desafio para o seu negócio. Quando o assunto são as startups, nos primeiros anos de vida é difícil ter lucros significativos porque o dinheiro que entra é reinvestido em melhorias do produto, divulgação e etc. 

Estabelecer parcerias com pessoas com mindset inovador

Startups, como qualquer empresa, são feitas de pessoas. E encontrar profissionais dispostos a pensar com um mindset inovador pode ser muito difícil dependendo do mercado no qual você se encontra.

Tenha sempre em mente quais os seus objetivos e como cada pessoa poderá ajudá-lo a chegar lá. Além disso, é importante sempre pensar que a sua empresa precisará estar sempre se reinventando. Por isso, é necessário estabelecer parcerias e trazer para perto quem não tem medo de mudar e questionar o status quo.

E isso não é fácil! Dessa forma, fique sempre de olho no mercado de trabalho e nos profissionais que, muitas vezes ainda não ocupam destaque, mas que têm dentro de si um espírito inovador.

Time KingHost

Somos uma empresa de hospedagem de sites e já nascemos na tecnologia. Buscamos levar conteúdo de qualidade para empreendedores, desenvolvedores, profissionais de marketing e curiosos digitais.

startupsStartups
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia Transporte Elon Musk anuncia expansão da The Boring Company para a China
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia Sony utiliza IA para criar sons de bateria
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]