O digital já está tão presente em nossas vidas que quando se fala em escolher um meio de pagamento, a primeira coisa que vem a mente das pessoas é uma loja online.

E mais, essa loja tem que ter um checkout transparente (aquele que você preenche os dados e faz o pagamento no próprio site de vendas).

Será que é isso mesmo?

Na verdade, não!

Escolher um meio de pagamento envolve primeiro entender as necessidades do seu negócio para ir atrás da empresa que oferece as melhores ferramentas para você.

Por exemplo: quem tem uma loja física apenas, também precisa escolher um meio de pagamento, mas não tem que se preocupar como será o layout do checkout na internet.

E quem tem um negócio online, nem sempre precisa de tudo que é oferecido pelos meios de pagamento.

Uma SaaS precisa de pagamentos recorrentes (aqueles que acontecem mensalmente por meio de uma assinatura), mas quem vende bijuterias nas mídias sociais precisa disso?

Vamos conferir algumas funcionalidades oferecidas pelos mais conhecidos meios de pagamento digital e analisar que tipo de negócio precisa do que, na hora de escolher a melhor plataforma de pagamento digital.

Checklist para escolher um meio de pagamento

01. Checkout Transparente

Voltamos a este tema porque é um dos mais “desejados”.

O checkout transparente é o preferido de quem tem um e-commerce ou um marketplace (portal que vende para diversos e-commerces mediante uma porcentagem) porque querem dar a melhor experiência para o usuário, otimizando conversões.

Seu cliente não sai do site, o processo é mais rápido e ele se sente mais seguro ao pagar.

Mas isso não é obrigatório.

Outras formas de checkout, como as oferecidas pelo PagSeguro (direcionamento para o site deles ou Lightbox), por exemplo, também funcionam para pequenos e-commerces que não dispõem de uma equipe de desenvolvedores para fazer a integração com o checkout transparente.

02. Split de pagamentos

Trata-se de uma funcionalidade específica para facilitar a vida de quem opera marketplaces.

Como existem vários envolvidos nas vendas, o sistema de pagamento já oferece uma maneira de dividir certinho quem vai receber a sua parte do valor referente a cada venda realizada, descontando as taxas e tudo mais.

Se você não é um marketplace, não precisa disso.

03. Cobranças recorrentes

Academias, escolas, clubes de assinatura e empresas que comercializam SaaS (softwares disponibilizados como um serviço pago mensalmente) são os tipos de modelo de negócios que precisam disso.

Fica muito mais fácil definir períodos, valores de mensalidades, tipos de planos e até um primeiro mês de experiência grátis.

Você não se encaixa em nenhum desses tipos de negócios? Não precisa de cobrança recorrente ao escolher um meio de pagamento.

04. Grande variedade das formas de pagamento

Nem toda empresa precisa oferecer pagamentos com as mais diversas bandeiras de cartão de crédito e débito. Algumas podem se contentar com a emissão de um boleto bancário.

Pense em um B2B que vende peças de reposição para tratores. Será que seus cliente vão pagar com cartões de crédito?

Na verdade, é bem provável que prefiram emitir boletos bancários.

Por outro lado, quem vende diretamente para o público final, quanto mais formas de pagamento tiver, melhor.

É preciso analisar caso a caso.

05. Máquinas de pagamento e leitores de cartões.

Se você vai escolher um meio de pagamento e seu negócio não tem pontos de venda físicos, não precisa nem pensar nessa funcionalidade.

Por outro lado, não apenas que tem lojas físicas, mas quem opera negócios de rua – como feirantes e foodtrucks – pode se beneficiar muito de uma maquininha conectada diretamente a internet ou por meio de seu celular.

06. Parcelamento

Não tem sentido parcelar uma assinatura de academia ou SaaS, concorda?

Mas e-commerces em geral e marketplaces trabalham muito bem com essa funcionalidade, que aumenta o poder de compra de seus clientes.

Por isso, na hora de escolher um meio de pagamento, verifique as taxas cobrados pelo parcelamento e como isso pode interferir na sua precificação.

07. Antecipação de recebíveis

Uma alternativa de crédito para financiar capital de giro, a antecipação de recebíveis é muito prática e ágil, mas só deve ser usada se extremamente necessária, para evitar problemas de fluxo de caixa futuros.

Quem trabalha com marketplaces muitas vezes precisa se socorrer disso, para cumprir suas obrigações com os e-commerces com quem trabalham.

08. Facilidade de integração com outras ferramentas

Contar com APIs abertas (protocolos da internet que fazem ferramentas hospedadas na nuvem conversarem entre si) é uma vantagem que traz mais produtividade para qualquer tipo de negócio.

Isso acontece porque as APIs permitem que se automatize tarefas repetitivas.

Em alguns casos o meio de pagamento já possui integrações nativas, também chamadas integrações “de prateleira”. Mas, na maioria dos casos, há uma ferramenta de conectividade parceira do meio de pagamento como, por exemplo, a Pluga que integra com sistemas de automação de marketing, planilhas e até gerenciadores financeiros.

Via Pluga você poderia, por exemplo, para cada novo pagamento aprovado no PagSeguro, inserir automaticamente uma linha em uma planilha do Google, enviar um SMS para o telefone do seu cliente ou ainda emitir uma nota fiscal rapidamente.

E esses são apenas alguns dos diversos exemplos de automatizações possíveis.

Depois de conferir todos esses pontos de nosso checklist, acreditamos que vai ser muito mais fácil escolher um meio de pagamento para seu negócio. E lembre-se sempre da diretriz principal: escolha o meio de pagamento que oferece o que você precisa de verdade!

Marcus Ribeiro

CEO na Pluga.co Marcus é formado em Relações Internacionais pelo IBMEC, tem 5 anos de experiência na área digital, ajudando a construir empresas web a partir do zero, especialmente nos mercados educacional, indústria de pagamentos e e-Commerce.

mercadoMercado
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Tecnologia Futuro do Desenvolvimento: o que são Progressive Web Apps (PWAs)?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Smart Cities Cashless cities: como o pagamento eletrônico já está trazendo benefícios para as cidades
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]