A DJI, fabricante de drones, anunciou que a partir de 2020 todos os equipamentos da marca que pesem mais de 250 gramas contarão com detectores de presença de aviões e helicópteros. De acordo com as informações do The Verge, a iniciativa tem como foco a prevenção de acidentes.

Já existem diferentes recursos voltados para a segurança nos drones da DJI, como a prevenção de obstáculos, o cerceamento geográfico, os limites de altitude e a capacidade de retornar automaticamente ao ponto de decolagem. Porém, essas tecnologias não foram suficientes para impedir que pilotos inexperientes voassem perto de aeronaves.

Pensando em melhorar ainda mais seus zangões, as próximas gerações de drones da DJI contarão com sensores capazes de receber o sinal ADS-B (Automatic Dependent Surveillance Broadcast), sistema de vigilância para a detecção de aeronaves nos Estados Unidos. Dessa forma, os operadores de drones receberão alertas quando helicópteros ou aviões estiverem nas proximidades. Apesar disso, o desvio não será feito pelo drone, ficando sob responsabilidade do operador do equipamento.

Vale destacar, ainda, que a FAA (Administração Federal de Aviação) não exige o uso do ADS-B em drones, sendo escolha da própria DJI a inclusão do item. Outro detalhe interessante é que a fabricante já disponibiliza o monitoramento em modelos atuais, como Mavic 2 Enterprise e o Matrice 200.

inovacaoInovação
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
e-Commerce Transporte Ford apresenta robô para entrega de encomendas com veículos autônomos
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Transformação Digital Como tornar uma organização digital viável?
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]