De acordo com informações da revista Forbes, a inteligência artificial (IA) tem o potencial de criar de US$ 1,4 a US$ 2,6 trilhões de valor em marketing e vendas em todo o mundo. Além disso, até 2021, 20% das principais fabricantes dependerão da inteligência incorporada, utilizando aplicativos de IA, IoT e blockchain para automatizar processos.

Segundo levantamento realizado pela Deloitte, o aprendizado de máquina melhora a qualidade dos produtos em até 35%, aumenta a produção em 20% e reduz os custos de manutenção em 30%. Com isso, 50% das empresas que adotarem a IA nos próximos cinco a sete anos têm o potencial de dobrar o seu fluxo de caixa com a manufatura liderando todas as indústrias por conta da forte dependência de dados.

E os números não param aí. Até 2020, 60% das principais fabricantes dependerão de plataformas digitais para suportar até 30% de sua receita total. Isso significa que a principal estratégia de crescimento para a indústria em 2019 é melhorar a produtividade investindo em plataformas de aprendizado de máquina que fornecem os insights necessários para melhorar a qualidade e o rendimento da produção.

Como o aprendizado de máquina está revolucionando a indústria

Para além das vantagens financeiras, especialistas citam a capacidade da IA de processar grandes quantidades de dados, incluindo áudio e vídeo, o que significa que a tecnologia pode ser capaz de identificar rapidamente anomalias na produção. Graças a essa possibilidade, as fabricantes estão gerando novos insights para se tornarem mais sustentáveis usando o aprendizado de máquina e a análise preditiva dos seus processos.

Sobre o assunto, o Boston Consulting Group (BCG) descobriu que o uso da IA pelas fabricantes pode reduzir os custos em até 70%, motivado pelo aumento da produtividade da força de trabalho. Além disso, as indústrias poderão gerar vendas adicionais usando a IA para desenvolver e fabricar produtos inovadores feitos sob medida para clientes específicos e entregá-los mais rapiamente.

IA dentro das fábricas

As fabricantes que atuam com equipamentos pesados, como máquinas de grande porte, estão explorando o uso de algoritmos para melhorar o seu rendimento. Segundo a McKinsey, a IA pode automatizar tarefas complexas e fornecer consistência e precisão de pontos para que o maquinário funcione no modo piloto automático, o que é essencial para alcançar a produção em um ou mais turnos.

Além disso, a detecção de defeitos de produto e a garantia de qualidade baseadas no aprendizado de máquina mostram o potencial de aumentar a produtividade de fabricação em 50% ou mais. As vantagens da tecnologia em encontrar anomalias em um produto ou em sua embalagem são capazes de melhorar a qualidade da produção e impedir que produtos defeituosos saiam da fábrica.

Outro ponto importante é que o aprendizado de máquina pode reduzir a escassez de mão de obra nas fábricas, e ao mesmo tempo encontrar novas maneiras de reter os funcionários. Atualmente, a manufatura está enfrentando uma severa escassez de trabalhadores, com pesquisas apontando essa questão como um dos três principais fatores que restringem o crescimento do setor. Nesse cenário, fabricantes estão confiando em sistemas de IA para melhorar o recrutamento e encontrar os talentos de que necessitam para formar equipes cada vez mais produtivas.

Com todas as vantades, os especialistas acreditam que a adoção de IA e de aprendizado de máquina na fabricação ofuscará a robótica nos próximos cinco anos, tornando-se a principal tecnologia na indústria.

transformacao-digitalTransformação Digital
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Financeiro Investimento É seguro pegar empréstimo com uma fintech?
Educação Jurídico Eu Na Facul: Evento online mostra oportunidades de carreira para quem deseja entrar na universidade
Inovação Tecnologia Cientistas criam lente eletrônica que funciona melhor que o olho humano
[contact-form-7 id="21113" title="ebook"]