Duas tendências da indústria da tecnologia são a Internet das Coisas (IoT) e a Inteligência Artificial (IA). Mas para a automação industrial, essas duas soluções são mais do que tendência. De acordo com a Forbes, a sua combinação irá redefinir e liderar a revolução da indústria 4.0.

A Internet das Coisas e a Inteligência Artificial são duas tecnologias independentes que têm um impacto significativo em diversos setores. Apesar da IoT poder ser considerada o sistema nervoso do digital, a IA assume o papel de cérebro, tomando as decisões que controlam o sistema como um todo. A convergência entre as duas soluções faz surgir a AIoT, Inteligência Artificial das Coisas, que oferece sistemas inteligentes e conectados capazes de se auto-corrigir e se auto-consertar.

Para chegar a essa combinação, os sistemas conectados passaram por diversas etapas. A cloud computing foi responsável por fornecer três aspectos-chave para a tecnologia: conectividade, armazenamento e computação. Com uma arquitetura ativa, a computação em nuvem permitiu que diferentes dispositivos se conectassem uns aos outros e possibilitou o processamento de grandes conjuntos de dados. Esse conjunto de dados se tornou a base para a IoT.

Já a IA vai além. A tecnologia age nos padrões e correlações dos dados, conectando as lacunas e tomando decisões apropriadas com base nas informações. Em vez de apenas apresentar os dados às pessoas, a IA fecha um ciclo, executando automaticamente uma ação.

AIoT

Para os especialistas, a IA vai impulsionar a IoT industrial em dois níveis: Em primeiro lugar, afeta a telemetria aumentando a inteligência. Em segundo lugar, a IA será utilizada para analisar o fluxo de dados em tempo real. Dessa forma, a solução estará presente no início do processo (dispositivos) e no final (análise) de IoT.
Por exemplo, uma câmera com um sensor de imagem enviará cada quadro ao sistema IoT para analisar determinados objetos. Ao aplicar a IA ao dispositivo, ele enviará o quadro em que um objeto específico é detectado. Essa prática acelera significativamente o processo, economizando tempo para processar todos os quadros.

A principal diferença entre a IoT e a AIoT é a produtividade no lugar da reatividade. Os sistemas atuais de IoT são projetados para reagir a determinadas situações. Já os sistemas de AIoT serão capazes de detectar falhas ou variáveis de forma proativa. Com essa promessa, a expectativa é de que a Inteligência Artificial das Coisas passe a fazer parte de praticamente todos os setores, incluindo aviação, automotivo, finanças, saúde, manufatura, entre outros.

tecnologiaTecnologia
Vendas Como usar a inteligência de dados na previsão de vendas
Smart Cities Sustentabilidade Transporte Como os carros autônomos podem transformar as nossas vidas?
ABOUT THE SPONSORS
Introduce

Arquitetamos estruturas e soluções de redes de computadores que garantem a maior disponibilidade dos serviços de TI e aumentam a proteção da empresa, a confidencialidade de negócios e a produtividade das equipes.