Redes Privadas Virtuais: o que são e para que servem VPNs

Entenda o que são Redes Privadas Virtuais (VPN) e qual sua importância para a segurança na era da Transformação Digital

À medida que a Internet cresce e se diversifica, tornando-se um canal de negócios para muitas empresas, alguns termos ligados à tecnologia, como Redes Privadas Virtuais (VPN), recebem muita atenção das pessoas. Esse exemplo refere-se a um recurso muito importante para que os usuários possam ter mais segurança online.

Saiba o que são Redes Privadas Virtuais (VPN)

VPN, ou Rede Privada Virtual (em inglês, Virtual Private Network), é uma rede que criptografa e transmite informações de um ponto a outro na Internet. Trata-se de uma solução que permite aos usuários — sejam empresas ou particulares — enviar e receber dados mantendo a segurança e privacidade.

Com a criptografia, eles são embaralhados e convertidos em código secreto para evitar acesso não autorizado. Além disso, ao acessar a Internet, a VPN oculta o endereço IP de seu computador, evitando, assim, que ele seja acessado por outras pessoas.

Veja como funciona a VPN

Ao utilizar o serviço VPN, você será conectado a um dos servidores, que fornecerá a você um endereço IP (número que identifica um dispositivo em uma rede) do provedor de VPN, muito mais seguro que dos provedores comuns.

Além disso, com a rede privada, a sua conexão de Internet é criptografada entre seu dispositivo e o servidor no qual você está conectado. Assim, caso algum cibercriminoso intercepte o seu fluxo de dados, tudo que ele conseguirá visualizar será um código secreto.

Entenda por que a criptografia VPN é mais segura

A VPN utiliza o padrão de criptografia mais avançado disponível atualmente, conhecido como AES (Advanced Encryption Standard) 256-bit. O número 256-bit refere-se ao tamanho e à complexidade das combinações da cifra usada na criptografia.

O nível de segurança do AES 256-bit é tão alto que é adotado por bancos, agências militares e governos de todo o mundo. Quanto maior for esse número, mais complicado será adivinhar o código criptografado.

A tecnologia VPN também está disponível para armazenamento em nuvem, possibilitando, assim, entregar seus arquivos a um servidor remoto e garantir que seus dados não sejam roubados e nem perdidos.

Conheça também o protocolo VPN

A VPN fornece ainda um protocolo VPN, uma combinação de padrões de criptografia e protocolos de transmissão usada para garantir que você tenha uma conexão segura entre seu dispositivo e seus servidores.

O protocolo VPN mais usado atualmente é o OpenVPN. Trata-se de um código aberto. Pode parecer uma desvantagem à primeira vista, mas funciona melhor justamente por ser aberto a todos e disponível para verificação. Caso haja alguma vulnerabilidade de segurança, ela será encontrada rapidamente pela comunidade de desenvolvedores que presta suporte ao OpenVPN.

Saiba por que a VPN é tão importante

Atualmente, tudo o que fazemos na Internet fica disponível online e o risco de exposição é maior do que nunca. Usar uma rede privada VPN possibilita acessar a rede com mais privacidade e segurança, o que ajuda a evitar que sua navegação seja rastreada ou monitorada.

Para compreender melhor a importância da VPN, imagine que você está dirigindo seu carro numa rodovia, transportando uma carga valiosa, mas, de repente, percebe a presença de um helicóptero com um grupo de criminosos perseguindo seu veículo. Eles podem ver tudo o que você está fazendo e pretendem atacá-lo e roubar a sua carga.

Mas, alguns quilômetros adiante, surge um túnel na estrada, que bloqueia a visão do helicóptero e a ação dos criminosos. Esse túnel funciona como uma VPN. Ao ser ativada, ela cria um túnel de segurança para seu dispositivo na Internet. Tudo o que acontece nesse túnel é criptografado e somente você tem acesso.

Evite que seus dados fiquem disponíveis no seu ISP

O termo ISP, sigla para Internet Service Provider, refere-se ao seu provedor de Internet (Oi, Claro, Vivo etc.). Todo seu histórico de navegação, hábitos e comportamento são rastreados e armazenados pelos provedores ISP.

Quando você acessa a rede, seu endereço IP vincula o dispositivo a seu ISP e também à região em que está operando. Todo o seu histórico de navegação fica armazenado em seu ISP durante determinado período de tempo. Em alguns países, como os EUA, o provedor pode, inclusive, vender seu histórico de navegação para terceiros, como anunciantes, serviços de assinatura etc.

A proteção VPN evita que seu servidor ISP consiga monitorar o que você faz online. Além de criptografar o conteúdo, a VPN restringe o acesso ao seu endereço IP para a região em que você está situado, de modo que pessoas de outras regiões não consigam acessá-lo. Assim, nem seu provedor, nem os hackers serão capazes de rastrear seu histórico virtual.

Entenda por que usar as Redes Privadas Virtuais

Optar por um IP compartilhado possibilita que a VPN que você acessa lide com vários usuários utilizando o serviço concomitantemente. Isso torna impossível identificar o tráfego IP a um usuário individual.

Um bom serviço de VPN tem como procedimento não criar registros, o que implica que a sua VPN não será capaz de rastrear e acompanhar o que você faz online. Esse tipo de recurso pode ser útil para quem faz muitas viagens de negócio, por exemplo. Nessas ocasiões, é normal conectar-se a redes de terceiros.

Com uma VPN, você pode acessar a intranet da sua empresa de qualquer lugar, sem a preocupação de ser alvo de criminosos cibernéticos. Também pode ser um recurso importante para você implantar uma cultura de trabalho remoto em sua empresa.

Entenda os perigos de usar uma rede VPN grátis

Redes de VPN gratuitas geralmente utilizam o protocolo PPTP (Point-to-Point Tunneling Protocol), muito menos seguro que o OpenVPN. Embora o PPTP seja mais fácil de configurar, está cheio de falhas de segurança conhecidas e deve ser evitado para garantir uma conexão segura.

Para assegurar a proteção e privacidade de suas informações, é muito importante limitar o compartilhamento, venda e rastreamento delas por outras pessoas. Sem proteger dados valiosos, como suas senhas e outras informações confidenciais, você fica exposto à ação de cibercriminosos, anunciantes e à vigilância governamental.

Por todas essas proteções oferecidas, usar um serviço de proteção VPN é o modo mais seguro e confidencial de navegar na Internet atualmente.

Porém, você precisa ser bastante criterioso ao escolher um serviço de VPN. Versões pagas são mais seguras que as gratuitas e evitam spams. Certifique-se também de que a VPN oferece proteção para todos os seus dispositivos de acesso à Internet, incluindo smartphones e tablets.