Desafios do Home Office: como conciliar produtividade e conforto

Entenda como vencer os principais desafios do Home Office

Embora a tradução literal do termo seja “trabalho em casa”, o home office, ou trabalho remoto, pode ser realizado em qualquer lugar que não seja um escritório convencional — como cafés, espaços de coworking ou aeroportos.

Hoje nós falaremos especialmente sobre trabalhar de casa e como conciliar as responsabilidades e a concentração com todos os elementos que podem tirar a nossa atenção no conforto do lar.

Atualmente, muitas empresas permitem que seus colaboradores realizem suas atividades trabalhando remotamente. Isso também acontece bastante com empreendedores, que começam seus negócios nos fundos de casa ou com pouca estrutura.

Porém, diferentemente do que muita gente pensa, o home office não é “mais fácil” ou “mais tranquilo” do que trabalhar em um escritório convencional. Muito pelo contrário! Você precisará trabalhar da mesma maneira que trabalharia no escritório, porém com algumas distrações e até situações atípicas do ambiente de trabalho.

Quer saber como conciliar a produtividade e conforto? Então vamos lá!

Conto de fadas x realidade

Home Office, ou trabalho remoto, não é um jeito fácil de ganhar dinheiro, como dizem aqueles anúncios que prometem os trabalhos dos sonhos. Ele não significa nem um pouco que você terá menos atividades para desempenhar e nem que o seu pijama seja o melhor tipo de roupa para usar enquanto você trabalha em ambientes assim.

Na verdade, é preciso ter em mente alguns pontos principais para que você faça um bom trabalho e seja muito produtivo durante o home office. Acompanhe algumas delas a seguir:

Dicas para otimizar a produtividade no home office

Tenha uma estação de trabalho bem definida

Ter um espaço organizado onde você possa focar ou uma estação de trabalho definida, como um escritório destinado especialmente para esse fim, por exemplo, ajudará você na concentração e pode trazer a sensação de profissionalismo — que, muitas vezes, fica ausente quando estamos em um ambiente tão íntimo como nossa casa.

Quando fazemos o home office efetivamente em casa, na maioria das vezes aproveitamos para fazer algumas tarefas domésticas ou para interagir com outras pessoas que estão por lá, como familiares ou colegas de quarto.

O ser humano pode levar até 25 minutos para voltar a uma atividade se perder a atenção, então imagine como pode ser difícil conciliar seu trabalho com todas essas situações? Com uma estação de trabalho fica mais fácil separar os momentos de distrações das horas em que é preciso focar nas atividades profissionais.

Tente seguir os horários normais de jornada de trabalho do escritório

Essa é uma ótima dica para não perder a disciplina. Comece sempre no horário que você começaria num escritório comum, estabeleça horários fixos de almoço e descanso fora da estação de trabalho! Assim, você evita grandes espaços de tempo sem foco e, ao mesmo tempo, não faz suas refeições em cima do computador.

Lembre-se que uma jornada comum de trabalho dura 8 horas. Nada de fazer hora extra só porque está em casa, ok? Saiba separar bem o lado profissional e o pessoal.

Entenda que o dress code também se aplica ao home office

Pode parecer um detalhe, mas quando ficamos de pijamas enquanto trabalhamos, ficamos naquele ritmo estranho de que estamos trabalhando pela metade ou com preguiça.

Utilize uma roupa que você usaria no dia a dia. Com isso, sua mente poderá adaptar-se melhor ao fato de que você precisa de uma dose extra de concentração, apesar de todo o conforto de casa e das distrações do ambiente doméstico.

Nem pense em trabalhar na cama

Ficar deitado na cama também passa para a sua mente a impressão de que você não está desempenhando uma atividade séria ou que precisa de foco. Ainda mais porque, normalmente, quando estamos deitados na cama com um monitor por perto, é para assistir a algum filme ou série.

Ou seja, a mente associa esse momento ao lazer e não ao trabalho. Ficar sentado em outro ambiente da casa, com a postura ereta, já ajuda seu cérebro a processar que você não está mais descansando, como quando está na cama.

Algumas vezes, o home office pode ser solitário…

O fato de você não conviver diretamente com outras pessoas que fazem parte da sua empresa pode trazer um sentimento de isolamento. E não é só isso: algumas pessoas que fazem home office podem sentir o FOMO (fear of missing out) — ou, em tradução livre para o português, “o medo de perder algo”.

Esse sentimento pode fazer com que você pense que é a pessoa que menos trabalha na empresa, justamente porque a comunicação entre os colegas é menor ou porque você sente que seu trabalho não está sendo acompanhado de perto, como normalmente acontece nos escritórios.

Tente utilizar ao máximo as ferramentas de comunicação que a sua empresa oferece — como e-mails e chats corporativos — e fique sempre por dentro das reuniões e acontecimentos gerais.

Não tenha medo de conversar sobre coisas fora do escritório, como hobbies, filmes preferidos e assuntos afins. A socialização faz parte do ambiente de trabalho e isso pode contribuir para melhorar a sensação de solidão, que é comum.

… mas lembre-se, nada como o conforto da nossa casa

Caso você consiga dedicar-se e entender que o home office precisa de um esforço adicional e disciplina — devido ao ambiente propício para o desvio de foco —, você pode considerar que ele é um verdadeiro privilégio, que deve ser aproveitado. Afinal, não existe lugar mais aconchegante do que a nossa própria casa, não é mesmo?

Ah, e aqui vai mais uma dica: tudo bem fazer uma pausa no sofá e assistir um pouquinho de TV, aproveitar um tempinho livre que apareceu para organizar algumas coisas que estão fora do lugar ou tirar um breve cochilo após o almoço, ok? Lembre-se apenas que, ao retornar, você precisa voltar ao foco e trabalhar normalmente.

Gostou das dicas que viu por aqui? Acha que elas podem ajudar você a fazer um dia de home office ser mais produtivo e focado? Tem alguma dificuldade com o home office que não foi citada por aqui ou gostaria de compartilhar outras dicas?

Fale pra gente!