O Galaxy Fold pode marcar uma nova era de dispositivos. De acordo com o ZDNet, DJ Koh, CEO da Samsung, prevê que o 5G mudará a indústria da tecnologia e, consequentemente, o consumo de smartphones.

Explicando as falhas do Galaxy Fold, smartphone com tela dobrável da Samsung, Koh admitiu que a apresentação do dispositivo foi “constrangedora”. Apesar disso, o executivo acredita que o lançamento oficial do aparelho, ainda sem data marcada, impulsionará a companhia por um caminho para além dos smartphones.

Kang Yun-Je, líder da equipe de design da Samsung Electronics, afirmou que o motivo para o desenvolvimento de um aparelho dobrável é que “o design de smartphones atingiu o limite”. Dessa forma, deve haver uma mudança significativa nos dispositivos para que “daqui a cinco anos as pessoas nem percebam que estão usando telas”.

Para Koh, a última década foi a era do smartphone, mas, a partir deste ano, uma nova era deve ser iniciada. Com os avanços da IoT, 5G, inteligência artificial e a junção dessas tecnologias, o mundo deve começar a ver uma nova onda de wearables. Sobre o assunto, o executivo acredita que a categoria “dobrável” deve durar alguns anos, mas com a popularização dessas tecnologias as empresas devem começar a pensar em dispositivos inteligentes no lugar de smartphones.

De certa forma, esse futuro de novos dispositivos já está presente com os smartwatches e os alto-falantes inteligentes. No entanto, a Samsung ainda está muito atrás da Apple quando se pensa em relógios e não tem participação no mercado de smart speakers.

A gigante sul-coreana planejava lançar o Galaxy Home em abril, adiando o projeto para algum momento do primeiro semestre de 2019. A chegada do dispositivo não aconteceu novamente, e a previsão agora é de que o público possa adquirir o alto-falante inteligente no terceiro trimestre do ano.

tecnologiaTecnologia
Tecnologia Bill Gates conta qual foi o maior erro da sua carreira
Gestão Inovação Mercado Inovação é questão de sobrevivência para as indústrias brasileiras
ABOUT THE SPONSORS
Azion

Fundada em 2011, a Azion permite que você construa e execute suas próprias aplicações serverless no Edge da rede, mais próximo a usuários e devices. A plataforma de Edge Computing da Azion é ideal para aplicações que exigem baixo tempo de resposta (latência) ou processamento de dados em tempo real.